Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa


Últimas postagens:

28-ago-2007

Iai - Sacar rápido

Antigamente, sacar a espada poderia definir a vida ou a morte do samurai. 
Sacar com velocidade, agilidade e precisão eram fundamentais no dia a dia. A isto se denominou IAI. 
Os inimigos, que atacavam sem hora e local marcados, poderiam ser um, dois ou mais. 
Desembainhar devagar para depois finalizar com rapidez eram circunstâncias díficeis de acontecer. 
Temos de ser ágeis e velozes para sacar a espada (IAI) antes de se começar a pensar em usar a estratégia no combate. 
Hoje, a situação não é tão diferente. 
Se demorar a sacar, morrerás.


hayai = rápido

27-ago-2007

Desfilar no Almoço

Hoje aqui na administração era dia de macarrão.
-Sorte minha, que vim de vermelho! - falei a nossa cozinheira.
Na verdade, por mais que eu me concentre, não consigo comer o macarrão sem derramar um pingo do molho sugo.
Quando vou ao restaurante, quando se trata de macarrão ao sugo, tenho comigo sempre um babador.
Bem como evito sentar-me a mesa de kimono* para almoçar ou beber.
O bom senso diz que devemos usar as roupas apropriadas para cada momento.
Obviamente que, salvo raras exceções, temos de, por exemplo, no meio de um evento, fazer refeições com o kimono.
O que me deixa estupefato é saber de um japonês já de cabelos brancos que faz questão de ir aos restaurantes de kimono , hakama* , dô* e tarê* para almoçar!
Para que se "fantasiar de samurai" na praia e ir aos restaurantes? Nem vai dar para comer direito, pois a roupa é pesada e é apertada para o treinamento...
Meu caro, o dô e tarê, símbolos da armadura do samurai, devem ser tratados com zêlo e respeito. Para tanto oriento aos meus alunos que, ao guardarem, devem colocar a parte interna para fora, para que não manchem a parte externa, ou seja, a parte que ficará visível quando formos treinar.
Agora, fazer questão de desfilar e almoçar com dô e tarê???!
Faça-me o favor, está pensando que assim vai intimidar os traficantes lá do morro?


*kimono= parte superior do vestuário de treinamento
*hakama=parte infeiror do vestuário de treinamento
*dô= protetor do abdome e peitoral
*tarê= protetor de coxa e genitais

24-ago-2007

Zen e você

magine você num templo zen fazendo a sua meditação.
Compenetrado, posição em lótus e atento a sua respiração.
De repente, você abre os olhos e percebe que o seu colega ao lado não está.
Duas reações podem ocorrer:
1a você entrar em desespero e sair perguntando por que o seu colega se foi
2a você manter o seu foco e continuar a sua meditação

A primeira: preguiça, cansaço, falta de comida no templo, briga com os companheiros, ou com o cachorro do monge, desentendimento com o monge responsável, paixonite aguda, desequilíbrio mental, dificuldade para sentar em lótus, espionagem e muitas possibilidades inimagináveis (e até absurdas) que fazem os colegas saírem. Alguns somem para sempre, outros, impertinentes, continuam a cutucar por trás de suas costas atrapalhando a sua concentração.
Antigamente, estes "meninos de cabeça raspada" jogavam pedrinhas para atrapalhar os outros em meditação. 
Não, não caia na armadilha. Mantenha o seu foco. Na sua respiração.
Da mesma forma que na meditação zen o que importa é se VOCÊ está presente, assim também é no Caminho.
Como diria a minha grande amiga, monja Coen:
- E de que importa os outros? O importante é VOCÊ estar.

Chega de falar.
Mokussoo*.....

* mokuso= meditar


Hui-k´o apresenta sua mão decepada a Bodhidharma como prova de sua lealdade (pintura do monge budista Sesshu Toyo)

23-ago-2007

Kanji Lealdade

Não deu tempo de mostrar ontem o kanji de "Lealdade" e por este motivo
aqui te mostro:

Lê-se: tyugui (chugi)
Lealdade pode se pronunicar também : tyujitsu ou tyusestsu

O ideograma "tyu", vêm de sincero, sentimento verdadeiro
E "gi" vem de bom, correto

Ou seja, o caminho a ser seguido por todo indivíduo de virtude correta
em relação ao seu senhor, sem dualismos no seu sentimento.

É a Lealdade.

22-ago-2007

Lealdade ao mestre

Recebi este email estes dias:
"Sensei, konichiwa* yoroshiku onegai shimasu*
Queria agradecer o sensei pelos Cafés dedicados a Lealdade ( Lealdade - 07 de agosto ). Eles me foram muito úteis nestes dias", motivo pelo qual me motivei a falar um pouquinho mais no Café de hoje. Palavra que em tese se perdeu com a hipervalorização do ego, mas considerada sublime em todos os tempos e civilizações.
Então vamos lá:
"Lula NÃO é o nosso presidente. Ele ESTÁ presidente.
São nos momentos difíceis que a Lealdade é colocada a prova.
A Lealdade não é em relação ao seu sempai* ou ao seu grupo. 
Mantenha o foco e não deixe que assuntos mundanos e administrativos ofusquem o Caminho.
Assim sendo:
Os sempais NÃO são coordenadores nem monitores
Eles "estão" coordenadores, ou professores como queira dizer lá fora, enquanto representarem bem o seu sensei* e ao grupo ao qual pertencem.
No Caminho, a Lealdade é com o mestre".
Simples. 

*konichiwa= boa tarde
*yoroshiku onegai shimasu= com licença
*sempai= veterano; no Instituto Niten alguns estão na condição de coordenadores e monitores
*sensei= mestre

21-ago-2007

Corra!

Enquanto muitos adolescentes varam a madrugada e perdem tempo escrevendo bobagens em seus diários na internet , afoitos para mostrar fotos e sentimentos, outros não perdem tempo, como este aqui que abdicou das suas férias escolares para ficar comigo no mês de julho:

"Afinal de contas despertei para algo novo, é manhã ainda, ou melhor, ritmo de shugyô*: o sol ainda nem nasceu, se me dão licença, vou limpar o jardim e ir treinar."

E você, o que vai fazer? Vai correr ou ficar perdendo tempo? Decida logo, porque antes de terminar de ler estas linhas, já será noite...


*shugyo = os alunos vêm a SP para aprender comigo, no convívio do dia-a-dia, a filosofia dos samurais e as técnicas da espada com o objetivo de revigorar o espírito e lapidar a parte técnica.

20-ago-2007

Assassinato via internet

Pois é, falando ainda sobre os adolescentes que sentem a necessidade de expôr as suas vidas e amigos para todos, ficando vulneráveis a ação de seqüestradores, gente de má fé ou aliciadores, lembro-me do caso de uma menina que sofria de depressão e colocava os seus sentimentos no seu blog.
Para quê!
Gente de má fé (suas próprias colegas) escreviam para ela e incitavam a cometer o suicidio. E, pasme! Ela se suicidou!
E quem são os assassinos? Suas amigas? Assassinato via internet? Só se for no Second Life. Mas não. Foi na vida real.
Meu querido, minha querida. A vida é perigosa. Tem muita gente de má fé...

"Adolescentes filhinhos de papais são diariamente devorados por traficantes e oportunistas de má-fé." - Shin Hagakure pag 86

A vida é perigosa. Não brinque...


satsujin = assassinato

17-ago-2007

Imbecis!

Enquanto tomava o café da manhã, assisti uma reportagem que mostrava a mudança dos tempos. Dizia que os adolescentes hoje em dia escrevem seus diários nos seus blogs, enquanto que antigamente escreviam em caderninhos. Que os diários hoje em dia têm fotos, vídeos e conseguem expôr tudo e da melhor forma as suas vidas e seus dia-a-dia para o mundo todo. Que, hoje, escrever ficou mais fácil.
A televisão mostrava que tudo isto era legal, moderno e da hora. 
Alegrias e tristezas, sua vida pessoal, seus amigos, seus cachorros, gatos e toda a sua família expostos a céu aberto para todos. 
Sim, tudo ficou mais fácil: até para os seqüestradores. 
Imbecis!

16-ago-2007

Niten Ichi Ryu em Brasília

Volto a Brasília depois do torneio que realizamos aqui no final de Abril, desta vez para um Evento de Kobudô*.
Na foto, o apoio do Deputado Federal William Woo que instituiu o Dia do Samurai em São Paulo.

*Kobudô= artes marciais antigas

14-ago-2007

Shin Hagakure 7° mandamento

Antes de eu ler um dos 7 Mandamentos do Instituto Niten vou te contar o que houve.
Recentemente, levei uma pancada com a espada de madeira diretamente no meu polegar.
O polegar ficou uma bola, o dobro do que é, e não é conversa de pescador, não. Quem esteve lá, viu...
E foi com força, pois foi o que eu pedi, mas houve falha por parte do aluno. Mas, tudo bem, são coisas do budô.
Possível fratura? Os exames radiográficos poderão confirmar.
Dias depois, minha aluna me enviou uma mensagem calorosa e que tem um trecho assim:

"Nosso treino terminou e ainda ficou lá treinando com a mão assim... Essa sua fortaleza chega a nos dar um "medinho" encorajador para seguir a vida adiante mesmo quando carregamos uma enorme tristeza.
Está em minhas orações e meus agradecimentos todos os dias, Sensei! "

 

Já retirei a prótese de imobilização e, para minha surpresa a recuperação está sendo melhor do que eu previa.
As orações foram fortes mesmo!

Aqui está o trecho do livro:
"Existirá sempre uma força maior e devemos respeitá-la" - 7° Mandamento do Instituto Cultural Niten
Shin Hagakure, pag 146 .



shitchi: sete




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h