Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

28-mai-2009

Cavalos

Ok, hoje vamos aos cavalos (25mai - Mundo Animal)
Quando veio a comitiva do Japão para as comemorações do Dia do Samurai
(24abr - Dia do samurai 2009), fomos todos a uma fazenda montar a cavalo.
Foi um dia de sol, e pelo horário que lá chegamos, o pior do dia: o das onze até as uma.
Eu, mestre Baba e mestre Ouchi de traje cerimonial e todos os outros vinte de traje normal. Eu de preto, entende? Foi de rachar.
Você nem imagina como foi escolher os cavalos, pois nem todos eram mansos e excetuando três dos integrantes (incluindo eu), ninguém havia montado na vida.
Ou seja, sobraram os mais ariscos para nós e para alguns que, mesmo não sabendo a montaria, teriam que se virar. Enfim, nem te conto.
Maior stresse !Uma aventura!
Começa a cavalgada. De início, todos assustados, sendo o papel dos que já haviam montado, monitorar se tudo estava em ordem. Meio que como cães pastores.
Atravessando vales e montanhas, terminamos, sem intercorrências.
Apenas um susto. O nosso melhor cavaleiro, por estar no mais arisco, foi jogado ao chão.
E não foi por inexperiência, pois no ano passado, foi um dos que desfilaram a cavalo no Grito Samurai em 2008 (05jun - Grito Samurai), inclusive com armadura.
Conclusão: alguns são tão arredios que nem um bom cavalheiro pode entrar em acordo.
 

27-mai-2009

Muito capim não entra

Depois arremessar os grãos de milho (25maio - Mundo Animal), vamos dar capim às ovelhas.
Quando falo "vamos", quero dizer eu, você, e mais meia dúzia de nossos colegas.
Chegamos. Cada um vai lá no mato e pega um capim.
Agora, com toda a boa fé, vamos dar na boca dela.
O que acontece?
É tanta comida que ela nem vê.
Assim também é com os homens.
 

26-mai-2009

Primazia

No Café de ontem (25mai - Mundo Animal) foi citado o Café "Obstinação demais" como exemplo do ataque feroz das galinhas, patos e gansos sobre os grãos de milho.
É claro que obstinação demais pode cegar e levar o indivíduo a cometer atos inconsequentes, de loucuras e muitas vezes irreparáveis , mas a palavra que melhor se encaixaria seria "Ambição desenfreada".
Inegável dizer que é uma praga que existe em qualquer lugar, em todos os povos e em todos os tempos.
Infelizmente, até nos caminhos, os chamados "DO"s.
Praticantes que se tornam campeões e ficam de nariz empinado. Outros que se graduam e esquecem os seus mestres. (alguns não se esquecem e até "pisam" neles)
Todos com ego inflado. Se achando os melhores. Animais se devorando uns aos outros em busca de poder, fama e reconhecimento.
O Caminho dos Animais.
Aqui no Niten, o mérito não se dá por conquista, mas por antiguidade.
Independente de graduação ou título, o mais velho sempre terá o seu devido lugar: o da primazia.
E que, para mim, é o Caminho.
O do Homem.
 

25-mai-2009

Mundo Animal

Estar em contato com os animais é observar, entre tantos outros hábitos, falhas existentes entre humanos.
Quando estamos com um punhadinho de grãos de milho na mão e uma centena de galinhas, patos e gansos ao redor, ao arremessarmos ao longe, vão todos em uma só disparada uns aos outros.
Gritando, xingando, batendo, pisando. Enfim, uma baixaria.
Me fez lembrar um Café que escrevi há algum tempo atrás:

31-out-2008 Obstinação demais!

Sem dó.
Sem piedade.
Sem escrúpulos.
É o mundo animal.
 

22-mai-2009

Imagens do Dia do Samurai 2009

Hoje, deixo as imagens do Dia do Samurai 2009 (24abr - Dia do samurai 2009), que ao meu ver, foi espetacular e ficará eternizado na memória de todos os que compareceram.
Mais uma vez, agradeço a todos que estiveram lá.

Um bom final de semana.

21-mai-2009

History Channel final

A History Channel fechou a reportagem sobre Musashi sensei (History Channel parte 1)

(Parte 2) (Parte 3) com estas palavras:


20-mai-2009

Nenhum de Nós

Em tempo, coloco o videoclipe do nosso aluno João Vicente e que muita gente deve conhecer.
Nenhum de Nós deve deixar de lado a Compaixão.

19-mai-2009

Faça o bem

Continuando a leitura de ontem no Shin Hagakure, pág 104, sobre compaixão:
 

"Lembro-me de um incidente ocorrido em São Paulo, no torneio mundial de kendo, em que um dos atletas brasileiros, ao soar o apito, ficou pulando juntamente com a torcida, com as duas mãos para o alto, em frente ao adversário que, sozinho, amargava a derrota...
Naquele momento, um misto de alegria (eu também fazia parte da seleção) e tristeza (por ver um derrotado humilhado) se apossou de meu coração. Sei que é difícil exigir compaixão no esporte, mas dar pulos de alegria na cara de perdedor é uma falta de respeito e sentimento."

É para não aflorar este lado que existe em muitos, o de humilhar, o de judiar e o de "pisar" em cima dos outros, que precisamos, periodicamente, levar a Espada que dá a Vida aos necessitados.
Acredite. Faz bem.

18-mai-2009

Compaixão

No dia 14 deste mês escrevi sobre a Espada que dá a vida (14mai - A Espada que Dá a Vida).
Aproveito para trazer a lembrança o que escrevi na pág.104, do Shin Hagakure

"O Samurai deve ter compaixão pelos mais fracos.
Uma das virtudes do samurai, o Jin, ou Nin, é o sentimento de compartilhar a dor com o perdedor e o mais fraco.
Sentir a dor do outro. Atitudes como fazer o "V da vitória" e pular no tatame não condizem com o ensinamento do Bushidô e do Budô.
"

São necessários anos de treinamento e décadas de vivência para sentir a dor do outro.
Enquanto isto não chega, continuaremos levando o leite para as crianças desnutridas.

15-mai-2009

Grandes Mestres - matéria Nikkey Shimbun

Matéria de hoje no Nikkey Shimbun:
 

INSTITUTO CULTURAL NITEN E UNIVERSIDADE KOKUSHIKAN
INTERCÂMBIO INTENSO DE KOBUDÔ


Após as comemorações do Dia do Samurai em 24 de abril, a comitiva de kendo da Universidade Kokushikan Tsurukawa, liderada pelo técnico Kinji Baba (64 anos, 7° dan kyoshi de kendo) percorreu junto com o presidente do Instituto as cidades de Brasilia, Buenos Aires e o Rio de Janeiro.


O grupo de kendo e os alunos do Instituto treinam na praia do Botafogo
Realizaram nestas cidades treinamentos e torneios de confraternização. Midori Saito, representante pelo Instituto, revelou os acontecimentos.
A comitiva realizou nas cidades por onde passou, treinamentos de kendo kata, iajutsu e com bogu (equipamentos de proteção). Após isto, seguiram-se torneios de confraternização entre kendo e kenjutsu utilizando alabardas, espadas de bambu maiores e espadas menores.
Em São Paulo e Brasília a vitória foi exclusiva dos japoneses, mas em Buenos Aires e no Rio de Janeiro prevaleceu a vitória dos brasileiros principalmente nas lutas finais.
Bem como foi realizado um torneio ao ar livre na praia de Botafogo. O técnico Baba e o presidente Kishikawa costumam realizar treinamentos ao ar livre (na natureza). Apesar disso, o grupo de kendo sentiu dificuldades de combater na areia .

O evento contou com a participação de pelo menos 250 alunos do Instituto, provenientes dos lugares mais longínquos como Fortaleza, Manaus e Porto Alegre. Foi uma oportunidade em que os alunos brasileiros aprenderam a forma de organização dos japoneses, e estes o respeito e disciplina dos brasileiros, nas palavras dela.
Tendo em vista que o presidente Kishikawa enfatiza o respeito e a disciplina, além da parte técnica, em muitas ocasiões o que se percebeu foi o técnico Baba orientando seus alunos a se espelharem nas ações e comportamentos dos alunos do Instituto.

Além de ser a primeira vez que os universitários de kendo viram o kobudô, nutriram grande interesse também pelas armas praticadas no Instituto.
O técnico Baba, que veio pela segunda vez ao Brasil disse:
"É maravilhoso ver aqui, desta vez, muitas crianças fazendo parte do treinamento".
Com este evento, formalizou-se a partir de então, os ensinos de kendo kata no Instituto.

Segundo Midori, "mesmo havendo a barreira da língua, pudemos nos comunicar bem e sem problemas".
A comitiva, após a turnê de duas semanas, retornou ao Japão no dia 04 de deste mês.
O intercâmbio entre a Universidade Kokushikan e o Instituto Cultural Niten pode ser visualizados no site www.niten.org.br




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h