Os cursos do NITEN ONLINE são indicados
a todos que
1- são muito ocupados e tem pouco tempo
2- estão em home-office
3- residem em local distante do Niten
4- estão impossibilitados de participar de aulas presenciais
Veja como fazer para começar a treinar no Instituto Niten imediatamente.
TREINE
KENJUTSU
ONLINE
Café com o Sensei Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Retornar para últimas postagens

    27-ago-2009

    Relato dos Japoneses no Niten 1

    Hoje às vésperas do nosso Gashuku de inverno, trago o relato da aluna Suzuki, da universidade Kokushikan do Japão publicada na revista Kendo Nippon deste mês sobre sua vinda ao Niten neste ano:
     

    Samurais do Brasil
    Satomi Suzuki, 3º. Ano de Literatura da Universidade Kokushikan – Campus Tsurukawa (originária do Colégio Azumi – Província da Fukushima).

    Neste shugyo no Brasil cada um dos alunos manteve a alta motivação desde apresentação no “Dia do Samurai” como em todas as atividades realizadas em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, além de Buenos Aires, na Argentina. Acredito que foi realizado um intercâmbio no sentido mais amplo, não somente de Kendo, mas sim de comunicação com pessoas de idiomas diferentes aprimorando trocas culturais através da espada, isto dentro do enorme país chamado Brasil.


    japoneses no Dia do Samurai

    No “Dia do Samurai” realizamos apresentações de Babaha Ittoryu Kumidachi, Hiryuken, Nito Kata, Koranken mais Keikos de Kihon. Apesar de não estarmos acostumados ao local, acredito que conseguimos o melhor em demonstrar os ensinamentos do Sensei Baba. Por outro lado, consegui ver na apresentação do lado brasileiro modalidades que não estamos estudando como Jitte, Kusarigama, Jojutsu, Iaijutsu, Kenjutsu, Kumidachi, Niten Ichiryu, Kodachi, Naginata e outras e pudemos evidenciar que ali está presente o Buguei Juuhappann (18 modalidades de artes marciais) o qual o verdadeiro samurai precisa conhecer. Era emocionante ver alunos brasileiros que se comoviam a ponto de chorar ao ver as apresentações.

    Nos shiais e treinos em conjunto com pessoal do Niten, conheci técnicas na qual parecia estar lutando com espada real, além de muitos golpes firmes de kenjutsu, na qual era muito difícil saber como fazer para enfrentar. Além de chudan* e jodan*, eles usavam guedan*, hasso*, wakigamae* e além de itto* e nito* havia kodachi*, naguinata* e kusarigama*, de forma desenvolvida livremente a partir de treinos de kodachi. Como só tenho experiência de chudan no treino com bogu*, quase que fui dominado pelo estilo deles, mas o treino de “Wazamae” do Babaha Ittoryu ajudou a enfrentar os brasileiros.


    shiai na praia Rio de Janeiro, Flamengo
    Comparando kendo do Brasil e Japão, os brasileiros possuem capacidade física superior aos japoneses, treinando diariamente nos dojos com chão de asfalto ou até nas praias, assim possuindo base (ashi-koshi) bastante desenvolvido. Para enfrentar oponente com maior força, tentei lutar kendo com maior suavidade. Os brasileiros respeitavam muito o Dojô, realizando com cuidado Rei de entrada e saída além da limpeza.

    Além dos treinos do dia a dia, foram oferecidas muitas atividades de lazer. Montar a cavalo foi o mais impressionante para mim. O dono da fazenda que é descendente do bandeirantes explicou fatos históricos como desbravamento de planaltos e lutas com índios, defesa dos portugueses contra espanhóis, a introdução de cana-de açúcar há 400 anos atrás e ciclo de café nos anos de 1800. O cavalo que montei era manso mas muito grande, queria parar toda hora e ficar comendo gramas. Só de estar sentado fiquei com dor. Fico impressionada com os samurais tinham o preparo físico para aguentar o peso da armadura e da espada e galopar simultanemente durante as batalhas. Eu mesmo tinha muito medo de descer uma ladeira bem suave, nem consigo penar em Yoshitsune descendo precipício abaixo durante a batalha.


    cavalgada (aluna Suzuki na segunda fileira a esquerda)

    *chudan = postura da água, com a espada apontada ao adversário
    *jodan = postura do fogo, com a espada apontada para o céu
    *gedan = postura da terra, coma a espada apontada para terra
    *hasso = postura da árvore, com a espada ao lado do ombro
    *wakigamae = postura com a espada aos flancos
    *itto = técnica com uma espada maior
    *nito = técnica com duas espadas
    *kodachi = técnica com a espada menor
    *naginata = alabarda, lança com lamina curva na ponta
    *kusarigama = foice e corrente
    *bogu = equipamento de proteção para os treinos




    topo

    +55 11 94294-8956
    contato@niten.org.br