Ir para o Conteúdo
imgcentral
Gashuku em São José dos Campos - Novembro de 2008

Falar Menos

O máximo de cuidado com as palavra


“(...)Lembro-me de dizer que estava procurando disciplina e filosofia oriental. Hoje percebo como aquelas foram palavras ingênuas...”

Eu lembro que logo no meu começo com o Instituto Niten, duas coisas me fizeram refletir sobre a vida. A primeira foi a maneira como fui recebido por todos, com bastante simpatia, educação e alegria. Digo que é muito gratificante encontrar pessoas sinceras em um mundo onde os “lobos maus” vestem pele de cordeiro.
A segunda, quando estava sendo apresentado para os colegas e me pediram para falar um pouco sobre o que eu buscava no Instituto. Lembro-me de dizer que estava procurando disciplina e filosofia oriental. Hoje percebo como aquelas foram palavras ingênuas. Na verdade, o que o Sensei, Senpais, Kaikei, monitores e colegas nos transmitem é muito mais do que isso.
Uma outra coisa, não menos relevante, é uma passagem do Hagakure que me ajudou a corrigir um pequeno deslize que tive ao falar demais. O autor, Mestre Yamamoto Tsunetomo disse que após ter virado um vassalo evitava falar o desnecessário. E que se existia algo que não poderia ser bem-feito sem palavras, ele se esforçaria para fazê-lo falando o mínimo possível.
Então, acho que falar menos e treinar mais me ajudou a manter a língua onde ela sempre deveria estar.

Domo arigato gozaimashita por tudo.

Furtado


topo

Instituto Niten Brasília
(61)8422-4969
brasilia@niten.org.br