Ir para o Conteúdo

Mural Niten Rio


Monja Coen no Niten Rio de Janeiro

por Wenzel - RJ/Rio de Janeiro - 12-jun-2010

Mina San,
Após a palestra no Rio no sábado 12/6 a Monja Coen retornou bem a São Paulo.
Acompanhei-a hoje no início da noite de domingo de volta até o Templo no Pacaembú, São Paulo.
Tivemos uma ótima viagem !
Sayounará!
Wenzel
NitenRio

Tags: Zen,
comentários  

Kenzo - Rio de JaneiroEsta foi a primeira vez que tive a oportunidade de presenciar uma palestra de Coen Sensei, e foi muito gratificante. Mesmo apenas ouvindo suas palavras nos vídeos de outras palestras, já sentia uma energia grande e estimulante. Pessoalmente, esta força emanada pela Monja Coen é muito mais impactante. Mesmo quem não é muito religioso ou espiritualizado e mesmo os mais céticos, não podem negar que a presença e as palavras da Monja não passem um sentimento e uma energia que, sinceramente, é uma das formas mais puras da manifestação do ``bem`` que eu presenciei.

Espero que hajam muitas outras oportunidades como esta e agradeço ao Sensei, a todos do Niten, à Coen Sensei e todos do Soto Zen por esta oportunidade.

Arigatou gozaimashitá

Sayounará

Kenzo

De Palma - Rio de JaneiroApreciei muito a palestra da Monja Coen, foi um treino, um momento especial que tratei de lembrá-lo no almoço de hoje, domingo, com a minha família.

Para mim foi marcante os comentários da Monja Coen sobre as questões da educação e formação da moral e ética na sociedade do Caos, fazer o bem para parecer bem a fim de ganhar um prêmio - situação semelhante a que encontramos nos nossos políticos, respeitar o momento e o ponto de vista dos outros e não desanimar por não estarem com o mesmo comprometimento que você.

Foi igualmente interessante a história da Monja Coen sobre o como e o porquê dela querer seguir o caminho do Budismo.

Domo Arigato Gozaimashita, Sensei Kishikawa, Sensei Coen, Senpai Wenzel.

Luciana - Rio de JaneiroKonbanwa Mina San,
Foi a primeira vez que presenciei uma palestra da Sensei Coen e foi realmente muito enriquecedor.
Gostei muito do que ela falou a respeito da integração de todas as coisas, o quanto fazemos parte de uma totalidade que não cessa em se transformar. Todos como guerreiros temos que fazer força para crescer, evoluir, como as sementes que precisam enfrentar intempéries, romper a casca, atravessar a terra até florescer em todo o potencial individual. Ao mesmo tempo não podemos esquecer que todos pertencemos e nascemos da mesma terra e que estamos inter-conectados. A água que já passou por muitos corpos, a terra que percorre o mundo. Esta mesma terra, um princípio de conexão e nutrição entre todos os seres, que potencializa a força no coração dos guerreiros e propicia uma mente alerta. Assim, vejo o Zen permeando o caminho.
Na palestra, acredito que presenciei um fenômeno de integração, de uma dinâmica de princípios complementares. Como a voz suave da Sensei Coen, essa mulher que fez uma escolha e investiu corajosamente no caminho do Zen pode tocar o mundo masculino do marcial e do contemporâneo. É uma inspiração para todos, mas principalmente para nós mulheres. Observando os rostos dos companheiros de espada, percebi o quanto foram tocados por suas palavras e energia, levando um sentido de harmonia e delicadeza aos mais durões. Admiro a força desta sabedoria que se manifesta de modo tão natural e que nos faz entrar em contato com a gratidão em um sentido maior. Agradeço a Sensei Coen por mostrar e exaltar esta força e agradeço ao Sensei por propiciar o espaço para este equilíbrio. Podemos dizer que temos tudo o que precisamos. Tudo está em seu lugar. O resto é conosco!
Arigato gosaimashita
sayonara
Luciana

Krysamon - Rio de JaneiroBusca e Prática com Sensei Coen no Rio de Janeiro

Neste sábado dia 12 de junho, como aluno da unidade Rio de Janeiro do Niten ganhei um presente, uma palestra com a Monja Coen.

Pessoalmente não tinha tido antes a oportunidade de conhecer a Coen Sensei, a não ser pelo site do Niten. Minhas expectativas foram mais que superadas, pois a palestra foi muito enrequicedora e informativa. A forma direta com que Coen Sensei lida com realidade e o caminho, nos ajuda a acordar deste ´´sonho em alta velocidade`` que é que o estilo de vida em que a maioria de nós seres-humanos vivemos nosso cotidiano contemporâneo.

Muitos foram as reflexões feitas durante a palestra...mas uma reflexão em especial gostaria de compartilhar aqui como todos, quando a Monja Coen comentou durante a palestra;

´´- Os Samurais treinavam para ficarem despertos!``

Esta frase ´´Os Samurais treinavam...`` me fez refletir sobre o passado e a raiz das artes marciais, e compara-lo com o presente, refleti de como muitos praticantes de artes marciais na atualidade seja nos EUA, na Europa e ou no Brasil, não cultivam em conjunto o espírito do Bushido ou o caminho Zen. E parece que este é um sentimento geral, o ´´zeitgeist`` o espírito de nossa época onde os princípios e a filosofia do Zen nada têm a ver com a prática das artes marciais.

Praticantes que não desejam compreender os ensinamentos do Zen, que é a verdadeira base do Bushido, estes praticantes estão simplesmente usando as artes marciais como diversão; como crianças brincando de guerra ou apenas como um mero esporte.

Treinam para ficar espertos e não para ficaram despertos! Isso reflete uma visão distorcida da vida, a raiz das artes marciais não é essa, não existe sabedoria neste ponto de vista, ele é completamente inútil para a elevação de nossas vidas, os esportes nos ajudam a treinar o corpo e a desenvolver a saúde e resistência. Mas como sinceros praticantes, se queremos ir além do esporte, do hobby, da busca por graduações, temos que dar uma dimensão mais elevada, precisamos compreender em que consiste o verdadeiro ´´Caminho do Guerreiro``.
Os ensinamentos e o verdadeiro caminho da espada não se baseiam na conversão do mundo a mais uma teoria, mas trata-se antes de uma tradição que existiu em muitas culturas em diferentes momentos históricos, tal como incorporaram as antigas civilizações da Índia, Tibet, China, Coréia e Japão. Conhecida como ´´Caminho do Guerreiro`` é a tradição da coragem humana ou do destemor. A condição de guerreiro aqui, não significa entrar em guerra com os outros. A agressividade é a origem do nosso problemas, não a solução. Aqui a palavra guerreiro significa ´´aquele que é corajoso``.

O ideal japonês do Samurai representa essa tradição, o Bushido seria um código de conduta não escrito que nos guia de que maneira podemos conduzir nossas vidas com guerreiros, com destemor e sabedoria, sem destruírmos uns aos outros, deste modo promovendo o verdadeiro caminho.

Este ´´insight`` fez surgir em mim dois sentimentos, valor e gratidão. Pensei em como me sentia grato em poder assistir uma palestra de uma Mestra do Zen e a forma de que o ambiente onde me encontrava, cultivava em mim a valorizar essa experiência.

Sou profundamente grato ao Sensei Jorge Kishikawa por recapturar essa dimensão original das artes marciais, promovendo o caminho da espada, o espírito do Zen e do Budo. E aos meus Senpais, eles não me ensinam apenas técnicas vazias, mas promovem a compreensão de que o cotidiano é o verdadeiro combate, e o resultado disso é que ´´treino não apenas para vencer NO mundo, mas para vencer O mundo, treino para ficar desperto.``

O DOJO é este o local onde se busca a maestria sobre si mesmo. Mas a prática não é restrita ao dojo, hoje graças a palestra da Sensei Coen compreendo que a VIDA é o DOJO.

Domo Arigato Gosaimashita. Krysamon Cavalcante

Ricardo Saraiva - Rio de JaneiroSempai Wenzel,
Agradeço a oportunidade da visita da Monja Coen que o Instituto Niten propiciou para todos os alunos e interessados do Rio de Janeiro. Acredito que as informações passadas são valiosas para superação dos desafios da vida.
Ótima semana para todos!
Arigatou gozaimashita!
Sayounará!
Saraiva

Brum - Rio de JaneiroMina San,
Com as palavras mais meigas e gentis, tivemos mais uma grande oportunidade de aprender um pouco mais sobre Caminho com a Monja Coen. Me fez lembrar no meu início e de uma frase que um Senpai me falou do Zen:`` Somente um verdadeiro mestre para nos mostrar o que é o obviu.``
Foram tantas coisas legais que é fácil dar um nó na cabeça! pelo menos na minha...
Enquanto isso, vamos treinar!
Domo Arigato Gozaimashita Coen Sensei, por mais uma palestra e pela energia compartilhada!
Domo Arigato Gozaimashita Sensei e Senpai Wenzel, por mais uma oportunidade de aprendizado!
E Domo Arigato Gozaimashita a todos que tornaram possível esse evento!
Sayonara
Brum



Retornar para últimas postagens


    topo

    Instituto Niten Rio de Janeiro
    (021) 97673-0132
    riodejaneiro@niten.org.br