Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei




Retornar para últimas postagens

    08-out-2013

    Torneio para lavar a alma

    Neste Torneio por Equipes (12º TBEK) que se realizará nos dias 19 e 20, semana que vem, falaremos "como ao redor de uma fogueira", e alguns sabem de que "fogueira"estou falando, sobre vários temas, entre eles o Shugyo no Japão com meus dois alunos e os "boatos", fotos e vídeos. Os nossos 20 anos de Niten com as "lendas", verdades e momentos mais marcantes para mim. E outros como estes que estao no depoimento a seguir: de alguém que veio aqui para "lavar a alma".

     

    "Iniciei minha peregrinação no dia 1º de outubro vindo à São Paulo para retirar a moleza que tomava conta do meu espírito; para lavar a alma. Quando encontrei o Sensei ele sorriu e disse: - vou ter que te aguentar uma semana? Hai Sensei!

    No meio da tarde o Sensei se desculpou e me informou que não poderia participar do treino devido a um encontro com um grande apoiador do Instituto, ou seja, a primeira lição: Agradecer aqueles que são importantes para sua vida, Giri (gratidão).

    Fui para o treino de Jojutsu (bastão) que seria coordenado pelo Fugita, suei muito nos kihons (fundamentos básicos) e o Fugita sempre prestando atenção e me corrigindo quando necessário, estaria satisfeito só com os kihons mas pude treinar os katas do Shindo Muso Ryu para Omote II (nível intermediário) com o Kimura e o Senpai Danilo que deram muitas dicas sobre os katas junto com o Fugita. Quando o Fugita deu "Yame!" (parem!), o Sensei entrou no dojo (local de treino), fizemos o narabe (perfilar) e o Sensei brincou que conseguiu chegar a tempo. Nos Momentos de Ouro, Sensei contou sobre quem vem tirar a moleza do espírito. Essa frase cai como um men na sua cabeça, muitas reflexões após o treino.

    Na quarta ,7 horas, estava na frente do Hokkaido (unidade Ana Rosa) esperando o Meloni e o Senpai Wenzel para o treino de Kenjutsu que teve muita luta inclusive arbitrada onde o perdedor sai, confesso que não vi muitos golpes mas Senpai Wenzel sempre orientava nestes casos e também pedindo para ter mais clareza na hora de arbitrar o golpe. Dois treinos ao mesmo tempo, shiai (valendo ponto) e arbitragem. Para terminar men men men (golpes consecutivos sobre a cabeça) para fortalecer o corpo, saí do treino cansado e meu espírito falando: - Eu te avisei, melhor ficar em Porto Alegre...

    - Sai moleza, tudo é da minha conta a partir de agora!

    Essa reflexão me acompanhou em todo o Shugyo (retiro espiritual com o Sensei), a cada conversa com o Sensei e a cada Momento de Ouro ficava mais forte "varrendo a moleza".

    No final Sensei chamou, Gilberto, Fugita, Silva e eu para lutarmos e demonstrarmos as técnicas para os alunos valendo ponto. Detalhe: perdeu paga 50 flexões.

    Paguei 150...

    Na quinta, treino com o Sensei e o Silva pela manhã, como está no relato do Café com o Sensei (Café com Sensei - 04 out 2013- Espírito de Musashi na manhã ) A noite treino de Iai (sacar espada de metal) com kihons exigindo o máximo de mim, depois detalhes nos katas do Suio Ryu e o pessoal treinando forte para o torneio. E os Momentos de Ouro dando men indefensáveis no meu espírito. 

    Na sexta de manhã pude treinar com o Fugita, pois o Sensei estava em mais uma reunião logo pela manhã. Muito shiai, Fugita com uma precisão e rapidez impressionante e eu tentando absorver tudo. Gratificante. 

    No final de semana participei do Encontro Hayabusa e Kir Jovem na APM. Jovens, crianças, pais e a família do Sensei todos reunidos . Videogames e tablets? Nem pensar. Sensei fez questão de avisar aos pais que tomaria de quem ousasse em abrí-los!!! Só Sensei para fazer uma coisa dessas...


    Sensei fez questão de avisar ...



    Foi um evento diferente que contou com a excelente palestra do Heder sobre as aves de rapina, acho que todos querem ter uma Jolie em casa depois dessa palestra.


    Foi um evento diferente...



    Todos com o falcão


     

    Saber que o Hayabusa é uma espécie de Vingadores, grupo formado por heróis, para as crianças foi uma surpresa. O Kir Jovem tem heróis de verdade que passam um grande exemplo de como se viver. 

    A noite, música, risadas, ensinamentos, tudo perfeito.

    No final reflexões do evento, conclusão? Esse encontro tem que se tornar uma tradição do Niten. Sensei falou que o evento era para relaxar e que somente eu que estava em Shugyo deveria me estressar. Acho que fui bem no envento.
     

















    Muitas conversas com o Sensei.





    O problema é que por esse motivo relaxei no treino da segunda de manhã, esqueci minhas graduações do Kimono, tudo é da sua conta inclusive seu kimono. Fiquei pensando nesse deslize a tarde inteira. Paguei uma volta de sapinho e 200 flexões no treino do Kir Jovem a noite, bom para não esquecer mais minhas graduações.

    Tive a oportunidade de servir de uke para o Sensei treinar Kusarigama (foice e corrente), isso eu conto em outro relato. Levei os meninos com o Sensei para casa, aprendi com os seus filhos, durante a minha subida no elevador para deixá-los, na volta mais ensinamentos do Sensei. Continuei no treino da noite com bastante técnica e o Sensei ensinando todos.

    Fecho meu Shugyo com os Momentos de Ouro na minha cabeça e com todos os ensinamentos passados pelo Sensei. Volto para Porto Alegre com o espírito fortalecido para encarar meus problemas e fazer mais pela unidade.

    Domo arigato gozaimashita Sensei pelos anos de ensinamentos.

    Sayounara!" - Alessandro - Porto Alegre




    topo

    (+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
    (+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h