Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Retornar para últimas postagens

    30-mar-2012

    Gashuku templo Nikkyoji 4 - Lições para a vida

    "Acabei de chegar em casa e me sentei diante do computador para tentar materializar, através de palavras, o que foi ter participado de mais um Gashuku. Mas penso que minha tentativa pode se sair frustrada, pois, como diria Stephen King, “existem sentimentos que, de tão grande que são, não podem ser expressados através de palavras, pois estas lhes tiram toda a grandiosidade...”


     





    "Sentimentos que, de tão grande que são, não podem ser expressados através de palavras."

     
     
    Estar em Gashuku é como, depois de um longo tempo de exílio, estar de volta ao lar... E por mais diferentes que sejam as pessoas daquelas com quem se conviveu em outros tempos, os sentimentos e o tempo das coisas ainda são os mesmos. Claro que, no caminho, sempre encontramos velhos conhecidos, pois aqueles que tem o Niten em seu coração, por mais que se afastem ou desapareçam por algum tempo, sempre acabam retornando... E é sempre uma grande alegria rever os velhos companheiros e, igual alegria conhecer os novos.
     
    Melhor ainda é, em meio a tantos companheiros, poder estar junto ao Sensei e poder aprender a viver. Sim, pois, em meio à correria cotidiana, acabamos sempre nos esquecendo do que realmente importa e, na maioria das vezes, quando percebemos, já estamos tomados pelas ervas daninhas do espírito.  Sobretudo em uma época em que muitos valores estão distorcidos e a “esperteza” fala mais alto do que a dignidade.
     
    Assim foi nesse Gashuku... A palestra sobre Makenki, nos abriu os olhos para tudo aquilo que realmente importa em nossas vidas e nos deixou claro que, embora a primavera exista para todos, é importante entendermos que as flores brotam quando se faz o tempo acertado. Assim sendo, enquanto as flores não brotam, a perseverança deve orientar nossa vida e nossas ações, nunca deixando de lado a copaixão e o respeito ao próximo.
     
    Lições que me foram muito úteis, não só como parte do Niten como profissional, como esposo e como pessoa.
     
    Que mais pessoas possam , a cada oportunidade, vivenciar o Gashuku, de maneira que possam aprender a viver... intensamente.
     
    Otsukarê sama deshitá Sensei, pelo gashuku e pelos ensinamentos.
     
    Domo Arigatou a todos que se empenharam para vir ao gashuku, sobretudo aqueles das unidades mais distantes que tiveram que percorrer centenas de quilômetros para cruzar espadas e aprender com o mestre."
     Hélio Devaldo (Unidade Jundiai)


    "Melhor ainda é, em meio a tantos companheiros, poder estar junto ao Sensei e poder aprender a viver."
     




    topo

    (+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
    (+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h