Ir para o Conteúdo

Mural Niten Minas


Juiz de Fora no Gashuku Kaminoda Sensei

por IvanSantos - 20-jul-2015

Para tentar resumir todas as diversas experiências que tive, posso dividi-las em três grupos.
Primeiramente, têm-se as relacionadas ao convívio com o mestre. Todos os momentos na presença do sensei rendem sempre muitos ensinamentos. Aprendizados sobre os katas do bushido (como a maneira de se portar na presença do mestre e/ou de senpais, o momento de se tirar as máscaras, ...), sobre a vida de Musashi-sensei (a busca por ser invencível na sua juventude e a busca pela espada que da a vida mais no final de seu tempo) e, é claro, sobre Kaminoda-sensei, o ultimo samurai.
Em segundo, o convívio com outros senpais e companheiros de treino. Conheci muitas pessoas novas de todas as partes do Brasil e até de fora, podendo ver um pouco de como cada um trilha o caminho e tirando muitos ensinamentos disso. Aprendi a enrolar as peças para o tameshi e estou ansioso para poder tentar cortar alguns no próximo gashuku.
Por fim, tive ótimas experiências de combate com diversos companheiros, com os quais pude começar a treinar o hidari naname chudan no kamae. E pude, também, treinar a minha observação presenciando os treinos de iai, kusarigama, jo e katori. É realmente incrivel que nós, praticamente do lado oposto ao Japão no globo terrestre, temos a chance de treinar todos esses estilos ancestrais dos mais variados e herdar seus ensinamentos.

Doumo arigatou gozaimashita Sensei! - FIGUEIREDO


Quando procurei o Niten pela primeira vez, buscava somente uma luta de espadas, pois achava legal. Logo na aula experimental, encontrei algo muito mais valioso do que eu esperava encontrar: os momentos de ouro. Para mim, são como peças que faltavam em minha vida. É como se alguma força além de minha compreensão fizesse com que cada momento de ouro seja exatamente o que eu preciso ouvir na ocasião, que ao aplicar no dia-a-dia, me tornam uma pessoa melhor, e me ajudam em diversas ocasiões. Encontrei também outra coisa muito preciosa: uma família, e neste gashuku pude constatar mais uma vez o quão unida e preciosa é a família Niten, da qual me sinto muito honrado em fazer parte.

Doumo arigatou gozaimashita Sensei, por tudo que nos ensina e por sempre nos guiar pelo caminho.
Doumo arigatou gozaimashita ao senpai Wenzel e a todos os senpais presentes, por sempre nos transmitir os ensinamentos passados pelo sensei. - VASCONCELLOS


As palavras do Sensei neste Gashuku ajudaram muito na minha atual caminhada e mostraram o quanto as pessoas podem deixar de aprender por não treinar. Há muito tempo venho lutando para atingir o awateruná nos estudos. Não se afobar mesmo quando já acredita ter experiência suficiente. A ideia de fazer várias coisas juntas é tentadora, um mal atual da civilização e pode causar vários danos na vida dos estudantes e trabalhadores.
Desde que comecei a treinar ganhei mais foco e, nos últimos treinos o Senpai Ivan conversou conosco sobre isso também. O motivo foi um "irmão de armas" ter deixado de treinar porque considerou que, no momento, seu tempo seria melhor usado em outras atividades. Foi um engano. Agora além de ele perder tempo tentando fazer diversas coisas ao mesmo tempo, perdeu também a força de vontade que ganhava com o Niten e as palavras do Sensei neste Gashuku. Manter a mente integralmente na batalha não é fácil em um mundo de distrações mas é mais difícil ainda quando se luta sem aliados para te lembrarem de seu objetivo nos momentos em que sua força vacilar.
Arigato gozaimashitá Sensei! - CALZOLARI



Retornar para últimas postagens


    topo

    Instituto Niten Belo Horizonte
    (031) 99778-9608 / (011) 99734-6497
    bh@niten.org.br