Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa


Últimas postagens:

22-mar-2012

Gashuku templo Nikkyoji 1 - Adrenalina e Silêncio.

"Sufrimiento. Que es sufrimiento?
Sufrimiento es aprendizaje, la unica verdadera manera que conozco de grabar los conocimientos adquiridos durante un entrenamiento o procesos de vida. En este Gashuku con Sensei pude experimentar otra vez esta sensacion, la sensacion de que algo me faltaba, de que algo estaba estancado, después de luchar con mis compañeros de espada, con Senpai Joel y por ultimo con Sensei, descubri que el agotamiento y sufrimiento son los activadores de uno mismo, como los alimentos son al cuerpo, el agotamiento y sifrimiento son para el alma y la energía vital Ki que ayudan a reforzarlo.
Las charlas de Sensei, son siempre interesantes, pero tal vez esta ultima, en una terraza, mas cerca del cielo, del cielo mas azul, con la luna mas redonda, hicieron que las palabras se convirtieran en nuevas enseñanzas para el Camino, hicieron que la palabra disfrutar tuviera otro significado mayor al que tiene siempre, hicieron incluso disfrutar del silencio. Por que cuando uno escucha a su Maestro, el silencio también es aprendizaje...
Arigato gozaimashita por todo el esfuerzo Sensei, por las charlas, por las luchas, por los silencios. A las fuerzas de la naturaleza por el cielo mas azul y la luna mas redonda."
Flavio - Buenos Aires



"Sofrimento. O que é o sofrimento? Sofrimento é aprendizagem, a unica verdadeira maneira que conheço de gravar os conhecimentos adquiridos durante um treinamento os processos da vida.
Neste Gashuku com Sensei pude experimentar outra vez esta sensaçao, a sensaçao de que algo me faltava , de que algo estava vazio, depois de lutar com meus companheiros de espada, com Senpai Joel e por ultimo com Sensei, descobri que o esgotamento e o sosfrimento sao os desencadeadores de um mesmo, como os alimentos sao ao corpo, o esgotamento e sofrimento sao para a alma e a energia vital Ki que ajudam a reforça-lo.
As conversas do Sensei sao sempre interessantes , mas talvez esta ultima, em uma varanda debaixo do ceu, do ceu mais azulado, com uma lua redonda fizeram com que as palavras se convertessem emnovos ensinamentos para o Caminho, fizeram que a palavra desfrutar tivesse outro significado maior do que tem sempre, fizeram inclusive desfrutar o silencio. Porque quando se escuta o seu Mestre, o silencio tambem é aprendizado...da naturea pelo ceu mais azul e a lua mais redonda
."
Flavio - Unidade Buenos Aires

 

Em breve reviveremos mais um Gashuku para "sofrermos" e preenchermos o algo mais que falta em cada um de nós.
Espero que todos tenham a oportunidade de experimentar a adrenalina, o silêncio e os "sapinhos".

"O Bushido é para o espirito o que a dieta é para o corpo"
Queira ou não, quem não tem o Bushido no espírito vai acabar como um porco e com muitas ervas daninhas no espírito. Bushido: Ótimo remedio para nos livrar das fraquezas humanas!
"
Shin Hagakure pag 89.

 

21-mar-2012

Um de Nós

Sinto que existe no inconsciente coletivo da grande maioria de que o "artista" não precisa de muita disciplina ou perseverança, se compararmos as outras profissões da área de exatas ou biomédicas.
Que o lado "artista" já nasce com o indivíduo. Que o "artista" precisa é de paz, amor e muita cerveja e "vida boa".
Será?
João Vicente, um dos integrantes da banda Nenhum de Nós, faz parte do universo artístico.
Veja se aquele inconsciente coletivo é isto mesmo:


15-mar-2012

Gashuku Argentina 4 - 10 em 01

"Queria dizer-lhe a O Sensei que depois deste Gashuku o maior dos sentimentos que tenho é de uma profunda admiração a O Sensei e que não posso crer quanto um homem pode ter de técnica e sabedoria de vida. O Sensei não é normal. O Sensei são 10 pessoas numa." - Basílio (Unidade Buenos Aires)

 


 

 
 

 

Os alunos mais antigos ja devem ter ouvido de mim em algum birudo (cerveja) após o treino que eu não me considero um ser que já tenha alcançado a plenitude técnica e muito menos sabedoria de vida, pois ainda me considero um garoto. Gosto de correr na planície.
Apesar de estar há mais de 4 décadas com a espada na mão, as descobertas não cessam , ou até melhor, talvez , por eu ter trilhado por um tempo razoável neste Caminho, consigo ver muito mais as descobertas e segredos que aparecem em cada dia do meu treinamento. Quero dizer que, graças aos céus e aos budas, tenho a sensação de descobrir a cada treinamento conhecimentos importantes. Os olhos e o olfato são mais aguçados quanto mais velho for o predador...
E os alunos já ouviram, tambem de mim ( e você há de concordar) que nao é nada facil ser um 10 em 1. É preciso muito treinamento, dedicação, abnegaçao e o ingrediente mais raro: loucura!
Só o céu e os budas sabem o quanto tenho deste ingrediente.

 

14-mar-2012

O Estadão 2 - Ser uma pessoa melhor

A matéria veiculada no jornal O Estado de São Paulo (CS 12-mar-2012 O ESTADÃO 1 - Surprise) trouxe algumas repercussões que acarretaram em emails na minha caixa de entrada.
Um deles é este, que veio de São José dos Campos:

"Lendo a matéria a respeito do Sensei, publicada ontem no Estadão , não pude deixar de pensar em o que me trouxe ao Niten três anos atrás e o que aprendi durante este período.
No inicio de meu doutorado, eu buscava nas artes do samurai a disciplina e o foco para continuar meus estudos e me tornar um profissional pronto para as “batalhas” do dia a dia. Okage-sama deshita, encontrei muito mais que isso! Aprendi a ter mais foco e disciplina sim, mas mais do que isso aprendi que a vida deve ser vivida a cada momento, sem hesitação, mesmo que ela não seja um mar de rosas, como o Sensei escreve no inicio do Shin Hakagure. Encontrei também a “família” Niten que sempre está presente apoiando e encorajando os alunos para que eles não se desviem do caminho correto. Aprendi a ser uma pessoa melhor, mais calma e prestativa, tentando trazer comigo as virtudes de um samurai, mesmo que às vezes isto seja difícil, afinal somos humanos e passiveis de errar.

Graças a este aprendizado, embora meu caminho ainda esteja começando, já consigo colher alguns frutos, como a melhora no relacionamento com meus colegas de trabalho e minha estadia na França, para fazer parte de meu doutorado, para a qual não hesitei em lutar sem medir esforços e sacrifícios.

Hoje tenho a sorte de estar com o Sensei uma vez por semana e absorver um pouco mais dos ensinamentos, seja durante os Momentos de Ouro ou em momentos mais descontraídos em conversas mais casuais, nas quais o aprendizado continua. Nossa ultima conversa ainda ecoa em minha cabeça e foi complementada com uma frase do Sensei na reportagem: “Você tem que comprar a dificuldade, porque é ela que te leva adiante”.

Shitsurei shimashita pelo texto longo e Honto ni arigato gozaimashita"
Araújo (Unidade Sao Jose dos Campos)

Araújo tem sido um aluno esforçado ao longo dos anos. Bom entendedor de vinho por ter vivido na França, mesmo ministrando aulas no ITA diariamente, e vida de professor não é fácil, pois tem que elaborar, dar a aula, corrigir provas etc, tem vindo à São Paulo semanalmente a fim de, segundo suas palavras, "absorver os ensinamentos".
Por outro lado, alunos que residem "do lado" do dojo (local de treino), ficam a protelar eternamente os seus treinamentos achando que em breve retornarão.
Nestes últimos, só tenho uma explicação: falta-lhes "fúria".
 



 

12-mar-2012

O ESTADÃO 1 - Surprise

Ontem recebi este email:

"Konichiwa Sensei,
I was surprised to see you in the newspaper today. I didn't realize how big the niten actually was. The reporter said 10,000 students attend the school. I knew that the niten was big but, I did not grasp the scale of it. The article reflected very well on the organization as a whole, and placed you in a good light. By the way I am up to running half the distance to my work now.
Sayonara "
- Randy (Unidade Ana Rosa)

Eu também fiquei "surprised"
Randy se refere a esta matéria que a partir de amanhã, farei comentários:


Clique para ler

09-mar-2012

Gashuku Buenos Aires 3 - Uno aprenda más de lo que se cree

Sempre que encontro meus alunos, tenho em mente transmitir tudo o que aprendi.
Na maior parte das vezes, isto se dá de forma intensa.
Treinos que não só costumam ir além da exaustão física por parte dos alunos, mas que passam por "puxões de orelha" e outras "atividades" para não mais esquecerem das lições.
É gratificante saber que alunas como Mariana, mesmo após passarem por este processo, chegam a conclusão de que foi a melhor forma de aproveitar o seu tempo e começar o ano.
E eu costumo dizer que a melhor forma de aproveitar o tempo é se dedicar ao treinamento.
Quem ainda duvida, acredite: pagará caro no futuro.
E para quem não duvida, não preciso dizer que o Gashuku no templo Nikkyoji, parafraseando as palavras de Mariana, "uno aprenda más de lo que se cree".
Traduzindo: "aprenderá muito mais do que se pode crer!"



"Conhecer o Sensei é o que resgato por sobre as coisas do Gashuku:
poder fazer um treinamento com o Sensei dá mais forma àquilo que comecei
há um ano e meio quando dei início aos treinos no Niten.

É realmente um treinamento intensivo que permite que a gente aprenda mais do que se pode crer.
E ainda assim, cada coisa que se faz ou se deixa de fazer, cada coisa que Sensei diz ou não, transmitem seguramente, muito mais do que se pode perceber.
São por isto, as horas melhor aproveitadas.
Não creio que haja melhor forma de começar o ano.

Agradeço ao Sensei por ter vindo e compartilhar conosco tantas coisas.
Arigato Gozaimashita
"; Mariana Strelin (Unidade Buenos Aires) (Tradução livre)




Siempre que encuentro mis alumnos , tengo en mente transmitir todo lo que aprendi.

En la mayor parte de las veces, esto se da forma intensa.
Entrenamientos que no costumbram ir más ayá del cansacio fisico por parte de los alumnos, pero que pasan por
"tirones de oreja" y otras "actividades"
para no olvidarense de las liciones.
Es gratificante saber que alumnas como Mariana, mismo después de pasaren por este proceso, llegan a conclusión de fue mejor forma de aprovechar su tiempo y comenzar el año.
Y costumo dicir que la mejor forma de aprovechar su tiempo es dedicarse al entrenamiento.
Quien aún duda, acredite: pagara en el futuro.
Y para quien no duda, no necesito dicir que el Gashuku no templo NikkYoji,parafraseando las palavras de Mariana,
"uno aprenda más de lo que se cree"

"Conocer a sensei es lo que rescato por sobre todas las cosas del gashuku, poder hacer un entenamiento con él le da más forma a aquello que comence hace un año y medio cuando enpece a entrenar en Niten.
Es realmente un entrenamiento intensivo que permite que uno aprenda más de lo que se cree.
Y, aun así, cada cosa que se hace o se deja de hacer, cada cosa que sensei dice o no, transmiten seguramente, mucho mas de lo que uno puede percibir.
Son, por eso, las horas mejor aprovechadas.
No creo que haya mejor forma de empezar el año.
Agradezco a sensei por haber venido y por compartir con nosotros tantas cosas.
Arigato gozaimashita!

Sayonara sempai
Arigato gozaimashita"
- Mariana Strelin(Unidade Buenos Aires)

 

 















08-mar-2012

Gashuku Buenos Aires 2 - Kenjutsu enche o estômago!

Peço a sua compreensão para assisitir novamente  o vídeo de ontem (CS 07-mar-2012 Gashuku Argentina 1 - Dias azulados) pois está diferente.
Na verdade, este vídeo exibe alguns dos alunos que resolveram fazer um treino livre de kenjutsu combate por livre e espontanêa vontade.
Treinam com garra, boa técnica (para 6° e 5° kyu) e também não posso deixar de citar: respeitando-se mutuamente.
Sem violência.
E pasme: foi durante a 01 hora do almoço.
O kenjutsu é mais gostoso que encher o estômago!

"Como começar? Minha primeira impressão com o cronograma estaria esgotada (começando com bogu das 9hs até as 12hs)
fui errada! Ao contrário  desde alguns meses que não desfrutava tanto praticar kenjutsu e se o Sensei não tivesse dito " Yame" haveria seguido por muito mais, o que me surpreendeu a mim mesma, que minha resistência se havia incrementado tanto. Ter a oportunidade de treinar com Sensei é algo que não tem preço e espero novamente a honra de fazer-lo.

Que mais dizer? Acreditava que ia lamentar que o tempo aplicado ao Shindo Muso Ryu Jojutsu e o Suyo Ryu Iaijutsu fosse tão curto, já que pratico as 3 modalidades e aprecio especialmente a treinar os katas (ainda haveria gostado que fosse mais) porque voltaríamos a ter kenjutsu ao final, porém na verdade apreciei muito o Shiai e observar a arbitragem, pelo que vejo foi o melhor cronograma possível com o tempo que tínhamos.
Se houve algo inesperado no Gashuku para mim, foi que Sensei considerara que meu nível de Jojutsu era muito bom para ser iniciante.
Apenas o levo praticando desde um ano.
Terei que esforçar-me mais para superar este nível  e voltar a surpreender Sensei.

A energia  que fluiu no dojo de Recoleta neste dia foi incrível, foi revigorante, animada e divertida. Era justo o que eu necessitava.
Fazia tempo que não me divertia tanto, que não ria tanto.
Os Momentos de Ouro durante o jantar debaixo das estrelas foram maravilhosos. Foram muito calorosos. Se não havia rido o suficiente
ainda voltei a fazer-lo.
Recordo que por temor de esquecer as lições que Sensei compartilhava com nós, com os ensinamentos que implicavam,
corri aos meus cadernos e as anotei, não foi necessário porque ainda recordo e não creio que vou esquecer-las!
Domo arigato gozaimashita Sensei
Domo Arigato Gozaimashita mina san por haverem participado do Gashuku e haver compartilhado vossa energia comigo! "

Enysha (Unidade Buenos Aires) (Tradução livre)



"Cómo empezar? Mi primera impresión con  el cronograma fue que para el mediodía estaría agotada (empezando con bogu a las 9:30 am hasta las 12am), fue errada. ¡Al contrario! Desde hace meses que no disfrutaba tanto practicar Kenjutsu y si Sensei no hubiera dicho “yame” hubiera seguido por mucho más, lo que me sorprendió a mí misma, que mi resistencia se haya incrementado tanto. Tener la oportunidad de entrenar con Sensei es algo       que no tiene precio y espero pronto tener nuevamente el honor de hacerlo.

¿Qué más decir? Creía que iba a lamentar que el tiempo aplicado a Shindo Muso Ryu (jojutsu) y a Suyo Ryu (Iaijutsu)  fuese tan poco, ya que practico las tres modalidades y disfruto especialmente entrenar los katas (aún me hubiera gustado que fuese más), porque volvíamos a tener kenjutsu al final, pero la verdad, disfruté mucho el shiai y observar el arbitraje por lo que creo que fue el mejor cronograma posible con el tiempo que teníamos.
Si hubo algo inesperado en el gashuku para mí, fue que Sensei considerara que mi nivel de jojutsu era muy bueno para ser iniciante. Apenas lo llevo practicando desde hace un año. Tendré que esforzarme más para superar ese nivel y volver a sorprender a sensei.
La energía que fluyó en el dojo de Recolecta ese día fue increíble, fue vigorizante, animosa y divertida. Era justo lo que necesitaba. Hace tiempo que no me divertía tanto, que no reía tanto.

Los Momentos de Oro durante la cena bajo las estrellas fueron maravillosos, fueron muy cálidos. Si no había reído suficiente aún, volví a hacerlo. Recuerdo que por temor a olvidar las expresiones en japonés que Sensei compartía con nosotros, con la enseñanza que implicaban, corrí por mi libreta y las anoté; no fue necesario ¡porque aún las recuerdo y no creo que vaya a olvidarlas!
Domo arigato gozaimashita Sensei!
Domo arigato gozaimashita mina-san por haber participado del gashuku y haber compartido vuestra energía conmigo! "

Enysha (Unidad Buenos Aires) (original)
 


Preparación para el combate



Arriba!!!



Mire!



Guerreras



Mira al dedo...



Hace tiempo no riamos tanto (Fazia tempo que não ria tanto)

 


 

07-mar-2012

Gashuku Argentina 1 - Dias azulados

Não me lembro, desde que nasci , de ter visto um céu totalmente límpido, sem uma única nuvem por, pasme, 03 dias consecutivos!
Pois foi assim em Buenos Aires, quando lá estive, neste final de semana.
Desde que fui lá por diversas vezes desde o início de nossas atividades, e isto já se fazem sete anos, sempre havia alguma nuvem, alguma chuva, ou um friozinho para "incomodar" os meus planos.
Volto de Buenos Aires maravilhado e satisfeito, não só pelo céu, pela temperatura agradável, pelas estrelas e a lua que foram um espetáculo, mas também pela dedicação de todos os presentes no Gashuku em todos os momentos .
Foram três dias azulados e impares que nunca esquecerei-os em minha vida.
Gracias a todos.

"Arigatou gozamashita  pro todo lo que trajo O Sensei en este Gashuko.
Los los entrenamientos de Kenjutsu, Iai, Jo, arbitraje y los momentos de oro. Fue espectacular.
Todo lo que O Sensei hablo en los momentos de oro en esa terraza fue enriquesedor. Refleccionar sobre lo breve de da vida y responder muchas preguntas que yo tenia del sobre el inicio y de como con ese compromiso que O Sensei tomo, consiguió hacer hacer de Niten una escuela de importancias internancional. No tiene precio.
Me hubiera gustado haber grabado lo que O Sensei hablo. Para mi fue un momento histórico en mi camino. Quien no estuvo se lo perdio, y en esta vida que dura lo que demora el agua en hervir, es una perdida lamentable.
Domo arigatou gozamashita O Sensei por todo. Espero ver a pronto a O Sensei."

Basilio (Unidade Buenos Aires) (original)


"Arigato gozaimashita por tudo o que o Sensei trouxe -nos neste Gashuku.
O treinamento de Kenjutsu, Iai, Jo, arbitragem e os Momentos de Ouro. Foi espetacular.
Tudo o que O Sensei falou nos Momentos de Ouro na varanda naquela noite estrelada foi enriquecedor, reflexionar sobre a efemeridade da vida e responder a muitas perguntas que eu tinha sobre o início e de como esse compromisso que O Sensei  conseguiu fazer do Niten uma escola de importância internacional, não têm preço.
Teria gostado ter gravado tudo o que O Sensei falou. Para mim, foi um momento histórico em meu caminho. Quem não esteve, se o perdeu, e nesta vida que dura o que demora a água em ferver, é uma perda mais que lamentável.
Domo arigatou gozamashita O Sensei por tudo. Espero ver a O Sensei em breve. "

Basilio (Unidade Buenos Aires) (Tradução Livre)
 


Chegando ao aeroporto Aeroparque


Os Argentinos peleiam (lutam) com vontade

06-mar-2012

Kenjutsu - Kodachi Tsuki









 




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h