Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Retornar para últimas postagens

    29-fev-2008

    Para as próximas gerações

    Pediram-me comentários sobre o vídeo de ontem  
    Foi uma das matérias mais bem feitas dentro do Niten. 
    Fiquei contente em ver os alunos satisfeitos e dando seus depoimentos verdadeiros sobre o Niten. 
    Peço a sua atenção num trecho em que a repórter me pergunta sobre o que sinto em ser o único samurai ensinando esta técnica milenar. 
    Obviamente que não assumi a condição de ser um samurai, haja visto que a classe foi extinta em 1868 e pressuponho que você entenda esta situação, na qual respondi : 
    - Muita responsabilidade você passar estas técnicas, de forma fidedigna, para as próximas gerações. 

    Vou te dizer o porquê de muita responsabilidade e quero que preste bem atenção... 
    Uma das razoes é que até o Niten ser fundado, há 15 anos, nunca se ouviu falar em "kenjutsu" aqui no Brasil. Depois que o kenjutsu se tornou conhecido, como eu havia previsto, não demoraram a aparecer pseudo professores e "picaretas" de kenjutsu se aproveitando para "pegar o mesmo barco". Dá para entender o que quero dizer, não? 
    Outra razão: em todas as modalidades, a grande maioria dos professores pratica regularmente, tem a sua faixa preta ( reconhecida ou não reconhecida por federação) e leciona para um grupo ou mais de alunos. Mas não o suficiente para se entregar de corpo e alma neste Caminho. Quando falo de corpo e alma, meu caro, quero dizer, entregar-se plenamente à pratica deste Caminho. O suficiente para deixar a sua profissão. 
    Profissão?!! Aí o bicho pega. Tem que ler o livro Musashi para entender... 
    Lembro de um diálogo que tive com um mestre, quando ainda era estudante de medicina, ao querer me aprofundar na didática do treinamento. Ao que ele me respondeu: 
    - Kishikawa, a partir daqui, deixe conosco, profissionais. Não é da sua conta. 
    Não gostei muito naquela época, mas agora, vejo que faz sentido. 
    Se não for assim (e isto é difícil!), será praticamente impossível de se passar estas técnicas.
    De forma fidedigna. 
    Para as próximas gerações. 




    topo

    (+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
    (+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h