Ir para o Conteúdo
imgcentral

Mural

Murais das unidades e posts de alunos


Perpetuando o Caminho

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 12-nov-2002

Um mestre zen chamado Gettan viveu no período final da era Tokugawa. Ele costuma dizer:

“Há três tipos de discípulos: aqueles que transmitem o Zen aos outros, aqueles que mantêm os templos e santuários. E além deles há os sacos de arroz e cabides de roupas.”

Gasan expressou a mesma idéia. Quando estava estudando sob a direção de Tekisui, seu instrutor era muito severo. Algumas vezes até batia em Gasan. Os outros alunos não agüentaram esse tipo de ensinamento e foram embora. Gasan ficou, e dizia:

“Um discípulo pobre utiliza a influência de um instrutor. Um discípulo justo admira a amabilidade de um instrutor. Um bom discípulo torna-se forte sob a disciplina de um instrutor.”

No Caminho da espada também é assim, existem aqueles que simplesmente fazem uma “terapia ocupacional”, como outra qualquer: corte-costura, jazz, xadrez,... há aqueles que apenas seguem as regras mecanicamente sem saber ao certo o porquê, e há aqueles que perpetuam o Caminho pela compreensão através da sua prática.

Visita do Sempai Celso Murano

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 12-nov-2002

Experiente Monitor também lutou com duas espadas contra todos alunos graduados.

Treino em Juiz de Fora

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 03-nov-2002

No dia 3 de novembro de 2002, três alunos acompanham o monitor Wenzel ao treino de Juiz de Fora, coordenado por Marcelo Kneip todos os Domingos. M.V Renault, Pedro Bittencourt e Ricardo Silva. O resultado dos três no torneio carioca na semana seguinte, e seus desempenhos adiante sugerem que ir a Juiz de Fora é caminhar muito, adiante!
A Unidade Juiz de Fora como sempre recebe calorosamente os colegas do RIO, ARIGATÔ GOZAIMACHITÁ JUIZ DE FORA!

RELATO DE PEDRO BITTENCOURT
PREPARANDO-SE PARA A HORA DE DECIDIR

Domingo, 3 de novembro tive a oportunidade de participar de um treino especial. Pela manhã Sempai Wenzel e eu chegamos à rodoviária Novo Rio, onde estavam a espera Renault e Silva, e embarcamos em um ônibus para Juiz de Fora. Durante a viagem Wenzel e o Renault aproveitavam o tempo para acertar inúmeros detalhes do torneio que ocorrerá esta semana para os dois anos da unidade no Rio.
Após uma viagem tranqüila chegamos no destino. Fomos recebidos pelo sempai de Juiz de Fora Marcelo Kneip na porta do ônibus. Em seguida almoçamos no restaurante da rodoviária, que servia comida mineira, mas pensando no treino logo em seguida tivemos que escolher bem o que íamos comer.

Então, às duas e meia da tarde chagavamos à quadra da CRAC. Na porta do local de treino encontramos os conhecidos da ultima visita e os novos alunos. Nos arrumamos, depois Wenzel conversou com o grupo de Juiz de Fora, coordenado por Marcelo Kneip enquanto Renault, Silva e eu checamos e arrumamos os equipamentos que foram trazidos do Rio.

Finalmente às 3:30 começava o treino, já puxado desde o início. Treinamos exercícios básicos, contra-golpes e luta (com e sem as regras do torneio). Com a ajuda de muito Kiai e um apito, Sempai Wenzel puxava a enerfia de todos até seus limites, com MEN MEN MENs e KIRKAISHES por toda extensão da quadra, novas lutas e lutando ele próprio com todos também.

Quando terminou o treino estavam todos exaustos e de alma lavada. Na conversa final, Sempai Wenzel lembrou sobre as durezas que o treino proporciona, e a vitória que é poder superar elas. Nos despedimos dos colegas com uma vitória e o pessoal do Rio foi direto para a rodoviária novamente com a ajuda do sempai Kneip e Martins.

Compramos as passagens e esperamos num restaurante, onde comemos e falamos sobre o treino em Juiz de Fora enquanto esperávamos o horário de partida do ônibus para o Rio.

Foi um treinamento intensivo e uma grande oportunidade para nós de treinar na unidade Juiz de Fora, conhecer novos companheiros do caminho e poder cansar bastante. Com certeza esse treinamento fará diferença na hora do torneio.

Domo Arigato Gozaimashita
Unidade Juiza de Fora
Unidade Rio de Janeiro
Jorge Kishikawa Sensei
Wenzel Sempai

Sayonara
Pedro Bittencourt e Silva, RJ

de Juiz de Fora vieram ao 2o torneio Carioca de Kenjutsu-Jojutsu-Iaijutsu: Marcelo Kneip e André Martins, com muito Kiai vencendo e dando muito trabalho aos oponentes mais antigos e mais técnicos do Rio de Janeiro,
do Rio de Janeiro participaram do treino em Juiz de Fora neste dia:
Ricardo Silva, 1o lugar IAIJUTSU 2o Torneio Carioca,
Pedro Bittencourt, 2o lugar JOJUTSU e 3o lugar IAIJUTSU no 2o torneioCariocae
Marcus Vinicius Renault, 1o lugar KENJUTSU Masculino-graduados 2o torneio Carioca


Na foto: Rodrigo, Renault, Bittencourt, Wenzel, Marcelo Kneip, André Martins e Gerken, agachados: Silva, Bara eValente


Wenzel levanta JODAN contra Renault, que arma o CORRENTEZA DO LESTE em defesa


Silva, Renault e Bittencourt

Uma história sobre Musashi

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 18-out-2002

Musashi foi convidado pelo poderoso senhor feudal do Clã de Hosokawa para pintar um quadro do Bohidharma (Daruma) o Patriarca do Zen na China. Então, Musashi com poucos e rápidos traços do seu pincel fez a pintura que realmente tinha ficado muito boa e o Senhor Feudal tinha-lhe ficado muito grato e satisfeito, mas... Musashi não tinha se contentado com seu trabalho.

Tarde daquela noite soou o alarme avisando de um intruso na câmara imperial. Guardas chegaram correndo com suas lanças e lanternas e encontraram Musashi no centro do quarto com papel e pincel, exatamente como ele tinha feito antes.

Como todos sabiam que ele era um convidado especial do senhor feudal, eles O chamaram em pessoa para dar instruções sobre o que fazer.
Normalmente um intruso era executado no ato, no local da invasão. O Senhor chegou e Musashi lhe presenteou com uma nova pintura de Bodhidarma. Era uma obra-prima além da imaginação e o Senhor Feudal ficara extasiado.

Foi então que Musashi explicou: "Quando o Senhor me pediu pela primeira vez, eu segurei o pincel como se fosse um pintor. Mas eu não
sou um pintor. Eu sou um Samurai. Por isso eu não fiquei satisfeito com a primeira pintura. Desta vez eu segurei o pincel como uma espada, e agora o Senhor pode ver minha verdadeira arte"

(Tirado do livro "Kodo - Ancient Ways")

Comitiva do Nihon Jodo Kai visita o Rio

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 13-set-2002

Na visita que fizeram ao Rio de Janeiro, os cinco mestres do Nihon Jofdo Kai, incluindo Kaminoda Sensei, conheceram os pontos turísticos da cidade, mas não deixaram sua generosidade e devoção ao Caminho de lado, e treinaram com a Unidade nas areias de Ipanema.



Primeiro treino Tijuca

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 10-ago-2002

Nunca me senti tão feliz em não encontrar nada de diferente! Mas, parafraseando meu sempai Célio, apesar de nada diferente, encontrei tudo de novo. O treino na Unidade Tijuca foi magnífico, talvez tão magnífico por manter o mesmo espírito de amizade e certidão que permeia os treinos na ASA quanto por carregar a contagiante energia do senpai Renault.

Temendo o trânsito e as intempéries do trajeto, novo para mim, eu saí do trabalho mais cedo, e às 18:00 estava embarcando em Botafogo, e me espantei com a facilidade de chegar até a estação do metrô Afonso Pena. Atravessei apenas um semáforo e andei uns poucos metros e já estava em frente à Casa do Porto. Eram 18:19 – com grande satisfação constatei que poderia treinar todas as quintas na nova unidade. Voltei à praça e esperei que chegassem mais pessoas, para eventualmente ajudar aqueles que não soubessem exatamente onde ficava; mas ninguém teve dificuldades. Pouco depois das 7:20h já estávamos com tudo pronto e preparado, e ouvindo o primeiro comando oficial do treino da Tijuca: NARABÊEEE!!!

Enquanto fazíamos os mesmos 100 Suburis que fazemos todos os sábados durante o aquecimento eu sentia que, de alguma forma, havia uma diferença ali... me senti fazendo história.

Por um lado acabei me sentindo frustrado, pois optei por, após o aquecimento inicial, treinar o Jo com Suzana e Taís, e, com efeito, não participei do excelente treino que o Sempai Renault puxou – e muito puxado realmente – com notável alegria. Por outro lado, entretanto, eu estava radiante: podia finalmente estudar o Jo, pelo qual me apaixonara desde a visita da comitiva dos grandes mestres do Shindo Muso Ryu, em Agosto de 2002. Minhas instrutoras eram atenciosas e muito competentes, e eu aproveitei imensamente essa minha primeira aula oficial de Jojutsu. Nem senti o tempo passar enquanto passávamos do Kihon para as seqüências que eu havia começado a aprender com o próprio Kaminoda Sensei e que minhas Senpais me ajudavam a lapidar. Só paramos às 21:00h e, apesar de fadigado e satisfeito eu ainda olhava com inveja os Kimonos molhados de suor dos meus Senpais e dizia para mim mesmo: – é... três treinos por semana é realmente muito pouco.

Com o pouco tempo de treino que restava eu e o companheiro Noronha treinamos algumas seqüências de Iaijutsu e depois assistimos todos aos Shiais que os mais novos fizeram com os Senpais. No final, elogios de todos ao Sensei, ao Niten e aos Senpais. Eu fiquei bastante emocionado em ver a alegria dos mais novos em estarem ali, treinando.

O espaço era muito bom, com teto amplo e chão liso. Neste primeiro treino da Tijuca éramos 16. Renault, Paolo, Alan, Kenzo, Gonçalves, Taís, Felisardo, Suzana, Eu, Noronha, Mário, Kazu, Abe, Campos, Vanessa... quase todos eram nossos velhos conhecidos, a exceção do 16º - o irmão da Taís, que retornava ao Niten depois de um bom tempo afastado.

Foi seriedade e treinamento desde o momento inicial até depois dos chopps comemorativos pós-treino. Tudo foi naturalmente organizado e ágil; parecíamos todos um mesmo organismo. Espero que continue sempre bom assim e que cresça bastante. Vou estar lá trabalhando pra isso!

Omedetou a todos! Arigatou Niten! Gambaetê Tijuca!
Sayonara, Luís

Abaixo algumas fotos
Confira também a galeria da inauguração

Shindo Musso Ryu em São Paulo

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 23-jul-2002

Algumas imagens da participação dos alunos do Rio de Janeiro nos treinos e na confraternização com os mestres do Nihon Jodo Kai e Kaminoda Sensei.


Na mesa: Ormond, Vinícius, José Henrique, Kenzo, Carol Netto, Gonçalves, Raphael Netto e Suzana Elek.


Alex Mendes Guerra, coordenador da Unidade Santos, Mano Sensei do Nihon Jodo Kai e o Monitor Wenzel Bohm.



Cristina, Thaís, Musacchio, Célio, Leiras, Renault e Cidade


Paolo e Allan



 

Fotos

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 09-jun-2002

Fotos especiais da Unidade Rio de Janeiro do Instituto Niten.

Seminário de Chadô em São Paulo

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 23-mar-2002

Monitores Célio e Wenzel participam do seminário de Chadô, o Caminho do chá em São Paulo. No evento também foi servida uma refeição típica japonesa com o significado e função de suas partes.
A Palestra foi realizada pelo mestre Sôkei Hayashi, da escola Ura-senke, e contou com a assitência de suas discípulas.

Shiais na areia

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 11-jan-2002

Mesmo com sol forte, a vontade de colocar BOGU e lutar nas areias de Ipanema prevaleceu. Fotos das lutas e do treino de Domingo do Sensei Jorge na praia.

Últimas postagens:


topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-8h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h