Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Retornar para últimas postagens

    21-mar-2007

    Hamon no mundo corporativo

    Ao assunto de ontem, Hamon (20/03 - "Com Licença"), tenho um comentário a lhe acrescentar. 
    Um ex-diretor da Embraer, ao saber do assunto, deixou-me as seguintes palavras, fruto de seus 35 anos de  experiência no mundo corporativo: 
    "No Brasil, nos altos escalões também não é diferente. A diferença com o Japão é que assuntos como estes só não são explícitos, e não estão escritos. A cultura do brasileiro é de dar um tapinha nas costas, um sorriso, um abraço. Mas, lá em cima eles exigem sim, que você tenha lealdade, fidelidade e honestidade. Esperam de você uma conduta decente. 
    E quem não se enquadrar é sutilmente afastado, ou, como no Japão, sumariamente 'cortado' ". 
    Entendi... 
    Nenhum presidente ou empresa gostaria de ter um vice presidente ou diretor com a sua lealdade colocada em dúvida. São milhões, bilhões ou trilhões em jogo. Bem como se envolver com o concorrente. 
    Faz sentido.




    topo

    (+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
    (+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h