Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Retornar para últimas postagens

    28-mar-2012

    GASHUKU templo Nikkyoji 2 - Uma pequena reflexão poética

    Após realizar o treinamento intensivo neste fim de semana (Gashuku), recebi este email traduzido em um belo poema.
    Os samurais, além de guerreiros eram poéticos a ponto de recitarem um verso nos seus últimos expiros de suas vidas.
    Encerravam as suas vidas da maneira que, talvez, todos gostaríamos de encerrar: com poesia.
    Ao final deste Gashuku, saímos todos com as mesmas sensações que estes versos conseguiram demonstrar:


    "Konichiwa Sensei!
     
    "Cometi" um esboço de poema, sem preocupação com métrica ou rima, mas tentando refletir o que acontece à entrada da área de luta, frente à frente com o adversário... Digamos que este Gashuku me deixou inspirado...
     
    Shitsurei shimashita...
     

     

    Permita-me...
    Adentrar este espaço para dividi-lo por um curto período de tempo
    Estudar sua postura para tentar entendê-lo
    E em algum momento golpeá-lo com força e velocidade


    Permita-me...
    Ludibriá-lo com minha própria postura
    Para que não me entenda, não me traduza e, esperando que, assim confuso,
    Possa novamente golpeá-lo onde acreditarei que não estará esperando
     
    Permita-me...
    Empurrá-lo com força para fora do pequeno espaço que concordamos em dividir
    Somente para disputar a primazia de um momento que não voltará


    Permita-me...
    Transformar seu corpo físico em alvo para golpes e estocadas
    Para que assim atinja também a sua alma
    Não para feri-la, mas para que ela se desenvolva
    Assim como a minha própria

    Permita-me...
    Honrar sua presença
    Golpeando e empurrando sem parar
    E, literalmente aos gritos, faze-lo com toda minha rapidez, força e precisão

    E ao final, independente de vitória ou derrota,
    Que eu possa agradecer,
    Cada golpe desferido e recebido
    Com reverência e um sorriso
    O qual só quem trilha o caminho poderá entender...
    "

    Cadu - Unidade Brasilia

     

     

    Estudar sua postura para tentar entendê-lo





    Somente para disputar a primazia de um momento que não voltará












    Não para feri-la, mas para que ela se desenvolva









    Golpeando e empurrando sem parar














    E, literalmente aos gritos, faze-lo com toda minha rapidez, força e precisão













    Com reverência e um sorriso










    O qual só quem trilha o caminho poderá entender...



     




    topo

    (+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
    (+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h