Ir para o Conteúdo

Mural Niten Manaus


Gashuku em homenagem a Kaminoda Sensei

por Pinheiro-Man - 01-jul-2015

Konbanwa Minna-san, boa noite pessoal.
Neste ultimo fim de semana, dias 27 e 28 de Junho, tivemos o Gashuku (treino intensivo) em homenagem à Kaminoda Sensei, que nos deixou esse ano. Vou passar aqui um "pequeno resumo", hehehe, do que aconteceu.
Espero que gostem e se inspirem a buscar cada vez mais o seu aperfeiçoamento.

Neste ultimo sábado e domingo eu estava muito empolgado pelas novidades que teríamos neste treino intensivo em homenagem a Kaminoda Sensei. É difícil relatar tudo o que vi e senti, tentei uma vez mas ficou extremamente grande e tentei resumir.

Pela manhã do sábado, no Templo Nikkyoji, houve os treinos do Kir Jovem (treino das crianças), Kenjutsu combate (treino de luta com espadas). A tarde Kuzarigama (foice com corrente e peso) e Jojutsu (treino com bastão) na Associação Paulista de Medicina (APM).

Em outras ocasiões já havia ajudado no treino do Kir Jovem, mas dessa vez foi diferente pois vi o quão novos e dedicados eram as crianças, com seus 6 anos ou mais, se esforçando para fazer certo e dando o máximo de si no treino.

O Kenjutsu com correções que o Sensei dava com carinho e atenção para cada aluno individualmente e o treino com uma nova arma, ao menos para mim, a Kodachi (espada curta) me deixou mais empolgado. A leveza que ficamos ao manuseá-la e a agilidade que é imposta para não ser derrotado, senti como se tivesse voando se comparar com a Tachi (espada longa) ou o Nito (duas espadas).
Depois fomos para a Associação Paulista de Medicina (APM), na Serra da Cantareira, com um frio de 10 graus. Começamos com o treino de Kuzarigama. Até ai eu apenas havia visto ela em apresentações, nunca de fato havia treinado com ela e realmente é diferente de tudo, a forma de se preparar para o combate, os katas (sequencia de movimentos), os detalhes para seu uso, me deixou gosto de quero mais.

O ultimo treino do dia foi de Jojutsu, que eu conhecia pouco, treinei pouco com ele e sempre me cansava rápido por causa de seus movimentos amplos, mas dessa vez tudo saiu natural, como se fizesse parte de mim.

A noite, tivemos um jantar com degustação de vinhos. Não gosto muito de vinhos, mas dessa vez fui vencido por eles, gostosos e encorpados, acompanhados de queijos, molhos e outros frios, experiência única. Depois do jantar nos reunimos na frente da lareira do centro de reunião e cada um se apresentou e contou como iniciou seus treinamentos, histórias diferentes e parecidas ao mesmo tempo de pessoas que buscavam a mesma coisa, o resgate de valores que a cada dia vem se perdendo.

Finalizamos a noite com o Sensei e os senpais (alunos mais antigos) contado histórias de Kaminoda Sensei, de suas visitas ao Brasil e seu jeito peculiar. Nessa hora percebi o Sensei de cabeça baixa, com aparência de pensativo, mas no olhar dava para ver o carinho e respeito que ele sentia por Kaminoda Sensei, o pesar e a falta que ele faria na vida do Sensei e do Niten.

No domingo, as 6h da manhã e com um frio de bater os dentes, mais ou menos 6 graus, aquecemos o corpo com uma caminha para alguns e corrida para outros. Depois café da manha e treinos de Iaijutsu (saque da espada) e Jitte (uma espécie de garfo acompanhado de leque de metal).

No Iaijutsu, correções nos katas antigos e aprendizado de novos. Porém o Jitte foi que ganhou o dia. Outra arma que apenas vi em apresentações e que pude finalmente treinar, uma arma simples, com movimentos simples mas resultados devastadores e que suas técnicas poderiam ser usadas como defesa pessoal, e ainda mais interessante com a história de como Kaminoda Sensei, em seus dias de policial, derrotou um Yakuza (máfia japonesa) enlouquecido que portava uma Katana (espada japonesa) e atacava qualquer um que passava por ele.

Para finalizar esse fim de semana maravilhoso que tivemos, uma ultima surpresa na cerimônia de entrega de certificados. A medida que cada modalidade era chamada e passava com seus novos graduandos, eu não esperava ouvir meu nome, mas então veio uma, duas, TRÊS GRADUAÇÕES para mim, uma de cada modalidade diferente, me deixando completamente emocionado a ponto de quase chorar no meio de todos. Eu não acreditava, estava ciente de que deveria treinar muito mais para conseguir aquilo, fiquei realmente sem reação a não ser agradecer ao Sensei pelo reconhecimento e me empenhar cada vez mais.

Resumo esse fim de semana em apenas uma frase: EU QUERO MAIS!!!

Arigato Gozaimashita Sensei por esse Gashuku maravilhoso e por tornar tudo isso possível.

VIVA KAMINODA SENSEI!!!! NUNCA DEIXAREMOS SEU LEGADO MORRER !!!!!



Sensei Jorge Kishikawa e Coordenador Pinheiro de Manaus


Coordenador Pinheiro (à direita)

comentários  

Thiago Madeira - ManausOmedetou Pinheiro! Estamos juntos nessa, e também desejo continuar o legado de Kaminoda Sensei.

Sayounara!



Retornar para últimas postagens


    topo

    Instituto Niten Manaus
    (092) 98194-7514 / (011) 99734-6497
    manaus@niten.org.br