Ir para o Conteúdo
imgcentral

Mural

Murais das unidades e posts de alunos


Postagens de 2011 / Março    Retornar para todas postagens

Olá amigos!

por Silva - PE/Recife - 29-mar-2011

Recente mudei-me para Recife (Quente!).

Venho da cidade de São Paulo, e lá trabalhava na sede geral do Niten.

Em São Paulo eu tive a sorte de treinar e conviver diariamente com nosso Sensei Jorge Kishikawa, e também com os senpais (veteranos) do Niten.

Estabeleci-me aqui em Recife para ajudar no desenvolvimento dos treinos em Recife e região.

Coordenador Silva

Coordenador Silva realizando Kata

 

Senpai Ricardo Lopes no MS

por RicardoLopes - MS/Campo Grande - 29-mar-2011

No dia 26 de março o Senpai Ricardo Lopes, Coordenador Geral do Distrito Federal e do Centro-Oeste, esteve em Campo Grande para treinar com os alunos, monitores e Coordenador da Unidade.
Foram quase quatro horas de treino com muito kiai: "Os alunos estavam bastante dispostos e se dedicaram de coração ao treino"!
Foi dada ênfase na atualização das técnicas e na transmissão das mais recentes orientações e das palavras do Sensei, pois o Senpai Ricardo Lopes acaba de retornar de intensa atualização técnica em São Paulo.






Força, Campo Grande! Que esta energia cresça e se propague cada vez mais !!!

comentários   2 de 2

Breno - Campo Grande - MSArigato gozaimashita Sempai Ricardo pela visita do dia 07 de maio e pelos conhecimentos passados na aula.
Foi muito inspirador. (Continua)

Otavio - Brasília/DFHi Mina San!!
É bom ver que a energia do Sensei, através do Sempai Ricardo, esta chegando na unidade de Campo Grande!! Vamos em frente! Avançando sempre!
Gambate Campo Grande!!
Sayonara, (Continua)

São Paulo em Santos

por Bispo - SP/Santos - 25-mar-2011

No dia 26 de fevereiro, houve uma descida para Santos, por parte de alunos de São Paulo, Campinas e Belo Horizonte. O treino teve aspecto intenso e energético. Todos os alunos tiveram grandes conquistas. Após o treino, nada como uma confraternização na praia.

E a próxima ida já está organizada e batendo em nossa porta!




Danilo en Buenos Aires/Seminario de Iai

por Joel - AR/Buenos Aires REC - 22-mar-2011

Danilo Pedroso de Campinas ,San Pablo-Brasil,
vino a realizar un seminario de Iai en Buenos Aires -Argentina

Niten Ichi Ryu con Danilo

Después del Seminario de Iai,
Danilo ayudó a perfeccionar
a los alumnos argentinos el Niten Ichi Ryu.



Al final todos los alumnos pudieron cruzar sus espadas con Danilo
y con mucha alegría terminamos la jornada.

Tags: Visita,

Bendición Del Dojo para 2011

por Joel - AR/Buenos Aires - 22-mar-2011

Bendición 2011
19 de Marzo/Sábado,
Aoki Sensei estubo en el Dojo Recoleta
para realizar la Bendición 2011...

Exercitar a Compaixão - Vamos Ajudar as Vítimas das Chuvas

por Niten Paraná - Social - 18-mar-2011

Faz parte do treino no Niten exercitar as Virtudes Samurais. Todas são importantes mas, nos últimos tempos, em que tragédias têm-se seguido umas às outras, a Compaixão é uma das virtudes mais solicitadas!

A última nos tocou profundamente: o Terremoto e Tsunami no Japão motivou numerosas mensagens de alunos e amigos do Niten ao Sensei, todos colocando-se à disposição para ajudar as vítimas de alguma forma.
Tais iniciativas são elogiáveis, porém, não existe qualquer possibilidade de sermos úteis ao povo japonês, pois o Japão não tem carência de recursos, e sim sua infra-estrutura destruída. Resta-nos, então, orar por eles e confiar no Bushido como força motriz da Reconstrução do Japão: Gambatê Nihon!

Nem por isso, todavia, ficaremos impossibilitados de exercer a Compaixão!

A Unidade Paraná está mobilizada para ajudar as vítimas das enchentes naquele estado, a exemplo do que foi feito pelos cariocas nas Unidades do Niten no RJ. O trabalho de reconstrução e doações para as vítimas das enchentes continua.

Assim, convocamos o Niten Paraná para contribuir com doações para os desabrigados pelas chuvas. Serão arrecadados cobertores, colchonetes, roupas e, principalmente, água mineral. As doações podem ser feitas em supermercados da rede Big e Mercadorama, pontos de coleta do Provopar, postos do Corpo de Bombeiros e Fundação da Ação Social (Rua Eduardo Sprada, 4.520, Campo Comprido).

O Niten Paraná conta com a ajuda do maior número de pessoas nessa missão!

Vamos orar pelo Japão, e nos concentrar nos problemas que estamos enfrentando aqui no Brasil, Mina San.

Essa pequena ação da nossa parte pode fazer a diferença. Vamos sacar a "espada que dá a vida!"

Tags: Social,

Relato Fonseca

por Fonseca - MG/Belo Horizonte - 18-mar-2011

No mês de fevereiro/2011, tive a oportunidade de participar de um Shugyo junto ao Niten em São Paulo. Em que pese fosse a segunda vez que seguia para o treinamento, não me iludi em acreditar que a experiência seria previsível: somos outros e diferentes, eu e o Niten, em relação ao Shugyo realizado em junho/2009.

Assim como da primeira vez, acredito que um ciclo se encerrava para mim no Dojo e um novo se iniciava, sendo o treinamento intensivo a forma encontrada para marcar esse acontecimento. O espírito era o mesmo daquele que inspirou a fênix mitológica: despir-se do que já é velho e desgastado para permitir a renovação, o nascimento do novo.

A experiência, logo de início, já apresentou uma diferença crucial. Enquanto da primeira vez permaneci como único Shugyo da ADM, desta vez compatilhei os treinos com outros colegas. Aprendi sobre a força e importância dessa união, como corolário da Compaixão que deve nortear a vida do Samurai, pelo que sou grato a todos os envolvidos.

Também fui desafiado com o desconhecido. Seja nas missões externas, em lugares nunca visitados da cidade, seja nas internas, envolvendo trabalhos com os quais não tinha experiência (notoriamente a carpintaria), a insegurança de lidar com o desconhecido esteve por diversas vezes presente. Sair da esfera de conforto e expandir os horizontes são conceitos chaves para permitir a renovação, e o sucesso nessas empreitadas era acompanhado de um sentimento de realização pessoal sem igual.

Os treinos diários testavam os limites do corpo e a energia. O Bogu sequer tinha tempo para secar. Mais do que isso, entretanto, os limites do espírito eram muito mais graves e difíceis de superar. As frustrações, a incapacidade de alcançar os objetivos, o sentimento de impotência, todos se acumularam para me derrubar e quase tiveram sucesso. Felizmente, através das lições dos Senpais, consegui recuperar o foco e começar a compreender o que se esperava de mim, deixando o que era inútil de lado.

Por fim, a convivência com todos, os treinamentos com o Sensei, a culinária do Senpai Fugita, as cobranças do Senpai Wenzel, a energia dos Senpais Gilberto, Adeval e Silva, o companheirismo do Senpai Brandolin, todos trouxeram lições e lembranças queridas que já contribuem para trilhar o Caminho. Ao me despedir, entretanto, vieram as palavras do Sensei que mais me marcaram: eu não era um convidado na casa do Niten, o Niten já é a minha casa.

Domo Arigato Gozaimashita Sensei, por fazer no Niten o meu segundo lar

Fonseca - unidade Belo Horizonte

comentários   1 de 1

Santos - GoiâniaKonnichiwa, senpai Fonseca! Domo arigato gozaimashita pelas palavras! Foi uma honra tê-lo conhecido e recebido algumas orientações suas no primeiro dia do meu primeiro shugyo, que sinto que também me renovou como uma fênix. Agora ao ler este seu relato, l (Continua)

Lição de Paciência e Educação dada pelas Vítimas no Japão

por Niten - Internacional - 15-mar-2011

Reportagem publicada no jornal O Globo (ver link da matéria), no caderno Mundo, em 15/03/2011 às 00h37m., enviada a nós por um aluno.



Por: Cláudia Sarmento

SENDAI, Japão - Num abrigo improvisado tomado por famílias japonesas com crianças pequenas, todos vivendo o que consideram ser os momentos mais difíceis de suas vidas, a mãe de duas meninas faz uma reverência para a jornalista estrangeira que a aborda e responde gentilmente: "Sim, posso dar entrevista. Muito prazer em conhecê-la". A moça conta sua história - seu prédio está ameaçado de desabamento, e ela não pode voltar - com um semblante cansado, mas de um jeito contido. Está sem perspectivas, mas não pede ajuda de quem ainda tem água, comida e combustível - três itens que valem ouro no nordeste do Japão - nem diz palavras que possam soar como um protesto contra as autoridades ou um lamento contra seu destino. Os japoneses estão sofrendo muito, a situação é dramática em algumas áreas, mas é impressionante a maneira ordeira como se comportam no pior dos momentos.

Em dois dias, o GLOBO percorreu 1.200 quilômetros de carro pelo interior do país, saindo de Tóquio em direção a Sendai. Filas em postos de gasolina, supermercados e lojas de conveniência são agora a principal paisagem da província de Miyagi, que contabiliza o maior número de mortos. Mas são exatamente isso: filas, e não tumultos. É uma sociedade acostumada a seguir regras, mesmo quando o que mais temem - imprevistos - acontece. Há engarrafamentos em alguns pontos das estradas, mas tentar escapar pelo acostamento, por exemplo, é uma cena impensável.

Gente que já não tem para onde voltar espera nos abrigos improvisados as próximas ordens - em silêncio. Alguns compartilham suas experiências, mas nada tem a marca do exagero. Falam baixo e pausadamente, sem atropelos. É uma das muitas regras do rígido e organizado país que, não se pode esquecer, é um arquipélago: o coletivo é mais importante do que o individual, e não se destacar - ser igual - é uma virtude. É uma filosofia que custa caro para quem quer exatamente o oposto - ser diferente - mas em momentos como este, de tragédia nacional, o resultado é exemplar.

Depois de conversar com a mãe das meninas, uma faxineira que ajudara a salvar os vizinhos de seu apartamento, arrombando uma porta de emergência que travara após o terremoto, a equipe de reportagem do GLOBO deixa o abrigo e tenta avançar em direção ao litoral. No meio do caminho, um problema é constatado: a carteira com cartões de crédito e mais de US$ 700 ficara para trás, num momento de desatenção. Os japoneses gostam de receber o cartão de visita das pessoas com quem falam e, na pressa para vasculhar a bolsa em busca dessa identificação, provavelmente a carteira caíra. A primeira reação de uma brasileira é dizer que nem adiantava voltar, era melhor cancelar os cartões e dar o dinheiro como perdido. O japonês que dirigia o carro do GLOBO, o fotógrafo Suzuki Kantaro, se espantou e avisou:

- Vamos voltar e a carteira estará lá. Não existe outra possibilidade.

Voltamos. E a carteira estava lá. Havia sido achada e entregue, intacta, para os funcionários da escola transformada em abrigo, um lugar onde as pessoas já não têm quase nada, mas davam mais uma tremenda lição de dignidade e correção.



Tags: Japao,
comentários   3 de 3

Antonio Carlos T Lima - Uma única palavra para resumir a história da carteira perdida:
BUSHIDO. (Continua)

Pinheiro - ManausRealmente e uma educação e costume muito diferente do ocidental, quem sabe um dia seremos assim, torço para caminharmos para esse sentido do Caminho, pessoas corretas existem, poucas mas existem.

(Continua)

Midori - yamanashiTomara que essas noticias sirvam para abrir os olhos do pessoal! (Continua)

Samurais também bebem chá!

por Pinheiro - AM/Manaus - 15-mar-2011

Nesta quarta, dia 23 de fevereiro, sempai Madeira e sempai Takeshi nos proporcionaram um pouco da cultura japonesa organizando uma Cerimônia do Chá na Nippaku, a primeira de uma serie de futuros eventos. Fomos muito bem recebidos pela Sensei que preparava o chá, sendo assim a anfitriã da cerimônia, sua ajudante e as outras pessoas que ajudaram na organização...
(...)


Continua (post completo)

Tags: Tradicional, Evento, ArteCultura,

Intensivo de Carnaval

por Silvana-bsb - DF/Brasilia - 10-mar-2011

Durante 4 horas de treino, os alunos do DF encheram o Ginásio do Cruzeiro com muita energia e kiai!



 



 





Teve Jo, Iai, Ken, Jitte, Kir jovem e combates! Esse "feriado" foi inesquecível!

Resultados do torneio "Grito de Carnaval DF 2011"

Kenjutsu 0 kyu - Sem bogu
1º- Jackson
2º- Laís
3º- Valberto/Ariel

Kenjutsu 0 - 7º kyu
1º- Simas
2º- Santos
3º- Varella

Kenjutsukyu
1º- Derek
2º- Simas
3º- Erik

Kenjutsu 5º- 4º kyu
1º- Carlos
2º- Patrick
3º- Bhering/Otávio

Veja mais fotos na Galeria!  (clique aqui)

comentários   4 de 4

Camila - BrasíliaPodemos sentir que a unidade está forte quando notamos a quantidade de alunos dispostos a treinar em um sábado de carnaval pela manhã, chegando cedo para arrumar e limpar o dojo, e saindo tarde, exaustos mas com sorrisos de satisfação. Como diriam alguns (Continua)

Luiz Otávio Rodrigues - Brasília-DFKonbanwa mina san!
O evento foi muito bom!! A Familia NITEN de Brasília ta cada vez melhor!! Domo arigato Sempai Ricardo, Sempai Patrick, Sempai Khun e Sempai Silvana!
Sayonara! (Continua)

Furtado - TaguatingaKonbanwa.
O evento foi fantástico e acho que quebrou todas as expectativas. Foi intenso na medida para saber se eu ia passar o carnaval pulando ou discançando.

Domo arigato gozaimashita Senpai Ricardo, Senpai Patrick, Senpai Silvana e todos que ajuda (Continua)

Bhering - BrasíliaKonnitiwa
Foi um sábado muito diferente.
Muita energia! Muita vontade! Muito esforço! Muito compensador para o espírito! Os alunos do Niten estão de parabéns pelo treino! Foi de tudo um tanto: Niten Shiryu. Kenjutsu, Jitte, Iajutsu, Jojutsu....
Domo A (Continua)



Retornar para últimas postagens


    topo

    (+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
    (+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h