Ir para o Conteúdo
imgcentral

Mural

Murais das unidades e posts de alunos


Relatos - Gashuku no Templo - Kendo x Kenjutsu

por Café com Sensei - Niten - 08-set-2015


"No vídeo do kenjutsu versus kendo, vi como a variedade de kamaes, de armas e katas do kenjutsu fazem uma grande diferença no combate, e que permitem que o combate se aproxime o máximo possível do combate real. Foi triste ver o Caminho do guerreiro ser reduzido a uma busca por títulos e medalhas, como demonstrado pelo professor de kendo no vídeo." - Vasconcelos (Unidade Juiz de Fora)


"O audio visual Kenjutsu x Kendo foi algo bem interessante de se ver. Infelizmente, os professores de Kendo não tiveram compaixão com seus alunos, pois eles vieram com a promessa de técnicas novas para confrontar e voltaram se sentindo enganados, além do mais, vários golpes foram anulados e não contados naqueles Shiais. Com toda certeza o resultado seria diferente se fosse hoje, naquela época, até mesmo o 4° dan de Kendo que lutou, a comparação de técnicas e Kiai, pelo o que pude perceber e conversar com outros Senpais, era de um 3° Kyu." - Erick (Unidade Santos)

"O vídeo do kenjutsu x kendo trouxe a prova definitiva da eficiência das técnicas que estudamos no Niten. Ficou claro que numa situação real de combate, onde o guerreiro fique livre das restrições que um esporte impõem, a versatilidade dos golpes e posturas que treinamos é infinitamente superior, ou seja, não treinamos um esporte que objetiva simplesmente marcar pontos.Treinamos técnicas de combate para permanecermos vivos a cada golpe." - Rocha (Unidade Ponta Grossa)

"Percebi ,claramente, que os praticantes de kendo ficaram muito confusos e tensos, ao se depararem com posições e golpes que eles não conheciam, e na minha opinião, teria sido uma experiência completamente edificadora para eles, pelo fato de verem e sentirem, o que talvez mais se assemelhasse com os combates dos samurais, mas acho que o sensei deles, estava mais preocupado no resultado individual de cada combate do que como o todo, além do que, acredito que estava se portando com uma certa arrogância e quis mostrar que as técnicas das duas espadas não valiam além de claramente perceber o despreparo para arbitrar corretamente os combates.- " Moron (Unidade Ana Rosa)

"Sobre o vídeo Kenjutsu vs Kendo tentei ser imparcial, minha mãe sempre me ensinou a ouvir os 2 lados, mas fico do lado do Niten por causa da postura competitiva inadequada para uma data festiva que a comitiva japonesa apresentou e sinto até pena dos alunos japoneses que viajaram, sem ter muito dinheiro, para o outro lado do mundo para passar por aquilo. No fim a visita acabou sendo desagradável.
 Sobre os combates, tive a impressão que para que os juízes dessem algum ponto para o Niten os nossos Senpai acabavam a luta lutando de um jeito parecido com o do Kendo porque não havia outra forma de ganhar um ponto, se os árbitros não estivessem atrapalhando a luta, teríamos feito muito mais ippons e terminaríamos com uma vitória esmagadora. No momento em que o arbitro parou a luta para corrigir o taiatari ou o tsubazeriai tive a impressão que foi porque por um momento a shinai do kendoka entrou em contato com o pescoço do Senpai sem que ele cortasse o contato com nenhuma de suas shinais. Isso é uma tentativa minha de tentar entender o que passava pela cabeça daquele arbitro. "
 - Kiryu (Unidade Campinas)

"Tive oportunidade de participar em Brasília dos combates na ocasião, quando percebi uma energia diferente, não parecia uma situação "natural" de se receber visitantes, bem como testemunhei alguns fatos inusitados. Confesso que, tanto à época como hoje, ao relembrar, fico realmente feliz por estar no Niten e, a despeito do respeito que se deve cultivar por outras escolas e orientações, é difícil não adotar, como brasileiro, uma postura um tanto crítica (mesmo que internamente) a determinadas atitudes que presenciei e ter questionamentos severos sobre princípios que estariam norteando outras escolas. " - Kuhn (Unidade Brasilia)


"E finalmente sobre o vídeo Kendo x Kenjutsu, eu já havia escutado uma vez o Senpai Kenzo falar sobre esse dia, e vendo o vídeo eu ia ficando incomodada com a atitude dos japoneses, eles faltavam com respeito e bom senso, mas os Senpais continuaram dando seu melhor e o Sensei Jorge Kishikawa também não interferia, e eu me perguntava :
-Porque?!
Não precisei questionar muito, ao fim do audiovisual, vi como é importante valorizar a arte e não a vitória, e infelizmente o que o Sensei dos universitários valorizava era somente a vitória daquele dia, sem se importar com seus alunos ou com a arte marcial.¨- Natalya (Unidade Belo Horizonte)
"Começamos a assistir aos shiais e passamos por momentos pouco frustrantes e um pouco cômicos em relação a arbitragem que com certeza não estava apropriada para poder apitar a uma luta de kenjutsu, mas mesmo assim Sensei nos mostra que estamos no caminho certo: recuperar as técnicas antigas para poder vencer e assim caminhar a passos largos para frente. "
- Simas (Unidade Brasilia)


"Quanto aos duelos, foi com orgulho ver nossos senpais lutando ferozmente e com respeito contra seus adversários, mantendo os princípios do Niten mesmo quando a arbitragem parecia não fazer seu trabalho. Fica um exemplo de humildade a todo os samurais do Niten." - Almeida (Unidade Sao Jose dos Campos)

"Foi interessante ver os contra pontos dos dois lados e ver como era um shiai de alguns anos atrás; apesar do Niten ter acertado a maior parte dos Ippon, a visão do Kendo desconsiderou muitos deles. Na ansiedade de acertar o adversário, não era feita a técnica correta, assim como acontece em momentos conosco. Por isso eu reafirmei minha vontade de aprender o Bushido vindo de suas origens, e não o esporte kendo."- Tiemi (Unidade Curitiba)






Retornar para últimas postagens


    topo

    (+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
    (+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h