Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

17-ago-2015

HIDENSHO 52 - Duvidei e errei

"Tendo participado do treino de kusarigama (foice e corrente) do Sensei, às vezes ainda me perguntava se essa arma, ainda que fascinante e poderosa, levaria seu usuário ao caminho da invencibilidade.
Da distância com que começamos nossas lutas, como uma arma com um alcance tão longo poderia vencer de uma espada?

Fiquei surpreso em ver o Sensei pegá-las para me enfrentar, e ensinar, no treino de sábado.
A primeira coisa em que pensei foi em avançar logo nos primeiros movimentos da corrente e desferir um golpe veloz e, antes que eu percebesse, a foice do Sensei cortou meu braço. Senti mais um corte na nuca e meu corpo foi arremessado ao chão. Não estava certo, deveria enfrentá-lo de outra maneira.
A batalha recomeçava e a cada kamae que armava, esperando um golpe da corrente para contra-atacar, perdia um braço, uma cabeça, a espada. Estava errado, não podia ficar parado.
Tentei me aproximar de novo, dessa vez com mais cuidado, mas fui jogado ao chão como da primeira vez. Ainda estava errado.
Finalmente entendi: eu havia duvidado do mestre, e por isso estava errado.

Querendo ou não, questionei o tempo que o Sensei passou para aperfeiçoar o uso dessa arma, que juntos derrotaram cada um dos meus kamaes com tanta facilidade (e por mais incrível que pareça, nenhum desses golpes que me pararam chegou a machucar...).

A maioria dos que frequentam o Dojo do Ana Rosa já viram o Sensei praticar com seus Kusarigamas. Não parece simples e fácil balançar uma espada quando nunca se pegou em uma?

Por curiosidade, procurei pelo duelo entre Musashi Sensei e Shishido Baiken, mestre do Kusarigama. Segundo a lenda, Musashi Sensei, que foi imbatível, arremessou uma de suas espadas para vencê-lo. Mas tenho certeza que arremessar uma espada naquele dia não me faria vencer...


Sensei, Domo Arigatou Gozaimashita por esse dia! " 
- Akio (Unidade Vila Mariana/templo Nikkyoji) 



Kussarigama em ação

13-ago-2015

Descobrir a Verdade

É possível descobrir a Verdade através do treino com a Espada?
Apesar do treinamento com a Espada estar acessível para todos hoje em dia, descobrir a Verdade, não.
Como assim?
O treinamento com a Espada depende tão somente de didática.
A busca pela Verdade exige determinação: é Kenjutsu.





06-ago-2015

Há 70 Anos, 240 mil vidas

Há exatamente 70 anos, um fato inédito iria mudar o rumo da história: a bomba atômica "Little Boy" foi lançada de um B-29, sobre Hiroshima. Após 3 dias, a "Fat Man", em Nagasaki. Juntas conseguiram fazer mais de 240mil vítimas instantaneamente, causando a rendição japonesa na 2ªGuerra Mundial.
Este tipo de energia, que tanto pode ser usada para o bem como para o mal, pode ter um efeito devastador. Há 3 anos, o tsunami que devastou a usina nuclear de Fukushima nos mostrou que esta é uma força que o homem não pode controlar.
E agora, o Japão acaba de aprovar um polêmico rearmamento, acabando com 70 anos de paz desarmada. Fica a pergunta: guerrear ou não guerrear?
Neste dia fatídico, não defenderei o uso ou não da bomba, a construção ou não de usinas.
Apenas trago imagens que captei quando estive lá, para que seja parte de um material para reflexão a respeito de um tema que aflige a Humanidade desde tempos remotos: a Guerra.
A outra parte deste material estará no próximo treinamento intensivo (Gashuku), em que com certeza, seus sentimentos não sairão intactos.
O estudo desse material ajudará na reflexão, sem influência de grupos armamentistas ou não, se você é contra ou a favor da guerra.
Por ora, oremos, de coração, para que as 240.000 almas descansem em paz...




Irmão maior carrega o menor (morto)




Testes nucleares feitos em diversos países 



Cavalo com sequelas da bomba




Garrafas deformadas pela radiação





Idem




Telha deformada pela Radiação



Triciclo do menino de 5 anos, morto quando brincava - Capacete do pai




Em frente à uma das bombas que caíram em Tokyo






Atividade para reflexão que estará no próximo Gashuku...

04-ago-2015

A Tática Cala

A Tática sobrepuja a Força. É a maneira dos mais fracos calarem os mais fortes.


03-ago-2015

120 anos no Encontro

Hoje, mostrarei o programa da Fátima Bernardes, que foi ao ar anteontem, a fim de celebrar os 120 anos do Tratado de Amizade Brasil - Japão.
Apenas uma observação que devo fazer antes de vê-lo: O Kenjutsu é a origem do Kendo.
Você entenderá o porquê:




Clique para Assistir

29-jul-2015

Kamae - A Fortaleza

O Kamae é o inicio de tudo. Ele definirá a derrota ou a vitória. Representado pelo ideograma "fortaleza", Kamae é a posição, postura, o armar que adotamos diante do adversário.
Antes de entrar para a guerra, cheque se não há brechas em sua fortaleza.
O mesmo vale para o adversário: cheque as brechas na fortaleza inimiga.
Isto vale também para a vida.




O ignorante, derrotado será

27-jul-2015

Kan Ryu Tsuki

Guardo a 7 chaves a espada de madeira de Musashi, pois é a única réplica no mundo.
Além dos dizeres explanados em um dos cafés passados, dou o outro lado da lâmina:
"KanRyu Tsuki wo Abite Someru Koto Kagami no Gotoshi"
(Tal qual a corrente fria que reflete a Lua)

Esta longa frase, de profundo significado, esculpida por Musashi, é de autoria do poeta chinês Hakurakuten.
É também a mesma frase que compõe o quadro "Senki" de Musashi, em forma de rodapé.

Diga-se de passagem, "Senki" é o ideograma que utilizo ao autografar o "Shin Hagakure".

Trata-se de um estado espiritual dos mais profundos, e expressa a atitude mental que devemos ter antes de entrar em uma grande guerra.




Bokuto de Musashi Sensei com o os dizeres de Kan Ryu Tsuki encravados na lateral

22-jul-2015

Gashuku 7 - Kaminoda - O Legado de um Samurai

Recordar os bons momentos é sempre um prazer.
Principalmente, se for possível senti-los segundo a segundo. É o que você vai sentir.
Nunca imaginei, até ver este vídeo, que a nossa arte, que nasceu da guerra, fosse tão bela.



17-jul-2015

Gashuku 6 - Jitte - Orgulho de fazer parte

No Gashuku de 27 e 28 de Junho em homenagem a Mestre Kaminoda (falecido esse ano), mais uma arma dominada por Kaminoda Sensei - Kaminoda Sensei era Shihan do Shindo Muso Ryu (mestre responsável pela parte técnica do estilo) e Grão mestre de outros 4 estilos de Kobudo. 
O que me inspirou a seguir o mesmo caminho em busca de me aprofundar em diversos estilos e conseguir o Menkyo Kaiden.

Com esta arma, KaminonaSensei em sua época de Policial em Tokyo nos anos 50 dominou e desarmou um yakuza armado com katana real, disposto a cortá-lo.

Apresento a arma do talvez último duelo com katana nos tempos modernos de que tive conhecimento: O Jitte do Ikkaku Ryu Jittejutsu, e as palavras de um aluno.



"Arigatou gozaimashitá pelos momentos no Gashuku. Apesar de ter conhecido pouco Kaminoda Sensei acredito que essa é realmente a melhor forma de agradecer e homenagear um verdadeiro Samurai, treinando!

Este Gashuku deixa ainda mais evidente o quão longo e o quão rico é o caminho. Kenjutsu, Iaijutsu, Jojutsu, Kusarigamajutsu, Jittejutsu, Tameshigiri entre outros que não há tempo de colocar em um fim de semana como Naguinatajutsu e Tanjojutsu, isso tudo entre diversos estilos como Niten Ichi Ryu e Shindo Muso Ryu.

Ao aplicarmos a diciplina, concentração, coragem e outras virtudes treinadas no Niten em nossa vida temos ainda mais desafios - e benefícios - desta milenar cultura samurai que tenho muito orgulho de fazer parte.

Mais uma vez arigatou gozaimashitá!
Sayounará!"
- Kenzo - Niten Rio de Janeiro






















14-jul-2015

Gashuku 5 - Subir a montanha

"Sempre digo que cada Gashuku do qual participo é uma experiência única, que sempre sou surpreendido pela quantidade e pela qualidade do conhecimento que nos é passado nesses eventos.

Não há linhas suficientes para descrever tudo que vivi nesses dois dias. Foi muita coisa mesmo, e quais palavras poderiam de alguma forma nos fazer entender as técnicas mais antigas do Japão, o sabor do vinho, o prazer de uma boa companhia ou o peso da responsabilidade?

Sim! Esse Gashuku foi incrível, como sempre. Ou melhor, como nunca.

Eu resolvi subir a montanha, e digo sem nenhuma dúvida: - Só cabe a você decidir se vai passar a vida inteira apreciando o quanto a montanha é bela, imponente e inspiradora, ou se vai arrumar as malas e subir.

E quando subir, meu amigo, vai ver que apesar da montanha ser muito bonita, não se compara à visão que se tem do topo.

Isso é que é vida!

Arigato Gozaimashitá.
Sayounará."  - 
Rovere - Unidade Ponta Grossa.


 

































topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h