TREINAR
KENJUTSU
EM CASA
Todos os treinos presenciais do Instituto Niten estão suspensos em virtude do Covid-19.
Mas para distribuir a chama da Espada criamos a página "KENJUTSU EM CASA PARA TODOS".
Nela todos podem encontrar material para treinar em casa e trechos dos Momentos de Ouro do Sensei Jorge Kishikawa.
Vamos manter a energia do Corpo, Mente e Espírito em movimento!
Mural Niten Ir para o Conteúdo
imgcentral

Mural

Murais das unidades e posts de alunos


Kangeiko Nova Friburgo 2016

por NitenRio - RJ/Rio de Janeiro - 24-ago-2016


Chegada ao Ginásio Kinderdorf em Nova Friburgo. Treinamento de Iaijutsu



Kenjutsu combate







Após o treino, marcha de 5km subindo a montanha até o Refúgio Kinderdorf. Já no escuro a caminhada debaixo de um céu estrelada e a Via Láctea pintada sobre nós. Chegando no refúgio nos esperava um festival de sopas!


Chopp Barão Bier


Confraternização...


...com a pizza no forno de lenha.





Cooper antes do sol nascer





Parada para ver o sol nascendo por detrás das montanhas. Natureza exuberante.


Treino Matinal



Bogu wo tsuke!


Combate na grama





O vale com a névoa matinal


Iniciando a subida ao pico da Cabeça do Dragão


Os verdes


Passando por diversas paisagens e vegetações


Eremita encontrado no caminho






Samambaias


Vista do alto da montanha!


A conquista do pico da Cabeça do Dragão, 2080 metros acima do nível do mar


Foto oficial com a bandeira de Nova Friburgo, a unidade anfitriã que organizou todo o evento. Ao centro Coordenador Mainenti ao lado de Paiva e Wenzel e Moreira

comentários  

Portugal - Nova Friburgo - nova friburgoO vento leva
as folhas e a poeira
Voam as lágrimas.

Assim vi o nosso treino.
Ouvir o kiai do vento se aproximando e nos intimidando, fazendo com que nos fortalecesse para os desafios que iriamos enfrentar. Muitos ventos, suor e superação na caminha para a Cabeça do Dragão, muitos risos e compartilhamento de experiências. Domo Arigatou Gozaimassu todos os Senpais e colegas de espadas presentes no Kangeiko.

Sayonara,
Portugal

Mainenti - Nova FriburgoA Montanha nos saudou com um belo luar alaranjado.
Com um véu de névoa guardou seus segredos.
- Muito Caminho ainda a percorrer jovem soldado.

Xavier - Rio de JaneiroSobre o monstro.
Ali entre os fortes.
Fui forte também.

Moreira - Nova FriburgoSuperação... garra...harmonia...convivência... acredito terem sido essas as palavras que expressaram esse ultimo fim de semana com o Senpai aqui em nossa cidade. Ficamos muito gratos, felizes e orgulhosos por ter corrido tudo bem e pelo Senpai já querer reservar as datas para o próximo evento. Isso nos inspira cada vez mais para tocar nossa unidade.
Domo arigato gozaimashita Senpai. Pelo carinho e energia com que estimula nossa unidade.
Sayounara
Moreira

Vaz - TijucaSubir a montanha foi um portal.
Conquistamos o Dragão!

Monedeira - Duque de Caxias`Carregar as baterias. Caminhando sobre as montanhas.
E certeza de que há muito lá fora para se viver
Sem tempo a perder.`

Tudo foi muito bom, gostei muito da aventura de peregrinar,
chegar ao Dojo, e conviver. As atividades foram revigorantes.

O meu escudeiro ficou muito satisfeito, na volta pra casa disse que se puder ele irá em todos!
Domo Arigato Gozaimashita

Paiva - Nova FriburgoOuvi recentemente o lema dos Jogos Olímpicos Citius, Altius, Fortius, que significa `mais rápido, mais alto, mais forte`. Este lema motiva os atletas e de certa forma se fez presente neste Kangueiko realizado no último fim de semana das Olimpíadas Rio 2016. Busquei me tornar mais rápidos nos treinos, keikos e nas tarefas; fui mais alto alcançando o cume do Pico da Cabeça do Dragão a 2080 metros de altitude e certamente elevei meu espírito a uma altitude muito maior do que a do cume; treinei duro e caminhei quilômetros para me tornar mais forte. Em tudo busquei praticar com afinco os ensinamentos do Sensei, repassados dedicadamente pelos Senpais. Kokoro Gamae Mi Gamae! E ainda fui tocado pelo kiai dos ventos e pela grandeza da natureza do entorno, deixei a montanha com o espírito e o corpo fortalecidos para continuar no Caminho.
Arigato Gozaimashita Sensei
Arigato Gozaimashita Senpai Wenzel e demais Senpais
Sayounará
Paiva (Sergio) - Unidade de Nova Friburgo

Caran - Vitória-ES`Limites da montanha
Respeito, cautela
Vitória`

Arigato gozaimashita a todos os colegas. Foi um momento inesquecível.

Bettencourt - TijucaAo contemplar o Natureza o e vasto horizonte percebo o quão pequenos somos e o quão sem importância são meus problemas.
Se um treino puxado já renova o ânimo. O Kangeiko sobre as montanhas revigora até a alma.

Diaz - Vitória-ESCom quase 4 meses de prática, eu tive a oportunidade de participar do primeiro evento da associação Niten. Principalmente destacar o sucesso do lugar escolhido para esta primeira experiência; e a continuação observo no nível subjetivo nestas considerações:


1. Em primeiro lugar foi interessante conhecer e praticar com outro pessoal, além de ter conversas pessoais, alguns muito interessados em meu país, coisa que curti muito. E ai deu para falar um nível mais próximo com alguns colegas.

2 Importante conhecer outros Senpais e coordenadores, cada um tem sua própria maneira de ser e ensinar o seu próprio reflexo do Budo, embora eu sou novo, eu tento não falar muito, e eu estou começando a descobrir este caminho.

3. Na prática, o primeiro dia eu não me sinto muito seguro, por entanto tudo parecia muito rápido, e tinha muitas complicações colocar-me o Bōgu percebi que não vai ajudar ser sempre os senpais de Vitoria ir em meu socorro, mas eles são sempre muito simpáticos e eles estão me aguardando, tenho que me concentrar para lembrar o básico, como me colocar bem a armadura, para não machucar e atrapalhar a prática de outros, também é muito importante ter os seus próprios elementos, espero alcançar isto com a continuidade.

4. O segundo dia eu me senti mais seguro e dá-me mais para a luta. A luta serviu para tencionar-me mais e assistir a luta, quero enfatizar a bondade e compreensão de todos os adversários.

5. Na caminhada eu tinha muitos pensamentos sobre dando-me a praticar, fui informado de que outro colombiano praticada em São Paulo, este interessado mim e pensei muito se um dia nós o levamos KENJUTSU para a Colômbia, por outro lado, eu também pensei que eu deveria estar aqui no presente, atento ao que acontece agora maneira, eu não sei o que o futuro reserva. A única coisa importante, como a estrada de montanha em direção a cabeça do dragão, é estar ciente, no presente, sabendo onde pisar, respirar, relaxar e ser leve, mas certamente não deixar de observar o horizonte.

Bom, estes são alguns dos meus pensamentos, muito obrigado a Vitória Niten e Senpai Arthur e Karan, pelo transporte e bondade, espero não ter dado muito trabalho. Gratidão

Há continuar e aprender.

Obrigado.

Martins - Rio de JaneiroNeste domingo, dia 21/ago subi a montanha Cabeça de Dragão no parque estadual Três Picos em Nova Friburgo junto com os meus irmãos guerreiros do Niten. A subida durou 2,5 hrs e enfrentamos todo tipo de tempo: sol, nuvens, garoa, chuva. Durante todo o percurso nos acompanhou o vento, muito forte, intenso, presente no som incessante do balanço das árvores, uma verdadeira orquestra sinfônica da natureza.
Meu sentimento ao longo da subida era principalmente de gratidão por ter todos os sentidos perfeitos para testemunhar lugar tão privilegiado. A natureza é mesmo espetacular; basta um pouco de atenção para se deixar surpreender por uma beleza simples e encantadora, que escapa facilmente a um viver desatento.
E foi graças a esta atenção, a este foco no momento presente, que a experiência de subir a montanha foi tão reveladora. A consciência da dor nos músculos das pernas, do frio nas mãos, do incômodo nos pés, do fôlego vacilante só tornava a experiência da vista de cima da montanha, das diferentes fragrâncias da floresta, do som do balanço das araucárias, do sabor dos alimentos na mochila da escalada, dos goles de água a cada nova parada uma equação de saldo extremamente positivo. Todo sacrifício estava valendo a pena!
E por saber o que nos aguardava lá no alto, a vista imponente da Cabeça de Dragão, as condições adversas no último trecho da subida - um vento extremamente forte, uma chuva fina fria, neblina intensa - não nos impediram de realizar nosso objetivo inicial.
Não tivemos o privilégio da vista do alto de pouco mais de 2.000 metros de altitude (em relação ao nível do mar), mas a realização da conquista, do desafio superado será a recordação mais forte gravada em nossas mentes.
Talvez essa seja a lição de que tão importante quanto o que nos aguarda na chegada é a experiência da jornada.
Arigatô gozaimashitá, Senpai Wenzel, pela sua liderança no caminho! Arigatô gozaimashitá ao Senpai Mainenti, Moreira e Paiva por um Kangeiko tão bem planejado!
Sayounará,
Martins



Retornar para últimas postagens


    topo

    +55 11 94294-8956
    contato@niten.org.br