Ir para o Conteúdo
imgcentral

7° Torneio Brasileiro Individual de Kobudo

São Paulo recebe Samurais de todo Brasil


Dias 7 e 8 de junho Samurais de todas as regiões do Brasil e também da Argentina participaram do 7º Torneio Individual de Kobudô (TBIK).

Os 200 participantes competiram em 17 categorias das modalidades que compões o Kobudo, as tradições guerreiras dos Samurais.

"As competições foram marcadas pelo alto nível técnico e as disputas foram muito acirradas" - Declarou o Sensei Jorge Kishikawa, presidente da Confederação Brasileira de Kobudo e fundador do Instituto Niten.

No Kenjutsu, as categorias mais altas foram marcadas por embates cheios de estratégias e espírito de lut
A vitória do feminino ficou com Monitora Lívia Paulinelli, de Belo Horizonte.

A vitória na categoria máxima do Iaijutsu ficou com São Paulo, com o aluno Anjoletto, da Unidade Faria Lima, que disputou a final com o monitor Kimura, também de São Paulo.

No Jojutsu a dupla da Unidade Ana Rosa, Fugita e Bispo venceu a categoria mais alta, em um embate muito acirrado com a dupla de Curitiba, sempai Akira Nishisaka e Francisco Simões.

Mas a grande surpresa ficou para o domingo, com a categoria Kobudo sendo disputada no parque Villa Lobos dentro do evento O Grito do Samurai.

O grito do Samurai



O evento que agitou São Paulo no domingo, com cavalos, armaduras samurais e um grito de guerra em homenagem ao centenário da imigração japonesa foi o palco das ultimas emoções do 7º TBIK. Foi no gramado do párque Villa Lobos que os samurais disputaram a categoria Kobudo, uma das mais aguardadas, nas quais os participantes escolhem a arma que vão utilizar, dentre espada longa, espada curta, duas espadas e naginata.

A vitória ficou com o monitor da Unidade Buenos Aires, o argentino Basilio Parachin.

"Na verdade foi uma surpresa para mim. Lutar na grama, ainda mais contra Naginata, foi muito difícil. Foi uma experiencia muito forte, nunca vou esquecer este dia" - Declarou Basílio

Taça Kobudô



A taça Kobudô, passada ao competidor com a maior pontuação geral do torneio, neste ano ficou com dois atletas: A mineira Livia Paulinelli e o paulistano Paulo Bispo.

A taça ficará metade do ano em Belo Horizonte e metade em São Paulo, até o ano que vem, quando novamente samurais de todo o Brasil irão disputá-la.

Próxima parada: Rio de Janeiro



O próximo torneio, que será a competição por equipes, acontecerá em outubro, no Rio de Janeiro. Novamente são esperados competidores de todas as regiões do Brasil, e dos outros países onde o Niten está presente.


topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-8h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h