Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

19-mai-2010

Pós 9º TBKO 2

"A convivência com os amigos de todo dia no trajeto, o prazer em rever os amigos distantes novamente, as pequenas lições "roubadas" do Sensei e dos Senpais, os sorrisos estampados no rosto de todos na confraternização, ganhar quando menos esperava e torcer pelos companheiros com mais ardor que o mais fanático torcedor de futebol.
Quando me apresentei no meu primeiro treino no Niten, disse que procurava uma "atividade física com um algo mais". Hoje tenho plena consciência que esse "algo mais" é muito mais importante que eu era capaz de imaginar"

Fonseca - Belo Horizonte




"Pensando bem, seria estranho ficar sem a Família Niten, e o que eu sinto faltando talvez seja na verdade a nostalgia de estar de novo com os companheiros e irmãos de caminho, seja nos treinos, torneios ou até mesmo nos birudôs."
Camillo - Ribeirao Preto




"Durante o torneio, houve torcida pra um ou outro competidor, as competições em si nas diferentes modalidades mas, principalmente, houve união. Todos parabenizaram os vencedores. Não vi ninguém lamentando a derrota. Todos saíram vitoriosos porque todos cresceram e aprenderam juntos nesse torneio.
Pra mim esse é o espírito do Niten. O espírito de união. Ninguém está sozinho."
Simone - Sorocaba




"A experiência foi, como Sensei disse que seria, inolvidable… e eu agregaria MARAVILHOSA, em todo sentido.
Não posso achar um sozinho ponto negativo no que a Ariel e a mim concierne e o esforço que realizamos para viajar ficou, não digamos já compensado, senão completamente opacado com o muito que desfrutamos e o muito que aprendemos com esta experiência."

Ivan Parachin - Buenos Aires

Tags: Torneio,
18-mai-2010

Pós 9º TBKO 1

"Além do extenso aprendizado que o evento proporcionou, considerei que o treino de Niten Ichi Ryu no sábado de manhã foi muito produtivo, seja pelo kata novo que o Sensei pacientemente ensinou, seja pela oportunidade de treinar e aprender com colegas de outras unidades"

Kuhn - Brasília




"Não queria perder, de modo algum. Estava também tenso pela questão de usar Nitô ou Itto. Mas tambem estava preucupado por ficar nervoso, e quando fosse para o circulo talvez eu ficasse acuado e perdesse vergonhosamente meu shiai, de ficar com medo e me mostrar um covarde, desrespeitando assim todos os meus colegas do caminho e o sensei que dedicaram seu tempo em mim . Foi quando li as palavras de Musashi sensei quando diz que ganhou seu primeiro combate por que não pensou no risco de perder e apenas atacou. Quando li isto decidi que iria fazer o mesmo."
Tonon - Belo Horizonte




"Cada torneio do Niten é uma experiência nova e marcante. Nunca me arrependi de ter participado de nenhum (muito pelo contrário), e este Nono Torneio Brasileiro Individual de Kobudo não foi excessão.
A ótima organização e ajuda de todos fez deste Torneio um dos menos "corridos" de que me lembro, o que me permitiu acompanhar muito mais das competições do que freqüentemente consigo.
Juntando isto ao excelente nível técnico apresentado em todas as categorias e demonstrações, foi uma grande oportunidade de aprender observando meus colegas de caminho."

Holschuh - Campinas




"Estava refletindo sobre a permanência dos japoneses mais velhos (Sr Fernando e Sr Fujii) em nossa mesa de honra.
Realmente pessoas mais antigas e de valor, sentem-se honradas de fazer parte de algo tão importante.
Não um torneio simplesmente. Não as medalhas.
Mas o que representa.
Superação, compaixão, comprometimento, honra e disseminação de tantos valores perdidos. Não será essa a espada que da a vida em abundância? Ficar sentado por 6 horas torna-se talvez um breve segundo."

Ricardo Donega - Ribeirão Preto










"Não existe nada melhor para um guerreiro que o cheiro do campo de batalha. Principalmente quando este, a muito, não tem esse prazer. Reunir e limpar suas armas antes de partir para guerra, marchar junto com os companheiros do feudo e, então... LUTAR!
Mas lutar contra o que?
Essa é a grande pergunta que me faço. Contra o que eu lutei neste torneio?
Eu morri ou eu venci? Morri em alguns aspectos e, por isso, estou extremamente vivo em outros.
E mais uma vez volto para casa um novo samurai."

Teixeira - Belo Horizonte

Tags: Torneio,
17-mai-2010

O Sábado (9º TBKO)

Segundo temos em Marcos 2. 27: " O sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado."
E foi seguindo este mandamento, que realizamos, com sucesso, a 9ª edição do Torneio Brasileiro Individual de Kobudo (9º TBKO - Inéditas com "s" - 03 maio) em Ribeirão Preto.
Homens vindo de todos os cantos da América, Ribeirão Preto, Franca, São José do Rio Preto, Marília, Taguatinga, Brasília, Belo Horizonte, Goiânia, Campo Grande, Sorocaba, Campinas, São Paulo, Guarulhos, Santos, São José dos Campos, Rio de Janeiro, Florianópolis, Curitiba, Norte, Nordeste, Sul e Buenos Aires fizeram as suas preces para voltarem com o espírito elevado.
E com a ajuda de Deus e dos deuses, receberam a graça.
Cavaleiros e samurais. Todos tiveram o seu grande dia.
Omedeto a todos!
Vamos conferir?


 
Niten Ichi Ryu Dai Ichi Kihon no Kata


Palavras de Ricardo Donegá - Coordenador de Ribeirão Preto


Ganhador do troféu Kobudo - Massao de São Paulo

Tags: Torneio, Video,
14-mai-2010

Arriscar no 9º TBKO

Às vésperas do duelo, deixo uma mensagem, uma frase de um escritor italiano, para refletir e que tem dupla utilidade, tanto para aqueles que estarão lá (48 horas - 13 de maio de 2010)como para aqueles que deixarão de estar lá.
 

"Não arriscar nada é arriscar tudo"


13-mai-2010

48 Horas

Contagem regressiva para vermos quem será o Samurai de 2010 no 9º Torneio Brasileiro de Kobudo
Palco: Ribeirão Preto.
Quando : daqui há 48 horas.

Kenjutsu (combate de espadas x espadas);
Jojutsu (bastão x espada);
Iaijutsu (técnicas de desembainhar com a espada de metal);
Naginata (alabarda);
Jitte (arma que não tem tradução ao português);
Kusarigama (foice e corrente) e
o Kobudo (combate entre todas as armas).

Tags: Torneio, Lutas, Video,
12-mai-2010

Brasília 2



"Cada gashuku reflete a vida como ela é : impossível prever tudo que pode acontecer, a não ser que será mais um tijolo na parede de nossa existência. Como sempre sensacional ! "
Cadu




"Renovar: suio, niten, kenjutsu em técnica e alma, para que possa saber melhor a cultura que vem dos promórdios de 700 anos atrás. Arigato gozaimashita."
Komazawa




"Nada melhor que recomeçar no caminho com muito treino nesse primeiro gashuku de Brasília, é uma banho de água fria no espírito que estava dormindo."
Paolo




"Chegar vivo no final já é uma vitória, já que vivemos um dia de cada vez.".
Bhering




"União, renovação, aprendizado. Isso é o Gashuku, isso é o Niten!"
Patrick

11-mai-2010

Brasília 1

Estive em Brasilia para o Gashuku do Centro Oeste.
Participaram , além de Brasília, Taguatinga, Goiânia, Fortaleza e Palmas.
Vamos ver como foi?
 


"Gostaria de agradecer ao Sensei por nos ter proporcionado esse gashuku de grande aprendizado. Quando pensávamos que o treino havia acabado, ainda aconteceu um shai com muitos ensinamentos"
Carlos Bravo




"No gashuku, os momentos de ouro não se limitam apenas as palavras do Sensei no final do treino, o tempo inteiro, na convivência com o Sensei e os colegas, se tem momentos de ouro."
Araújo




"Não importa o tempo de treino, vamos continuar errando, então sempre temos que treinar mais.
Frazão




"Como o Sensei me disse hoje sobre o Niten Ichi Ryu e sobre a vida: "fazer direitinho... né Tairã? Faz direito".
Tairã




"O Niten tem ganhado muito sentido para mim, visto que tenho aprendido muita coisa, interiorizado muitos valores, e conquistado muitas coisas. Mais que um caminho, ser um Samurai é um estilo de vida. Arigato gozaimassu!"
Gisele

10-mai-2010

Sorocaba Ganha Força

Me comunicaram que, durante a visita de uma japonesa 2º dan em kendo na Unidade Sorocaba, haviam pelo menos 10 alunos treinando pesado com o bogu (armadura de proteção).
Fui lá ver com os meus próprios olhos.
Verdade que podera ser constatada pelas palavras de um aluno e as fotos à seguir:

 


Desde o dia que eu recomecei a freqüentar o Niten eu queria escrever um depoimento, mas, talvez o meu espírito ou minha mente não estavam preparados ainda, pois eu não sabia muito bem sobre escrever, bom pelo menos até esta ultima terça-feira. Antes de falar sobre a visita do Sensei à Sorocaba eu queria falar sobre o que o Niten e, por conseqüência o Sensei representavam e para mim. Conheci o Niten em 2003 quando estava ainda no segundo ano de faculdade em Ribeirão Preto, na figura do sempai Tanaka. Ele me apresentou a shinai, me apresentou o hakama, o bogu, me ensinou o “Mem”, o “Kote” e o “Do”, e é claro, toda a filosofia do bushido. Infelizmente nesses meus primeiros 6 meses de contato com Niten não tive a oportunidade de conhecer o Sensei, o que hoje eu sei foi um azar para mim. Por motivos familiares tive que parar de freqüentar o Niten no mesmo ano de 2003, mas eu levei em meu coração os ensinamentos do bushido, mesmo hoje sabendo que na época não tive maturidade suficiente para assimilar muito do que agora eu entendo, levei a minha vida com honra, sempre tentando trilhar o caminho do samurai, cai muitas vezes pelo meu caminho, algumas eu demorei a me recuperar, mas a vontade férrea que aprendi a desenvolver naquele seis meses me ajudou muito e só agora eu percebi.



Nesse ano de 2010, por intermédio de um grande amigo, voltei para o Niten na unidade Sorocaba, onde o coordenador é o sempai Lucas, que leva essa unidade com muita dedicação, muito empenho e muito amor.



Nesses últimos meses reaprendi muitas coisas e como a minha maturidade é muito maior do que era a 7 anos atrás, arrisco até a dizer que sou uma pessoa muito diferente inclusive, mais seguro, mais calmo, mais sábio, pude até aprender coisas novas treinando o “Mem” o “Kote” e o “Do”, com certeza estou aproveitando muito melhor os ensinamentos do caminho do samurai.



Então o Sensei veio à Sorocaba, eu nunca o tinha conhecido, para mim ele era só uma foto na página da internet, confesso que fiquei nervoso, acho que estou nervoso só de escrever sobre ele, me atrapalhei no treino, tentei me controlar (prometo fazer melhor da próxima vez Sensei), mas a energia que emana quando ele está presente é algo indescritível, é quase palpável, a calma com que ele passa os comandos, a sabedoria e a força espírito que dá para perceber só de olhar, só passar uma noite em sua presença junto com sua mãe que também transparece uma força fora do comum eu aprendi muito.



Aprendi e percebi que não o “Niten” que eu conheci por intermédio do sempai Tanaka em 2003 e sim a força do Sensei, pois ela é a base do Niten, é pela força e sabedoria do Sensei que o Niten existe, são elas que impulsionam a nossa vontade e o nosso amor de voltar para mais um dia de treinamento, e também foram elas que me ajudaram todos esses anos, mesmo que indiretamente, pois apesar de só ter conhecido o Sensei essa semana, seus ensinamentos me acompanham há sete anos.





Para finalizar este imenso relato quero comentar duas mensagens do Sensei que foram fundo na minha alma. A primeira é como um exército deve se organizar (Kuden #) .



A segunda é quando o Sensei foi relatar qual era a sua atividade, ele comentou que era (Kuden # ) e eu repito a resposta do sempai Lucas, “ a gente gosta Sensei”...


Sorocaba ganha força.
E se esse pessoal gosta vou continuar com a minha "atividade".

06-mai-2010

Kenjutsu - Do Tsuki

Tags: Kenjutsu, Luta, Golpe, Video,



topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h