Ir para o Conteúdo
imgcentral
Gashuku com Sensei no Rio, 2017

Gashuku - Outubro 2017

Gashuku com Sensei no Rio, em outubro de 2017


IMPIERI

Embora tenha participado apenas do Ken,levei uma bagagem de coisas novas pra casa que me levarão a reflexáo!!!
Aprender e treinar não tem idade. Só os preguiçosos não treinam com afinco!
Quanto a parte pessoal, fiquei sensibilizado pela preocupação dos filhos do Sensei em saber como eu estava. Arigatou!!! Envio um grande e respeitoso abraço pra eles.

Domo Arigatou gosaimassu, Sensei!



PINHEIRO

Shitsurei shimasu,

Cada Gashuku carrega consigo uma novidade, uma história, uma particularidade, uma lembrança preciosa. Desta vez, pudemos observar minuciosos detalhes de cada Kamae. O Sensei golpeava explicando por que determinados movimentos faziam sentido e outros não.

O que me marcou foi fechar dupla com o Sensei e compreender na pele as nuances de cada golpe, enquanto ele explicava. Em especial, o momento que recebi do Sensei um Tsuki de Iaito!
* A serenidade e a precisão que ele me golpeou me deixou realmente boquiaberto. Ainda que a Iaito não possua fio, é uma sensação diferente uma katana avançando em minha direção.

Compartilho o sentimento de diversos companheiros de treino que me disseram se sentirem renovados pós-Gashuku, inclusive os mais iniciantes.

Domo arigatou gozaimashita, Sensei e Senpai Wenzel, por nos proporcionar um domingo tão especial e sempre trazer a espada que dá a vida ao RJ!


*Nota do editor: Foi uma demonstração lenta


VAZ

Shitsurei shimasu,

acho que o Gashuku foi mind over body. Kenjutsu de manhã, almoço, e depois a bateria de Iai a tarde inteira.

Iai Iai Iai >.<
(hahahhahah)

Foi um baita handicap. O cansaço do Ken e a comida do intervalo deram aquela letargia, e o desafio mesmo era manter a atenção no exercício e não deixar escapar a instrução do Sensei - e treinar exatamente pontos importantes da instrução.

Daí no final o Sensei vem e fala da importância de ouvir - só pode ser do quantum.

Otsukaresama deshita!



SOARES

Não tem uma melhor sensação do que treinar aos olhos do Sensei, olhos treinados por muito tempo, olhos que passam orgulho, determinação e foco, olhos serenos que não param um segundo de mostrar kiai a sua volta, olhos que são como uma ferramenta de lapidação que ja sabe todos os pontos onde transformar uma pedra em uma escultura, olhos que nunca vão te abandonar quando estiver seguindo o caminho do budo

Sensei arigato gozaimashita .



NEUBAUER

Shitsurei Shimassu
Ohayo Gozaimassu Sensei,
incrível a experiência de fazer um Gashuku em ambiente totalmente novo. Oponentes novos e situações de combate novas. O calor e humidade surtiram efeito. Percebi como me afetaram rapidamente. Nos primeiros 15 minutos de keiko já sentia o peso extra.
Mas na guerra é assim. Sair da zona de conforto.

Shitsurei Shimassu
Arigato gozaimashita
Neubauer



RAMALHO

Ohayou Gozaimasu

SHITSUREI SHIMASSU

Para os mais novos como eu, via de regra recebemos informações de todos os lados do que representa o GASHUKU.
Confesso que mesmo adulto fui apreensivo, preocupado em fazer certo da primeira vez, porque essa era regra no mundo corporativo que vivia. Entretanto, assim que pus os pés no dojo, todas estas preocupações caíram. Experimentei a compreensão e a disposição em ajudar de todos, principalmente dos mais antigos, alguns deles também novos no NITEN, mas mais antigos que eu.

Vivi intensamente cada momento do dia, observando a postura e o espírito de guerra dos companheiros no Kenjutsu e instruções a todo o tempo. Todos nós estávamos ali para aprender novas técnicas e aprimorar as já recebidas. É cansativo? -sim, mas ao final acabei me sentindo um vencedor, mesmo sem ter lutado ou apresentando o quase nada que sei de forma diferenciada ou que merecesse algum destaque.

Praticamos os Katas, observei a postura dos demais Senpais, do Coordenador Wenzel, aprendendo, sempre aprendendo. Mas sem dúvida o momento mais emocionante para mim foi quando enchi o peito de coragem e no momento de almoço, me dirigi ao Sensei, fiz o cumprimento que vocês me ensinaram e perguntei se poderia me aproximar. Disse que me sentia honrado em estar ali com ele, recebendo novas instruções e correções dadas pelo próprio Sensei, e pedi que ele autografasse o SHINHAGAKURE2 que estou lendo. Agora vejam vocês! “... Ele levantou-se veio até mim e não só autografou como trocamos duas ou três palavras. Senpais, aquela pessoa possui uma energia que te atinge como um raio, não importa qual a sua crença ou opção religiosa, conversar com o Sensei foi como recarregar todas as baterias ao mesmo tempo e em 220V. Disse para ele que mesmo durante o curto período de afastamento minha mulher me incentivava todo o tempo dizendo..."você precisa voltar, quando você volta dos treinos você volta diferente - radiante..." - provando o bem que fazem os treinos, os momentos de concentração, a atividade conjunta e os momentos de ouro. Não é um campeonato que as pessoas buscam placas ou medalhas, mas buscam evolução crescimento espiritual, principalmente, mas físico também

Outra experiência maravilhosa foi vê-lo , o Sensei, circulando ativo porem sereno, entre as fileiras sem acepção de pessoas ajudando e orientando a todos nos exercícios que praticávamos, com tranquilidade e paciência.
Obrigado por me permitirem estar neste meio e juntos beber desta fonte.
Sayounara
Arigatou Gozaimasu
Ramalho – Unidade Niterói



PORTILHO

Este foi o meu primeiro Gashuko. Ao chegar no dojo Tijuca (Rio), senti uma energia que eu nunca havia sentido antes. Tão forte, tão sincera, que seria impossível não notar. Já nos primeiros minutos eu percebi que tudo que eu havia aprendido nos 3 meses de Niten estaria a prova. Percebi que o objetivo principal não era garimpar a matéria prima que estava dentro de mim, mas sim, lapidar o que eu já tinha de mais valioso. Conhecer o Sensei Kishikawa foi uma honra! Ter a oportunidade de receber correções, conselhos e sorrisos tanto do Sensei, quanto dos sempais de outras unidades foi um verdadeiro presente para o meu corpo e alma. Arigatô gozaimashitá Sensei, sempais e todos do Niten por estarem na minha vida. E que o carbono se torne, um dia, um reluzente diamante! GAMBARÉ!'


YUMI

Ohayougozaimssu Sensei.

Shitsureishimassu.

Ouvidos de cesto de bambu foi o Momento de Diamante que guardei verdadeiramente. É fácil ter ouvidos de cesto de bambu, e tentamos justificar esse ouvido pobre com desculpas esfarrapadas, como o cansaço, dores musculares, preocupações particulares e até mesmo uma distração momentânea. Mas com a presença do Sensei não podemos ter esse comportamento, é um grande desperdício de tempo do nosso Sensei! Devemos construir ouvidos de cesto de Ouro, e tentar reter ao máximo todas as palavras do Sensei.

Arigatou Gozaimashitá.
Sayounará! Yumi



BRIGIDO

Superação, disciplina, aprendizado. O Gashuku é a oportunidade de se colocar à prova. Exercer a disciplina diante de tantos veteranos e servir de exemplo aos mais novos, superar as limitações físicas para não perder nenhum detalhe, e aprender tantos segredos do Caminho e da vida, que o Sensei está disposto a compartilhar com todos.

Arigatou Gozaimashita aos Senpais e ao Sensei por vir até o Rio de Janeiro para mais essa aula!



CAMILLA GOMES

Esse foi o primeiro Gashuku de que pude participar e fiquei muito contente de ter podido compartilhar desse momento com todos. Apesar de ter treinado em modalidades diferentes da que pratico, recebi o auxílio e a orientação generosa dos Senpais e também do Sensei, em diversos momentos. Isso permitiu que eu conseguisse ir bem além do que entendia ser o meu limite físico. Sobre o Sensei, foi uma alegria poder conhecê-lo pessoalmente e constatar a serenidade e o bom humor com o que ele ensina a todos.

Arigatou gozaimashita Sensei!



IVAN

Konbanwa Sensei!

Shitsurei shimassu!

Importante a participação em um gashuku tão rico em detalhes e temperos. O banquete foi posto à mesa, e pudemos revisitar desde os kamaes básicos até os mais complexos, fundamentos do Iaijutsu em katas de diversos estilos.
Para o grande chefe, existem muitas nuances de cheiros, texturas, cores e sabores que podem fazer de uma receita comum, uma experiência sublime. No gashuku, o Sensei apresentou um leque de possibilidades, caminhos e segredos. A experiência foi rica e o convívio com os colegas do RJ foi coroado com um ótimo treino é uma divertida confraternização.
O refinamento da percepção geral do combate começa pelo ouvido. Não cometer erros que nos impeçam de avançar e, também, sempre que possível, aproveitar o banquete de técnicas.

Arigato Gozaimashita!
Sayonara!



NOGUEIRA


Konnichiwa、Kishikawa Sensei,
Unidade Juiz de Fora, Nogueira Desu
Shitsureishimasu,

Escrevo para agradecer a oportunidade de treinar sob sua supervisão na Unidade Tijuca e pelas preciosas correções. O treino de Kenjutsu foi muito desafiador para mim, realmente preciso melhorar meu condicionamento físico para avançar no caminho. Entretanto, os demais treinos foram muito proveitosos e sinto que poderei progredir bastante com as correções que recebi.

Agradeço especialmente pelo momento de ouro. Na sexta-feira tivemos um problema aqui no serviço com estudantes que não escutam da maneira correta: distorcem o que foi dito, e desqualificam quem diz por se acharem donos da verdade. Não fui afetado diretamente, mas minha chefia passou por uma situação muito desagradável por causa disso. Eu que ouvi o conselho do Sensei consigo me policiar, mas estou meditando sobre como lidar com esses tipos de pessoas, já que não estão nem dispostas a ouvir o que temos a dizer e terminam por prejudicar os que estão a sua volta.

Mais uma vez Arigatou pelo encontro!


Sayounara
Arigatou Gozaimashita



MONEDEIRA


Sensei,
Esse Gashuku mexeu muito com as minhas memórias.
Tenho usado os quatro votos como uma lente, quando preciso tomar decisões. E tenho percebido que mais do que a guerra em que vivemos, com risco a todo momento, muitos vivem deixando que o acaso comande totalmente seu futuro.
O momento de diamante foi especial. Pois tive lembrança de algumas palavras ditas pelos mais velhos que me cercaram na infância. Conselhos e alertas para vida, no qual muitas vezes deixei passar e a ficha só caiu durante os treinos.

Quando Sensei nos contou do caminho, fazendo analogia com os desafios de um Chefe de Cozinha, falando de sabores e ingredientes, me despertou memórias muito fortes de momentos no Niten. Esse Gashuku está marcado na minha vida, pois tudo que aprendi foi um presente precioso para o caminho.

Domo Arigato Gozaimashita
Monedeira


DURVAL

Konbanwa, Sensei!

Shitsurei shimasu,

Neste gashuku, como em todos os outros, os ingredientes principais estavam presentes em todos os pratos do dia: a intensidade do físico, a vontade de progredir, o olhar atento aos detalhes e correções de Sensei e Senpais, a sabedoria e brilho dos diamantes, além de outros não menos importantes.

Porém, um ingrediente se destacou em suas notas de sabor, presente em todos os pratos de forma especial neste evento: a alegria!

Desde o embarque da comitiva de Juiz de Fora, passando pelas conversas na viagem, os katas, lanches, a companhia dos colegas no gashuku, o preparo das armas, as trocas de ideias, o vivenciar das correções conjuntamente, suando ao mesmo calor de combate, o birudo e o retorno. Tudo isso, desta vez, em uma degustação de uma perspectiva um pouco mais experiente, foi possível apreciar com mais nitidez este ingrediente tão caro, a alegria, em todos os momentos, em cada garfo, cada prato, cada pegada no caminho.

Doumo arigatou gozaimashita, Sensei, por nos ter proporcionado este Kaiseki Ryori.

Sayounara!
Unidade Juiz de Fora - Durval desu.



ABREU

Um domingo para guardar na memória

Meu principal sentimento sobre o gashuko foi o de matar saudades. Depois de um tempo afastado dos treinos, nada como poder estar novamente ao lado do Sensei, sentir sua energia, ouvir seus ensinamentos, sua dicas..., seja sobre um kamae, um corte ou um aparente “detalhe”, que na verdade é a diferença entre um golpe bem dado, um kata bem feito ou não. Mais que isso, é ver como o Sensei se preocupa com cada aluno, dando atenção a todos individualmente. Inclusive lembrando de coisas que eu pensava que ele não lembraria, se preocupando com cada aluno.

Gashuko também é oportunidade de matamos saudades de alguns senpais e alguns colegas que há algum tempo não víamos. Matar saudades também do clima do gashuko, onde muitas coisas acontecem no mesmo dia, um treino depois do outro, um estilo após o outro. “Dois minutos de intervalo”, comunica o Senpai Wenzel, e lá vamos nós nos preparar para o próximo treino, sem parar nem deixar a energia cair.

Mas claro que gashuko é, principalmente, treinamento, e isso tivemos bastante, das 8 às 18h, só parando para o almoço. Nada de dar bobeira, nada de preguiça, nada de ficar parado, a ordem do dia é treinar. Muitas correções, muitas novidades: Kenjutsu, Kishikawa-Ryu, Suiyo-Ryu… Precisamos aperfeiçoar as técnicas, treinar até acertar. Já que a ordem do dia é treinar, vamos treinar porque os dois minutos já estão acabando. Água bebida, equipamento arrumado, agora é me preparar para o…

- Narabê! - grita o senpai.
-Hai! - gritamos em unissono.

Domo arigatou gozaimassu, Sensei.

Abreu – Rio de Janeiro



MENDONÇA

Shitsurei shimassu,

Konbanwa yoroshiku onegai shimasu Sensei,

Agradeço a mensagem do Momento de Diamante e principalmente as palavras finais quando nos reunimos para nos despedir do Sensei. Foi fascinante saber que o tradicional da cultura japonesa está sendo resgatado por mãos tão hábeis e que conhecem muito bem os ingredientes para produzir o melhor "prato".

Domo arigatou gozaimashita.

Mendonça. Unidade Ilha do Governador



DE SIMONE

Revelador é a palavra que melhor descreve a impressão que tive desse Gashuku, não apenas Iai e Goshinjutsu modalidades com as quais tive meu primeiro contato, mas também no kenjutsu, enfrentar alunos de outras unidades me levou a conhecer novas maneiras de se usar kamaes que eu já conhecia, bem como apontou os erros que ainda não percebera nos treinos comuns, revelações essas que já mostraram resultado no meu primeiro treino após o Gashuku.

As Revelações, no entanto, não param por ai, os ensinamentos do Sensei durante o Momento de Diamante me atentou a mudanças importantes que precisavam ocorrer, mudanças essas que também já demonstram resultado.

Arigatou Sensei,
Arigatou Minna San,
Esse Gashuku foi muito revelador, tanto no caminho da espada quanto da pena.



CALZOLARI


Estar no gashuku do Rio foi reavivar uma experiência a qual eu estava sentindo falta. De poder sentir a energia do Sensei e receber suas orientações. Assim, o Sensei foi aprimorando minha fortaleza, sempre deixando-a mais resistente contra as próximas tempestades e o rugido do trovão dos oponentes. A eficiência trazida pelas correções, juntamente com as repetições, me ajudaram a evoluir um pouco mais nesta arte que mudou tanto a minha vida. Também foi muito bom poder receber a alegria dos colegas do Rio de Janeiro e dos outros estados que foram ao gashuku.


MIRON

Domo arigatou gozaimashita Sensei, por vir ao Dojo e nos prestigiar com sua presença.
Cada palavra que o Sensei dizia, cada sorriso que o Sensei dava, cada movimento que fazia me energizava, me mantinha mais animado para tentar realizar cada ensinamento. Acho que foi uma das poucas vezes que sai de um treino tão puxado e intenso e ainda assim possuía energias pra continuar, continuar a ajudar a arrumar o dojo por completo, continuar a ir ao birudô com o Sensei e me divertir muito e a continuar ao caminho de casa que nesse dia nem parecia cansativo. Essa energia me faz querer continuar na Niten por anos e anos para que um dia eu possa oferecer essa energia e felicidade para jovens courrais assim como eu. Novamente Domo Arigatou gozaimashita, por tudo que o Sensei proporcionou e irá proporcionar a minha vida com a tradição!



GONZALEZ

Ohayou gozaimassu, Sensei.
Shitsurei shimassu.

Estar na presença do Sensei é sempre um momento especial. Para mim, é um grande privilégio poder fazer parte do Niten e aprender tanto, para muito além das técnicas da espada. No Gashuku isso sempre fica bem mais claro, pois é o momento em que posso estar diretamente com o Sensei.

Nesse Gashuku, que foi o meu segundo, mais uma vez foi uma grande experiência. Poder encontrar outros Senpais e outros samurais do Niten e compartilhar o caminho, ajudar e ser ajudado. Além disso, esse Gashuku foi ainda mais especial, pois tive a oportunidade de observar mais de perto todo o evento. Foi me passada a missão de tirar as fotos do treino de kenjutsu, pude observar de perto como o Sensei é atencioso e é capaz de observar cada detalhe apenas olhando um segundo, sem deixar passar nada, estava sempre orientando e logo depois eu via como a orientação fazia diferença para o aluno. Já no treino de iaijutsu, foi o momento de várias experiências novas, aprender novos katas, estilos e aperfeiçoar pequenos detalhes que fazem toda a diferença e sentido. Sempre com as orientações precisas do Sensei e outros senpais que estão sempre dispostos a ajudar.

O dia foi bem cheio para mim, começou bem cedo e depois de chegar no dojo sempre tinha algo a ser feito, quase não parei. Mais para o final do treino eu já estava bem cansado, machucados apareceram nos pés e minha joelheiras já estavam me queimando, mas fui até o final, a energia estava bem alta no dojo e isso me impulsionava a cada vez mais para dar o meu melhor.

Arigato gozaimashita, Sensei. E a todos do Niten por me proporcionarem momentos únicos e inesquecíveis em minha vida.

Shitsurei shimassu.
Gonzalez.


BOTINHÃO


Coragem para aprender. Tradição para aprender o que é certo.

Sensei, muito obrigado pelas lições e palavras de sabedoria.

Arigatou gozaimashitá!
Botinhão



REBELLO

Ohayou gozaimassu
Yoroshiku onegai shimasu Sensei!

Desse Gashuko levo comigo a importância de aprender a ouvir para melhorar no caminho!

Obrigado Sensei!Obrigado Niten!
Sayonara Domo Arigatou Gozaimashita!

Niten - Ilha do Governador- RJ
Rebello


CARAN

Shitsurei shimasu,

Na última vez que lutei sob o olhar do Sensei fui inconsistente, parando diversas vezes para retirar o men (elmo), por cansaço ou desconforto. Ganhei valiosos sapinhos, inclusive. Desde então treino com a promessa de não retirá-lo (a não ser sob ordens superiores). Fui ao Gashuku do dia 01/10 com a promessa em mente e a manterei firme.

Arigato gozaimashita Sensei,
Caran



CARBONETE

Encontrar o Sensei para mim e sempre emocionante.


GUSTAVO

O Gashuku me reforçou o sentimento de não esmorecer, de sempre prosseguir em frente em nosso combate diário, apesar das vicissitudes da vida.


SARAIVA

Konbanwa
Yoroshiku onegai shimasu Sensei!

O dia com Sensei sempre é muito intenso e marcante, as palavras acompanhadas por suas atitudes, estão ecoando na minha alma. Muitas "peças" novas para o meu "quebra-cabeça" e uma renovação no Caminho a ser seguido.

Agradeço ao Sensei por me guiar no Caminho da TRADIÇÃO!

Sayounara, domo arigatou gozaimashita!



ANTUNES

Konbanwa Sensei,

Shitsurei shimassu,

Mesmo sendo em apenas um dia (ou talvez justamente por isso), este gashuku para mim foi de uma intensidade singular. Tanto pela quantidade e profundidade dos tesouros compartilhados pelo Sensei quanto pelo transe físico e mental em que me vi em determinados momentos, onde tudo era apenas movimento e energia.

Domo arigato gozaimashita por vir até nós em tempos difíceis e que os Deuses continuem fortalecendo-o em abundância!

Sayonara Arigato gozaimashita.

Antunes - RJ



KALAWATIS

Konitchiwa Sensei
Shitssureishimassu

Estava devendo uma ida à SP para visitar o Sensei (ainda estou!), por sorte Sensei veio ao Rio!

Todo gashuku é assim: energia renovada pela convivência e pela orientação do mestre. Uma correção, uma palavra já serve de “alimento espiritual” por um bom período de tempo. Terça fui treinar e já senti a energia dos que foram de forma diferente, como se mais preparados a degustar o “Kaiseki Ryori” que o Sensei vem preparando para nos nutrir. Domo arigato gozaimashita Sensei por tanta dedicação e sacrifício em nome dos seus alunos.

Arigato gozaimashita
Sayonara
Kalawatis



MAUHNOOM

É magnífico estar rodeado de espíritos vibrantes e vigoroso, encorporados por todos os diferentes espadachins, aprendizes da tradição da arte da espada do estilo niten.
A presença do Sensei incentiva e guia todos os espíritos guerreiros presentes no salão e a filosofia harmoniza o ambiente de compaixao e lealdade entre todos. Sou muito grato ao Sensei por permitir trazer a nós a oportunidade de conhecer e conviver com a tradição japonesa, e por todos os ensinamentos sobre a essência do bushido.



MATHEUS

Konbanwá e shitsurei shimasu Sensei.

Neste Gashuku o ponto que eu consegui evoluir foi a compreensão sobre as graduações.

Sempre tive um pouco de dúvida quanto a esse assunto levando em conta que a graduação no Niten também é diferente do sistema usual nos esportes. Tinha dúvidas como: até que ponto eu posso inventar na minha graduação. Terei que esperar até a faixa para poder inventar. O que difere uma técnica de um simples truque. E há muito tempo atrás já havia refletido sobre qual é o objetivo das graduações, visto que esse não é o objetivo do Instituto Niten.

Graças a esse Gashuku e alguns Momentos de Ouro recentes pude solucionar algumas dessas dúvida e também encontrei um caminho e uma postura para solucionar as outras.

Como o Sensei disse, devemos degustar cada kamae, treinando para dominar o básico primeiro para depois aprofundarmos nos segredos de cada kamae. Finalmente entendi, após o básico para descobrir os segredos de cada kamae devemos usar a criatividade, dentro dos objetivos da graduação , para entende-lo melhor. Se o que pegamos é uma técnica ou apenas um truque, descobriremos com o treino, nos aprofundando mais nos segredos de determinados kamaes.

E para fechar o Momendo de Diamante completou bem esse tema. Com as quatro maneiras de não se desperdiçar os ensinamentos podemos aproveitar melhor cada momento no treino. Não perder meses para perceber que precisa treinar algo em sua técnica que o Senpai já havia corrigido antes. Não perder tempo para "saborear" os segredos do kenjutsu, tanto técnicas quanto katas do bushido.

Esse Momento de Diamante foi um importante segredo para aproveitar ao máximo um shugyo,treinarei minha atenção nesses 4 ensinamentos antes de fazer o shugyo.

Sayonará arigatou gozaimashitá.


PAES

A presença do Sensei me motivou bastante no treino, nunca havia treinado ou feito algo com tanto empenho e foco. A energia no Dojo tava explosiva!!!


COLONESE

Arigato gozaimassu Sensei!
É reconfortante e inspirador ver o cuidado e atenção que o Sensei nos dispensa. Me senti abraçado e mais do que nunca um membro dessa família chamada Niten.

Arigato gozaimassu Sensei e até o próximo encontro.


topo

Instituto Niten Rio de Janeiro
TEL: (021) 98737-5414 / (021) 97646-2211
riodejaneiro@niten.org.br