Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei




Tag  mangaanime        Retornar para últimas postagens

11-jan-2011

De Vagabond ao Niten Ichi Ryu

"Tempos atrás, era apenas um simples estudante, colecionador de mangás e animes na qual cultivava um grande interesse pela cultura japonesa, a ponto de frequentar inúmeros eventos relacionados a essa cultura que sempre me fascinou, principalmente quando se refere aos samurais. Iniciei minha coleção do mangá “Vagabond” que cujo tema se referia ao gênero de samurais, sendo esse mangá baseado no famoso livro “Musashi”, na qual relatava a vida e o caminho da espada de Miyamoto Musashi, respeitosamente chamado por Musashi-sensei.

 

De fato, fiquei fascinado pelas histórias desse mangá que além de mostrar o caminho da espada trilhado por Musashi-sensei, apresentava um pouco da história do Japão feudal e seu modo de vida, com o tempo pesquisei na Internet sobre Musashi-sensei, onde conheci um pouco mais a seu respeito, vindo posteriormente a adquirir a sua obra o “ Livro dos Cinco Anéis” – Go Rin No Sho – na qual ele escreveu pouco antes de morrer.


 

 Através do livro pude ter acesso aos seus ensinamentos e filosofia de vida, descobrindo que seu legado e ensinamentos foram passados de um mestre representante a outro durante séculos chegando aos dias atuais e a esse Brasil em que moro, despertando meu desejo de aprender o caminho da espada, que me permitisse não só aprender o seu manejo, mas também me fortalecer de corpo e alma disciplinando a minha vida.

 Graças à propaganda no mangá “Vagabond” descobri a existência do Niten em São Paulo, que ensinava o estilo de luta de Musashi-sensei, mantendo vivo o seu legado,

 

 entretanto naquele momento não poderia frequentá-lo, devido ao meu ingresso na faculdade e meu horário de trabalho não teria tempo para me dedicar devidamente ao Niten, passados três anos consegui encerrar e me formar na faculdade após muita luta e dificuldades, na qual consegui superar, mas traçava cuidadosamente minhas metas para o ano seguinte em que estaria livre da faculdade, e a minha entrada no Niten era uma dessas metas. Chequei o endereço e horários das unidades de São Paulo pela Internet, optando pela unidade Ana Rosa, que cuja localização e horários considerava ótimos.

 No inicio de julho de 2010, com o tempo livre, entrava finalmente no Niten conhecendo um mundo novo e pessoas novas. No começo, não nego que tive dificuldades no aprendizado, errando diversas vezes os golpes e posturas, ou então, esquecendo de usar alguns deles.

 De fato, com as orientações do Sensei, dos Senpais e de outros colegas mais velhos, fui aos poucos pegando as praticas e confiança no manejo da espada. Entretanto, com a convivência no dojô fui esculpindo a disciplina em minha mente e espírito, tal como um escultor o faz em uma rocha na busca de aperfeiçoar sua obra de arte.

 Em várias ocasiões participei de confraternizações, onde bebíamos alegremente com a intenção de nos descontrairmos e tirarmos a nossa “máscara”, coisas que no passado, confesso, nunca fazia. Mas vendo essas confraternizações, podia enxergar, não uma simples reunião, mas uma reunião de família onde era capaz de sentir uma forte união entre o pessoal do dojô. Outro momento marcante que encontrei no Niten era os momentos de ouro com o Sensei, e de fato, são momentos preciosos como ouro.


Momentos de Ouro com o Sensei

 A partir desses momentos, ouvíamos atentamente nosso Sensei dedicando seu tempo em transmitir ensinamentos e filosofia de vida, na qual podíamos refletir sobre nossas atitudes e se necessário mudá-las, tal como me ocorreu certa vez, quando o Sensei abordou sobre a importância da gratidão; a atenção recebido do próximo; e o uso do nosso bom senso. Tais palavras me marcaram profundamente, abrindo meus olhos, passando a me preocupar e valorizar melhor as pessoas próximas de mim, e procurando demonstrar da melhor maneira possível a minha gratidão por se preocupar ou lembrar de mim, como minha mãe e alguns valiosos amigos, por exemplo. Sempre procurando dar o meu melhor pelos outros no mundo e demonstrando o quanto valorizo a importância de sua pessoa.

 Por fim, não arrependo da escolha que fiz, ao entrar no Niten, realmente passo por treinos difíceis ou cansativos, às vezes lutando contra outros colegas, na busca de melhorar nosso aprendizado, e às vezes tendo a honra de lutar contra o Sensei, permitindo que eu veja o caminho que ainda tenho a trilhar. Caminhos, que com certeza continuarei a trilhar, não importando os obstáculos que irão aparecer, pois tenho metas que traço em minha vida constantemente e que lutarei para poder concretizá-las. Portanto, Arigato Goazaimashitá por tudo." - Loureiro (Un. Ana Rosa)
 

Tags: Musashi, MangaAnime, Niten_Ichi_Ryu,



topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-8h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h