Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

15-jul-2008

A força da corrente

A foto de ontem veio do Rio de Janeiro. Trata-se de um kata de kusarigama*, do estilo Ishin Ryu, cujo fundador foi Nen Ami Jion há quase 600 anos.

Junto à foto, consta um relato interessante que me fez lembrar da época em que a minha esposa Mika também praticava o jo*, para fazer dupla comigo.
Veja:


Percorrendo "o caminho" de mãos dadas.

A primeira coisa que vem a mente quando se vê um casal lutando ou medindo forças em um treino, seria: Será que resolvem suas pendências em um duelo? Não, na realidade nossa vivência no Niten, nos proporciona um mesmo código de conduta, que nos une e fortalece.

As vantagens de se percorrer "o caminho" como um casal é enorme, pois a capacidade de aprendizado aumenta quando trocamos percepções sobre estratégias, intuições sobre combates, as dicas dos Sempais, além de podermos ficar despreocupados com relação às viagens de treino, como gashukus e torneios.

Assim como obter um conhecimento e não aplicá-lo não é sábio, tentamos trazer para a nossa vida em comum as pérolas aprendidas nos treinos e encontros como: a cordialidade com o outro, o incentivo em encarar de frente os problemas do dia-a-dia, assumir os atos com determinação, relembrar aquilo que foi corrigido, abrir-se ao novo, entre outras coisas. Quando um está desanimado, ou perante a um desafio profissional, muitas vezes dizemos ao outro: Kamae! Imediatamente, vem o sorriso, pois relembramos que somos guerreiros, e que é preciso enfrentar com coragem as adversidades da vida. 

Temos tido sorte de muitas vezes, sincronizar nossos interesses. Além do kenjutsu, nosso atual desafio é a kusarigama. Estamos treinando juntos com o objetivo de encontrarmos a harmonia dos movimentos de tão bela e misteriosa arma, onde esperamos "amarrar" ainda mais nossa união.

A cada dia que passa torna-se mais notável, o quanto o caminho da espada trilhado em conjunto pode trazer muitos benefícios para uma vida a dois, pois treinamos não somente a arte da guerra, mas também a arte de viver e podemos afirmar por experiência própria que o casal que treina junto estabelece um laço muito mais forte.
Domo Arigato Gosaimashita Sensei pela oportunidade.



Com a corrente do kusarigama, o casal vai estar mais unido e juntinho para percorrer o mar da vida.
Não vale ficar de "olho gordo", hein?!
Que todos tenham esta sorte.

* kusarigama= kusari(corrente) + kama(foice); uma das armas utilizadas pelos samurais, conhecida como foice e corrente
* jo= bastão, cajado

 

11-jul-2008

Guardião da Fraterna Integração Nipo-Brasileira

No Café de hoje , quero mostrar a você esta homenagem recebida pelo Instituto Cultural Niten:





Guardião.

Palavra afim a nós, guerreiros, teve origem no latim wardianus, que tem o sentido de "sentinela", "aquele que tem o encargo de vigiar".
E hoje em dia utilizada nos seguintes termos:

- Pessoa ou entidade que, por forte afeição, defende aguerridamente algo ou alguém; protetor, conservador, depositário .
No caso do Instituto Cultural Niten, conservador das tradições guerreiras dos samurais.

- Pessoa ou entidade que acompanha outra para protegê-la de agressões; guarda-costas
Proteger a tradição.
De quem?
Dos picaretas.

Se for assim, vamos ter muito trabalho pela frente...

10-jul-2008

Navegar é Preciso

A vida não é um mar de rosas,
Navegar é preciso,
Viver, não.

07-jul-2008

Niten no Sesc Rio

Neste sábado, estive no Rio e aproveitei para, junto com os alunos, participar do "Japão-Brasil - 100 anos e Imigração", realizado pelo SESC Tijuca e Karate Shotokan.

Além de ser um fim de semana divertido, a começar com o cabrito marinado e os vinhos portugueses na noite anterior, foi produtivo pois surgiram idéias novas para os próximos eventos.

Encontro Shotokan no SESC
Vitória Renault, Sempai Wenzel Bohm, Sensei Jorge Kishikawa, Sensei Ugo Arrigone e Eduardo Santos
 

07-jul-2008

A Luta mais Difícil

Recebi esta mensagem, e por se tratar de um tema universal inerente a todos os povos, raças e idades, mostro a você:

"Sensei
Como vai? Já faz tempo que não nos falamos...
Por aqui, as coisas continuam firmes e fortes...Muito trabalho (estou prestes a ser promovido, ao que tudo indica), estudo (ano que vem eu me formo, Graças a Deus!) e treinos. Muito cansaço, mas a vida continua e não temos muito tempo para descansar...
Agora estou de férias, um tempo pra poder treinar mais e descansar a cabeça um pouco.
Alguns problemas pessoais, mas nada que eu não tenha lidado e saiba lidar... Aliás, gostaria de fazer uma pergunta...
Sensei, gostaria de saber, como um samurai se comporta em relação a uma mulher? Em relação ao seu amor? Manter a razão sobre o coração não é o mais difícil, mas parece não agradar muito o sexo oposto... Ou meu problema seria justamente querer agradar demais?
Muito confuso... Talvez essa seja a razão de ter passado por tantas namoradas...
Abraços Sensei, cuide-se!
Sayonara!"

O tema a que me refiro hoje é aquele que é o querer estar preso por vontade: o Amor.
Se esse é o seu problema, tenho algumas "estratégias" para sair vivo.
Mas não ouso a lhe falar, pois cada caso é um caso.
É difícil até para um Menkyo Kaiden*.


* Menkyo Kaiden = mestre com título máximo de conhecimento em determinada arma ou estilo

 

04-jul-2008

Cadeira Histórica

É nesta cadeira que Kotaishi ( 23jun - Kotaishi Denka) , mesmo com todas as dores e com a
dor do fuso horário, se mostrou inabalável e sorridente.
Se você não sabe ainda o que é a dor do fuso horário depois que volta 
do Japão, entenderá que é praticamente impossível se manter "antenado" das 11 às 13 da tarde...

Sensei onde Kotaishi sentou-se

03-jul-2008

80 Quilos

Esta foto que recebi hoje, ilustra o início das atividades do Instituto Cultural Niten há 15 anos.
Nesta época, o treino era às 08 da manhã de sábado, e nestas manhãs de inverno, a temperatura a 10 graus.
O chão então nem se fala. Por ser cimento, mesmo que liso, congelava dos pés a cabeça.
Foi também quando ganhei uns quilinhos a mais, pois gostava de uma comida mineira com sobremesa farta
e aqueeele cafezinho no final do almoço.
Resultado: 80 kilos!

Primórdios do Niten

02-jul-2008

Medalha do Centenário da Imigração

As comemorações para o Centenário da Imigração Japonesa no Brasil alcançaram seu auge com a vinda de sua alteza imperial Kotaishidenka, o Príncipe Herdeiro do Japão.

Na ocasião, fui homenageado no Palácio do Planalto, com uma medalha alusiva à integração entre Brasil e Japão.
Se hoje o Brasil é considerado, ao lado do Japão, como o lugar que melhor guarda a tradição Samurai, isto só foi possível porque há 100 anos os primeiros imigrantes tiveram a determinação e a perseverança de plantar a primeira semente.
Foram estes primeiros imigrantes que deixaram o terreno fértil, sobre o qual brotou a floresta que hoje é o Niten.

Medalha dada aos homenageados

01-jul-2008

Imobilidade na Dor

Recebi esta foto de um aluno de Teresina em alusão ao Café do dia 23 de junho



Trata-se de um monge chamado Thich Quang Duc, nascido em 1897, no Vietnã, que se sacrificou até a morte numa rua movimentada de Saigon em 11 de junho de 1963. Dizem que enquanto seu corpo ardia sob as chamas, o monge manteve-se completamente imóvel.
Não gritou, nem sequer fez um pequeno ruído. 
Ele protestava contra a maneira que a sociedade oprimia a religião budista em seu país. Após sua morte, seu corpo foi cremado conforme a tradição budista. Durante a cremação seu coração manteve-se intacto, pelo que foi considerado como quase santo e seu coração foi transladado aos cuidados do Banco de Reserva do Vietnã como relíquia.

Posto isto, penso cada vez mais que Kotaishidenka, é de certo, uma divindade...




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h