TREINAR
KENJUTSU
EM CASA
Todos os treinos presenciais do Instituto Niten estão suspensos em virtude do Covid-19.
Mas para distribuir a chama da Espada criamos a página "KENJUTSU EM CASA PARA TODOS".
Nela todos podem encontrar material para treinar em casa e trechos dos Momentos de Ouro do Sensei Jorge Kishikawa.
Vamos manter a energia do Corpo, Mente e Espírito em movimento!
Café com o Sensei Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Retornar para últimas postagens

    31-ago-2015

    Reflexões de Fim de Semana 1 - Toque de Mestre

    A infinidade de posturas de combate (kamaes) no Kenjutsu faz com que o praticante se esforce em absorver as noções básicas, suas aplicações e, se pretende almejar a maestria, o segredo de todas elas.
    Sem dúvida, um caminho longo para se chegar até a faixa preta Shodan, e não adianta tentar tomar atalhos, pois a espada ¨não mente¨.
    Descobrir os detalhes e as nuances que estão em cada kamae herdados pelos ancestrais samurais é importante para se chegar ao objetivo: o conhecimento e a invencibilidade.



    "No Gashuku ter uma correção direta do Sensei é um privilégio e não ir é perder uma grande chance de ouvir Gokui (segredos) e histórias que não se ouve duas vezes" - Fábio (Unidade Sorocaba)





    "Por fim, as técnicas nos treinos e nas 3 vezes em que vestimos Bogu (armadura de proteção): a cada Gashuku uma nova descoberta, que sempre esteve ao nosso alcance desde o primeiro dia de Niten - desta vez, para mim foi "mágico" descobrir que o Hasso Migui (postura da Árvore) realmente existe no combate!!! É certo que sofri uma infinidade incontável de "Mens" (golpe sobre cabeça) por causa da minha insistência, mas ter descoberto apenas um; um único "Men" isolado que sempre esteve lá, desde o meu primeiro dia no Niten, no segundo Kata de Musashi Sensei, talvez tenha sido um verdadeiro início.... Pela primeira vez e foi nesse Gashuku que me senti de volta a minha primeira aula... Na verdade descobri que sempre estive nela, nunca sai dela..... E pude concluir - hoje eu "comecei" verdadeiramente... Antes eu não sabia absolutamente nada, mas hoje parece que "eu vi alguma coisa". Foram 2 anos de preparação para "começar".
    Na revisão dos kamaes em cada graduação veio a energia que me invadiu como um "tsunami": ainda falta tudo isso e mais muita coisa que eu ainda nem vi, mas a PRIMEIRA AULA de verdade parece que chegou na metade no domingo.... A força agora é para concluir essa primeira aula, cuja ficha ainda está caindo......"
    - Pontes (Unidade Itaim)






    " A correção dos Kamaes no começo do Gashuku foi algo excelente para minha evolução, principalmente no kamae Hidari Naname Chudan (postura da Correnteza do Oeste)." - Erick (Unidade Santos)






    "Para a minha atual etapa no caminho, achei muito proveitoso poder acompanhar a revisão de Kamaes passada pelo Sensei. Corrigi muito erros e acredito que dei mais um pequeno passo no caminho." - Germano (Unidade Sorocaba)







    ¨Há algum tempo eu estava preocupado com o meu nível de luta e com o tempo que eu estava demorando para progredir no caminho, mais especificamente o tempo que estava demorando para alcançar o 5º kyu de kenjustu, isto me deixava muito preocupado e por vezes até nervoso, pois eu via colegas que começaram ao mesmo tempo ou até mesmo depois de mim no Niten passando de nível e me perguntava o que faltava para eu conseguir também, mas agora olhando o que o Sensei corrigiu nos meus kamais (posições) eu acho que tenho uma ideia melhor de onde eu preciso melhorar.
    O fato de eu não ter passado nesse Gashuku me mostrou uma coisa muito mais importante, acredito eu: Percebi que não entrei no Niten para ser um Senpai, eu entrei por que é algo que eu sempre quis fazer, por que eu gostei muito da filosofia do instituto, continuei treinando porque aprendi muito com o bushido, esse meu nervosismo e preocupação estavam me desviando do meu caminho.
    Nesse sentido estava falhando no primeiro voto e o pior é que eu demorei muito para perceber isso, mas com tudo o que aconteceu nesse Gashuku, acredito que tenha entendido, então de agora em diante eu vou treinar para me aperfeiçoar no caminho e sei que vou passar de kyu quando chegar a hora certa.

    Então acho que o que eu quero dizer com todo este relato é arigato gozaimashita por me fazer perceber isso sozinho, acredito que agora irei aproveitar mais os treinos e os ensinamentos.
    Vou me dedicar mais ao meu caminho para não ser superado novamente ¨-
    Bergamini (Unidade Vila Mariana)







    "A manhã do dia 22 começou fria em São Paulo, mas não tinha frio que segurasse os kiais que irradiavam do templo. Sensei começou com uma verdadeira revisão sobre todos os kamaes, juntou todos os samurais do templo no meio da quadra, um por um foi corrigindo suas posturas, seus vícios, verdadeiro toque de mestre que temos poucas oportunidades de presenciar." - Simas (Unidade Brasília)


























































    topo

    +55 11 94294-8956
    contato@niten.org.br