Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

29-jul-2008

Fighting Spirit em Seul 88

Me informaram que encontraram um vídeo meu na internet de quase 20 anos atrás.
Palco: Torneio Mundial em Seul, 1988

A TV coreana cobriu este combate , por ser o mais longo e acirrado feito nas disputas por equipes.
Este adversário já tinha vencido o vice-campeão Kamei em um combate meio que polêmico, pois os seus golpes não se ajustavam às regras de kendo, como não levantar os braços para golpear a cabeça ou golpear com as laterais da espada, e ainda levou o japonês à derrota.
Os professores diziam que aquilo não era kendo. E que os juízes não souberam avaliar a luta. Em torneios mundiais, quando um japonês luta com um coreano, não pode ter nenhum juiz que seja do Japão ou Coréia, o que, inevitavelmente dá lugar a juízes menos experientes (ou com outra visão???).
Polêmico ou não, Kamei, a quem tenho muita admiração e respeito, perdeu.
Mas uma vez que entrou para o torneio não se deve contestar as regras. E uma vez que entrou para o kendo, e o kendo é feito por todos ( ou ninguém?), todo men* pode virar um men.
Bem, acho que você vai entender melhor o que eu estou dizendo vendo o vídeo.
E como nesta longa estrada, algumas vezes a gente vence e outras a gente perde, esta eu perdi.
Mas foi sem medo. Com coragem. Com honra, e me rendeu o prêmio Fighting Spirit.
O Honra ao Mérito.

28-jul-2008

Karma Ancestral

Alguns não entendem o porquê de eu me interessar tanto por estilos e ensinamentos antigos, a ponto de deixar toda uma carreira do Kendo.


Ou seja, por que me dedicar mais tempo ao kobudo, a tradição guerreira dos samurais, em relação ao Kendo.
Ainda hoje, professores no Japão insistem para que eu deixe de lado isto e que eu treine para prestar o 8º dan, pois segundo eles, teria condições de ser aprovado.
Verdade ou não, tenho mais prazer em estudar a tradição guerreira dos samurais, alguns com quase 700 anos de história.
Por palavras me seria difícil de lhe explicar, mas quem sabe, as palavras (e que sabias palavras) de Monja Coen , proferidas na semana passada  possam elucidar:


"Eu agradeço muito a todos vocês, principalmente a Kishikawa Sensei, que nós nos conhecemos já há alguns anos quando eu cheguei aqui no Brasil e o Instituto Niten fez um pouquinho de práticas lá no templo Bushinji.

Foi uma época muito agradável para todos nós e eu fico muito feliz de ver como tem crescido, como tem se espalhado pelo Brasil todo.

Eu vou em lugares diferentes, cidades diferentes, e eu sempre tenho o cumprimento de Kishikawa Sensei, porque os alunos dele são um pouquinho dele e eu o encontro em tantos lugares.

Isso me deixa muito feliz, porque vocês estão no Caminho. E que esse Caminho se multiplique e se espalhe por todo o Brasil, América do Sul e todos os lugares onde o Sensei está levando o Instituto Niten e esse estilo KIR de práticas que realmente eu acho que resgata - alguma coisa que alguém falou - esse Karma ancestral dos nossos Samurais que se, por acaso - que julgamento somos nós para fazer [quem somos nós para julgar?] - se houve algum Karma negativo, com certeza ele está se tornando um Karma muito positivo: para cada um de vocês; para sua 'ancestralidade'; e para sua descendência.

Que nós possamos juntos fazer um mundo de Paz.
Muito obrigada."




A humanidade, desde os primórdios, tem procurado eternizar os momentos efêmeros de sua vida.
No momento em que entramos em contato com estes ensinamentos antigos, sentimo-nos em contato com estes Karmas ancestrais.

O presente se conecta com o passado e dá ao futuro uma vida com sentido.
Uma vida eterna.

Os semelhantes buscam os semelhantes 
e que cada um viva em Paz.
Muito obrigado



28-jul-2008

Confirmado

Enquanto ainda damos uma olhada no vídeo,
está confirmado: 

dias 11 e 12 de outubro 
o Torneio por Equipes de Kobudô
será no Rio de Janeiro!

25-jul-2008

Lapidar a espada com o Zen - Vídeo

E, para fechar o evento "Lapidar a espada com o zen", deixo aqui um reprise do dia . 
Bom para refletir neste final de semana. 
Gasho*... 

*gasho=cumprimento budista


21-jul-2008

Lapidar a espada com o Zen 2

Hoje trago a vocês alguns trechos da palestra com nossa amiga, a Monja Coen e algumas palavras que tenho dito aqui no café:

"Cortar a delusão e trazer a verdade. Este é o espírito do Zazen.
Quando nós nos entregamos é que a prática começa a se manifestar.
No treinamento buscamos a exaustão"




O brilho do suor nas lâminas é o que faz a espada ser lapidada.

Monja Coen e Niten.
Falamos a mesma língua

18-jul-2008

Lapidar a espada com o Zen

Já considerado parte do treinamento no Niten, a palestra de monja Coen , nossa amiga e apoiadora, como sempre, trouxe maior luz e sabedoria a todos os nossos alunos.

Precedida por um treinamento exaustivo de kenjutsu, disse em sua palestra, que ficou surpresa ao ver tanta adrenalina e garra dos alunos, equiparando-os a guerreiros num campo de batalha.

Conceitos importantes como a aniquilação do ego com a prática da espada, o não apego a questões de ordem material ou intelectual, reforçaram os princípios que tenho insistido a todos: a nossa prática deve ser, na sua essência, a busca da Verdade.

Desta vez, com o tema "Lapidar a Espada com o Zen", monja Coen não só respondeu a muitas dúvidas que rodeiam o consciente de muitos, mas me reforçou o que eu já imaginava:

Que as dúvidas não se respondem com o intelecto.

17-jul-2008

Votos de Louvor

"A ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE, CULTURA E HISTÓRIA – é uma entidade cultural sem fins lucrativos conforme Decreto Federal número 4.858, em desenvolvimento desde 1910, de quando datam seus primeiros registros. Seus principais objetivos estão relacionados à promoção da Cultura da História Pátria e dos valores fundamentais da nossa sociedade.
Nos anos 50 e 60, homens como Afrânio de Mello Franco, José Honórario Rodrigues, Luiz Câmara Cascudo e Dante de Layatano desenvolveram significativa programação promovendo a História do Brasil. A partir de 1987, quando da comemoração de seus 30 anos de exercício efetivo, reorganizou suas atividades e passou a promover eventos, com o objetivo de estreitar a convivência de historiadores, artista, profissionais liberais e empresários, fazendo desta uma contribuição direta ao desenvolvimento da realidade cultural do país."
 - diz o texto explicativo da entidade .

O Instituto Cultural Niten recebeu a homenagem "Votos de Louvor", desta renomada entidade e que exponho a você:



Gokurosama a todos que estiveram direta ou indiretamente no Niten.

Agora, fazemos parte da história deste país.

"No trabalho e na virtude a cidade floresce" - lema de Campinas

16-jul-2008

Ishin Ryu Kusarigama

O estilo Ishin Ryu Kusarigama Jutsu foi fundado há quase 600 anos e é considerado uma das manisfestações do kobudo* mais antigas.

Seu fundador, Nen Ami Jion, era um monge que ermitou nas montanhas inóspitas a noroeste do Japão onde os ventos fortes chegam a derrubar pinheiros e destruir casas.

Consta nos escritos que , ao fazer meditação (zazen) em cima de uma pedra, teve um lampejo de iluminação, momento que idealizou a arma kusarigama*.

Tive a oportunidade de conhecer estas montanhas ao lado do mestre Tsunemori Kaminoda, atual soke* deste estilo.

Foi uma caminhada ìngreme de quase duas horas, e que no final, no cume, se encontra um pequeno butsudan* em sua memória. 
Disse mestre Kaminoda que foi lá que ele ermitava.
Simplesmente fantástico!

Veja:




*kobudo = ko(antigo)+bu(samurai)+do(caminho) = tradições guerreiras dos samurais
*kusarigama = kusari(corrente)+kama(foice)
*soke = grão-mestre, representante
*butsudan = altar

15-jul-2008

A força da corrente

A foto de ontem veio do Rio de Janeiro. Trata-se de um kata de kusarigama*, do estilo Ishin Ryu, cujo fundador foi Nen Ami Jion há quase 600 anos.

Junto à foto, consta um relato interessante que me fez lembrar da época em que a minha esposa Mika também praticava o jo*, para fazer dupla comigo.
Veja:


Percorrendo "o caminho" de mãos dadas.

A primeira coisa que vem a mente quando se vê um casal lutando ou medindo forças em um treino, seria: Será que resolvem suas pendências em um duelo? Não, na realidade nossa vivência no Niten, nos proporciona um mesmo código de conduta, que nos une e fortalece.

As vantagens de se percorrer "o caminho" como um casal é enorme, pois a capacidade de aprendizado aumenta quando trocamos percepções sobre estratégias, intuições sobre combates, as dicas dos Sempais, além de podermos ficar despreocupados com relação às viagens de treino, como gashukus e torneios.

Assim como obter um conhecimento e não aplicá-lo não é sábio, tentamos trazer para a nossa vida em comum as pérolas aprendidas nos treinos e encontros como: a cordialidade com o outro, o incentivo em encarar de frente os problemas do dia-a-dia, assumir os atos com determinação, relembrar aquilo que foi corrigido, abrir-se ao novo, entre outras coisas. Quando um está desanimado, ou perante a um desafio profissional, muitas vezes dizemos ao outro: Kamae! Imediatamente, vem o sorriso, pois relembramos que somos guerreiros, e que é preciso enfrentar com coragem as adversidades da vida. 

Temos tido sorte de muitas vezes, sincronizar nossos interesses. Além do kenjutsu, nosso atual desafio é a kusarigama. Estamos treinando juntos com o objetivo de encontrarmos a harmonia dos movimentos de tão bela e misteriosa arma, onde esperamos "amarrar" ainda mais nossa união.

A cada dia que passa torna-se mais notável, o quanto o caminho da espada trilhado em conjunto pode trazer muitos benefícios para uma vida a dois, pois treinamos não somente a arte da guerra, mas também a arte de viver e podemos afirmar por experiência própria que o casal que treina junto estabelece um laço muito mais forte.
Domo Arigato Gosaimashita Sensei pela oportunidade.



Com a corrente do kusarigama, o casal vai estar mais unido e juntinho para percorrer o mar da vida.
Não vale ficar de "olho gordo", hein?!
Que todos tenham esta sorte.

* kusarigama= kusari(corrente) + kama(foice); uma das armas utilizadas pelos samurais, conhecida como foice e corrente
* jo= bastão, cajado

 




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h