Ir para o Conteúdo
imgcentral

Mural

Murais das unidades e posts de alunos


Apresentação Kill Bill

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 21-dez-2003

Na Festa do Filme KILL BILL, ao som de Tarantino, no 00zerozero, Gávea, IAIJUTSU e KENJUTSU para embalar o twist e o soul !

 

 

 

3º Torneio Carioca - 3 anos Unidade Rio

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 22-nov-2003

Fotos do Torneio por equipes de KENJUTSU, IAIJUTSU e JOJUTSU realizado no Rio de Janeiro dia 22 de novembro de 2003, em comemoração aos 3 anos da Unidade Riode Janeiro!



KENJUTSU EQUIPES
1º MORI NO SEI
Espírito da Floresta
Sardinha (capitão) - Laura (vice-capitã)
Kazuo - Rodrigo(JF) - Braga
2º DALTÔNICOS

Silva (capitão) - Suzana (vice-capitã)
Menezes - Marton - Gabriel
3º SENTA A PUA!

Ormond (capitão) - Carol (vice-capitã)
Dumont - Abe - Lucas
3º 5 ELEMeNTOS

Vinícius (capitão) - Thaís/Roberta (vice-capitã)
Noronha - Monteiro - Álvaro

JOJUTSU

1º Paolo - Suzana
2º Felizardo - Senos
3º Kenzo - Thaís
3º Bittencourt - Walzedeck

IAIJUTSU

1º Dumont (capitão) - Kenzo - Renault
2º Luis Eduardo(capitão) - Assalin(SP) - Gabriel
3º Silva (capitão) - Lauro - Brum
3º Noronha (capitão) - Bittencourt - Felizardo

KENJUTSU GRADUADOS

1º Renault
2º Allan
3º Felizardo
3º Célio


Relato de Edson Cabral

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 18-out-2003

"Konichiwa mina-san!!"

Neste último sábado dia 18 pude ter o prazer de treinar na unidade do Rio de Janeiro, eu Edson Cabral, aluno da unidade de Juiz de Fora, Sempai Rodrigo Gonçalvez, treino nesta unidade já fazem 6 meses, desde o início quando Marcelo Kneip era o monitor mais graduado de nossa unidade, sempre ouvia falar da unidade do Rio de Janeiro como referência, do seu kiai, sempre citada pelo Sensei Jorge Kishikawa.

Meu interesse pelo Niten começou muito antes do que quando comecei minhas aulas em Juiz de Fora, me lembro quando o Sempai Marcelo Kneip me recebeu em meados de Janeiro, tinha lhe enviado alguns e-mails e ele me convidou p/ assistir a uma aula. Sem demoras agendei uma data e arrumei minha mala, sem querer, estava prestes a fazer parte desta família, Niten. Fui muito bem recebido, a aula me fascinou e decidi que daquele dia em diante iria seguir o Caminho.

Pedi alguns meses para me planejar, além do mais Caratinga-MG fica bem longe de Juiz de Fora, cerca de 366km, também visitei a unidade de Belo Horizonte perto da páscoa pelo que lembro, Sempai Tamietti e todos da unidade me receberam muito bem na aula no Parque das Mangabeiras, onde pude sentir de perto como é fazer parte desta família principalmente quando o Sempai Tamietti me convidou p/ a cerimônia do chá após a aula. Espero pelo dia que reencontrarmos.

Assim sendo, estava totalmente decidido a começar a praticar. Depois de alguns meses tive meu primeiro contato com alunos do Rio de Janeiro, no kangueiko em Petrópolis-RJ, onde fiz bons amigos, e tb pude conhecer o Sempai Wenzel Bohm, com o qual aprendi muito. Treinamos muito, e apesar da distância, creio absolutamente que valeu muito a pena. Após o kangueiko, senti que a unidade de Juiz de Fora ficou mais unida, e houve um forte ligamento com a unidade do Rio de Janeiro, como se ela estivesse nos adotado, assim, uma vez e outra surgia cada vez mais gente do Rio de Janeiro nos instruindo em Juiz de Fora.

Os meses se passaram, e decidi ir a unidade do Rio de Janeiro. Suzana Elek uma grande amiga, me recebeu logo cedo na rodoviária e daí fomos ao Parque Lage, titulado como lugar secreto dos treinos de torneio da unidade do Rio de Janeiro, lá treinamos JO, foram momentos inesquecíveis. Depois de almoçarmos em Ipanema, fui na unidade de Ipanema, vislumbrei por alguns instantes tal concentração do IAI, pena ter tido q sair logo, pois não podíamos perder tempo, as aulas já iriam começar na unidade Botafogo. Apesar do físico estar cansado, minha mente estava determinada, demorei um pouco, mas finalmente o físico respondeu. Aprendi muito em Botafogo e pude também rever alguns amigos. Mas não acabou por aí, tinha que pegar um ônibus para Juiz de Fora ainda, domingo tinha que colocar a prova novamente a minha determinação...

Arigato Gozaimashita
Sempai Wenzel Bohm
Sensei Jorge Kishikawa

Sayonara
Edson Cabral
"
(mora em Caratinga-MG, treina todo Domingo na Unidade Juiz de Fora)


Edson Cabral: "Exemplo de determinação a seguir, Bushi Henry Smalls"

Encontro com os pais

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 20-set-2003

No encontro os alunos e monitores organizaram apresentações de KENJUTSU, JOJUTSU e IAIJUTSU e explanação sobre o treino e o aprendizado desenvolvido no grupo. O Coordenador Wenzel Bohm também comentou sobre possibildiades de aplicação de estratégia e outros aprendizados da espada samurai no dia-a-dia dos alunos e pais. Além de outras apresentações sobre diversos temas conduzidas pelos alunos.

Os pais também aprenderam os movimentos básicos do IAI, JO e KENJUTSU com os filhos e amigos, realizaram o primeiro KATA das modalidades e para os mais empolgados experimentaram o BOGU e cruzaram espadas!

Entendendo as palavras do Sensei.
por Célio Barcelos

O evento do dia os pais no Rio de Janeiro sábado dia 20/09/2003 para os alheios aos detalhes importantes, assim como eu, foi uma perfeição!! Os pais adoraram, os filhos ídem e nós monitores "simples mortais"... muito mais. (A rima é pobre mas o episódio é rico)

Mas houve um pequeno-grande gesto de misericórdia salvadora em tudo isto, que poderia ter passado em branco, não fosse a dedicação prodigiosa do Wenzel Sempai que não nos deixou escapar esta oportunidade ímpar de nos passar praticamente um verdadeiro ensinamento para quem está no Caminho. E é justamente este episódio que eu gostaria de relatar para todos:

Eu gostaria de destacar uma atitude, não de coragem, mas de consciência, de hombridade do Wenzel Sempai, que ao final do encontro com os pais (na data acima citada), soube transcender a pseudo-euforia do término do evento não apenas com um treino relâmpago para nos colocar com os pés no seu devido lugar como também nos brindar nos 15 minutos de SABEDORIA (com todas as letras maiúsculas) com a brilhante revelação de que tínhamos (até então desapercebido por nós) falhado!! Mas não parou por aí, não só percebeu que tínhamos falhado, como apontou cirurgicamente o momento da falha e, para surpresa de todos nós, assumiu para si toda a culpa.

Há um ditado que diz que a medida da grandeza de um homem não está na quantidade de louros que colhe nos seus acertos e sucessos mas no
reconhecimento de seus próprios erros. Por isso eu não lhe pedi desculpas (gomem nassai) no final de sua explanação, porque ele poderia
muito bem ter "cortado as cabeças" dos verdadeiros culpados, mas ele fez o que nos ensina o método KIR e o verdadeiro BUDO: "empunhar a espada que dá a vida".... em abundância!?!? Até então, eu não tinha entendido este último adendo do Sensei "...em abundância", como a vida, que por si só é absoluta, poderia ser abundante??? Mas agora compreendo muito bem, Ela é absoluta mas pode ser rica, ou melhor deve ser rica, rica de exemplos como este.

Domo Arigato Gozaimashita

 

"Foi um dia descontraído, mas como muitos sentimentos confortantes."
por Marcos da Paz Brum

Nossa!!! Como foi bom esse encontro, conseguir unir os Pais e seus filhos foi muito bom, pode juntar as energias de gerações.
Pude observar como os pais se sentiam felizes, já faziam não mais para seus filhos ficarem alegres, nem mesmo esse sentimento existiu,
cada um mostrava que fazer como o filhos eram tão divertido quanto difícil. Todos estavam muito felizes por conseguirem perceber o por que
de seu filhos se interessarem tanto pelo Niten. Muitos pais que vieram falar comigo, gostaram muito como a relação entre o Niten e eles, perceberam que ela era muito profunda, sentiram-se mais importantes e com vontade de treinar mais vezes ao lado de
seus filhos.

Houve o treinamento com eles de iajutsu inicialmente, sentiram todos que não podiam apenas fazer movimentos, haveria assim pra ele o primeiro enigma. O que deveria existir para que saísse um kata bonito? Depois houve alguns relatos de alunos, mostrando os benefícios
do Kenjutsu, Iajutsu e Jojutsu no dia a dia, na escola, com os pais. Também aconteceu varias demonstrações que deixaram os pais muito eufóricos. Pôde ter a oportunidade de fazer katas com seus filhos e assim sentir a energia deles. Mostraram uma garra enorme, até em enfileirar-se foram mais rápidos que seus filhos, mostrando assim uma grande vontade de praticar.

Definindo, o encontro os pais puderam colocar o Bogu, treinar Men uti, logo em seguida podendo lutar. Ao final todos, empolgados, após ao treino estavam diferentes, já entendo um pouco mais do objetivo do Niten e felizes por verem que seus filhos estão no verdadeiro caminho. Foi um dia muito descontraído, mas com muitos sentimentos confortantes.

Domo Arigato Gosaimassu:
Pais Presentes
Senpai Wenzel Böhn
Sensei Jorge Kishikawa

 

"..os pais puderam sentir o Espírito de Luta do Kenjutsu..."
por Marcus Vinicius Renault

Nesse sábado dia 20 de setembro ocorreu o 1° Evento dos Pais na Unidade Rio de Janeiro. Eu achei muito interessante a idéia de trazer os pais para dentro do Dojo e fazer com que eles travassem contato com as Artes da Espada Samurai. Com essa iniciativa, os pais puderam entender um pouco mais sobre a filosofia Samurai que os filhos aprendem no Instituto Niten. Além disso os pais puderam sentir o Espírito de Luta do Kenjutsu, a paciência e a concentração do Iaijutsu e as posturas e bases do Jojutsu.

Os alunos também aproveitaram o evento para aprender mais sobre respeito e reverência aos antepassados e aos mais velhos, treinando com seus próprios pais. Acho que todos os pais perceberam esse aspecto e se sentiram muito bem treinando com os filhos.

Meu pais falaram muito bem do evento e esperam ansiosos outra oportunidade de treinar no Dojo do Rio de Janeiro.

Ariagatou gozaimashita!!!

Sayounara!!!

Encontro com os pais

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 20-set-2003

Fotos do encontro dos pais no dia 20/09/2003


Os pais treinando kenjutsu com seu filhos.


O evento foi coordenado pelo monitor da Unidade Rio e Janeiro, Wenzel Böhm


Os pais treinando Iaijutsu.


Reverência e respeito aos pais.


Reverência e respeito aos pais.


Apresentação dos alunos e de seus respectivos pais.


Charles lutando com seu pai.


O monitor Brum lutando com seu pai.


 

Primeiro treino Tijuca

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 11-jun-2003

Confira as fotos do primeiro treino na unidade tijuca, realizado em junho de 2003.

As Boladas do Niten Rio

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 09-mai-2003

Jogo de bola da Unidade no último treino do mês de Agosto.


Sobreviventes até a última bolada da pelada de agosto: futebol de DOJO!

Jornal da Globo - Estratégia no Mercado de Trabalho

por Mídia - Niten - 29-mar-2003

A arte das Espadas Samurais
2003 - Jornal da Globo




Matéria especial do Jornal da Globo enfoca como a prática do Kenjutsu e os Valores do Bushido estão mudando a vida de alunos, principalmente, como empresários estão descobrindo nos ensinamentos do Sensei e dos Antigos Samurais como fazer a diferença nas suas carreiras. A matéria foi gravada na ocasião da primeira visita de Baba Sensei ao Niten.

Kangeiko 2003 Vale das Videiras

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 23-mar-2003

Nos dias mais frios do inverno de 2003, subimos a serra de Petrópolis, para o Vale das Videiras, onde fizemos nosso KANGEIKO de 2003. Acordar às 5:00 da manhã e partir para o treinamento. Quem participou fortaleceu o espírito e no Vale das Videiras, que tem algo de Vale encantado, encontramos ainda uma surpreendente paz de espírito, no contato com a natureza e os colegas do Niten, amigos no Budo!
Arigatô Gozaimashitá em especial a Marcos Leiras, que nos mostrou o caminho das pedra


Marcos Leiras, nosso Anfitrião no Vale!


Mokussô, Sonkio, e o treino começa.


Com Dô brilhando, destacando-se no BATTLEFIELD de Kangeiko GONÇALVES, o Capitão ...!.


Em meio à Batalha campal! ...


...e seus sobreviventes.

Kokenshiai com monitor Numa os relatos dos alunos

por Niten Rio de Janeiro - RJ/Rio de Janeiro - 24-fev-2003

"Melhor do que ESTAR bem, SER bem. Melhor do que ESTAR correto, SER correto."
por M.V.Renault, 16 anos
Agradecimento ao Bushido

Depois de muitos Kihon passados pelo monitor Numa, fomos comer algo no Caneco 70. Depois de um pouco de conversa, todos chegamos a um assunto inevitavel: BUDO... Senpai Wenzel comecou a perguntar ao Numa sobre sua visao do Budo, e todos os presentes logo descobriram que por tras de seus constantes sorrisos, Numa guardava uma visao muito seria, profunda e tradicional do Budo, uma visao repleta de um denso sentimento de Vida e Morte. Numa explicou muitas coisas do pensamento japones, como por exemplo o aspecto da pontualidade ressaltando que ser pontual representa a vida e o atraso representa a morte. Numa disse tambem que mesmo no Japao os antigos valores estao sendo esquecidos, por isso ele da valor ao Sensei Jorge Kishikawa, que com o Metodo KIR e o Instituto Niten esta reacendendo estes mesmos valores aqui no Brasil. Prosseguindo a conversa, todos se viram em um momento muito forte, onde o espirito do Budo estava muito presente... Termino meu Relato com uma frase que Senpai Numa disse e que tenho certeza, marcou a todos que estavam na mesa: "Eu vivi na melhor epoca do Japao, quando os mesmos valores ensinados pelo Sensei, eram respeitados."

Melhor do que ESTAR bem, SER bem. Melhor do que ESTAR correto, SER correto.

Doumo ariagatou gozaimashita Sensei Jorge Kishikawa, Senpai Wenzel e Senpai Numa, por nos transmitir o Bushidou. Sayounara

"Como atacar alguém com tanta paz e tranquilidade interior?"
por Suzana Elek, 20anos
Reflexão sobre relaxar na luta

Foi com grande alegria que eu recebi a visita do Numa aqui no Rio.
A primeira impressão que tive foi um flash-back na minha mente pois a 1ª vez que eu vi ele treinando no Rio eu só sabia dar Men e ainda não podia colocar Bogu.Nessa época o Wenzel estava no Japão e acho que o Numa foi o 1º monitor a substituí-lo.Naquele encontro em Junho/02 o Numa havia ressaltado que no Japão, quando o aluno esta cansado , o mestre não pára de avançar jamais.
Hoje ,1º de fevereiro de 2003 , eu comecei fazendo a aula de Jo e em seguida de Kenjutsu.Como naquele encontro em junho, o Numa iria novamente lutar com todos os alunos. Dessa vez eu também iria lutar com ele.Assim que fui lutar a 1ª coisa que pude observar foi a serenidade dele ,era uma energia de muita paz e tranqüilidade interior e me ocorria a dúvida de como atacar alguém com esse estado de espírito?Uma pessoa em paz consigo mesma dificilmente seria destituída.Ou será que o que eu via nele era (também?) o que eu gostaria de ver em mim?Se eu pudesse teria terminado a luta naquele hora para poder refletir sobre esse pequeno momento mas de importante valor.Não me parecia que partir pro ataque de uma vez seria a decisão mais sábia a se tomar , a concentração dele poderia antever meus movimentos. Então tentei diminuir o campo de ação dele mas não adiantava muito ,ele me acompanhava e a distância entre as shinais permanecia igual.Ele então resolveu me atacar e eu fui defendendo até que esqueci meu Cote aberto e assim ele me venceu.Ali terminava esse momento.Mas era só o começo de mais tantas lições aprendidas no Niten.Pra mim valeu a experiência e a oportunidade de poder lutar com o Numa e ficou a expectativa de quando será o próximo encontro./enquanto isso irei aprimorar meu espírito e também minha paz interior.
Como o próprio Numa ressaltou ao final da aula , todos estavam muito tensos e deveriam relaxar ao invés de quererem derrotá-lo como se ele fosse realmente um "inimigo".

Entendendo a vida e a morte faremos as coisas com mais vontade
por Kenzo, 17anos
Aprendendo a sentir e saber sobre vida e morte

Konbanwa Niten! A visita do Senpai Numa ao Rio de Janeiro foi uma experiência ótima. Muitos alunos puderam ver pela primeira vez, uma pessoa além do Sensei que já treinou cinco anos no Japão, e receber instrções dele.
Tenho certeza, que o treino foi muito forte além do kakarigueiko quando os Senpais Numa e Wenzel nos deram uma idéia de como ele é no Japão.

Depois do treino, tive a oportunidade de ir ao Caneco 70. Lá, uma coisa que Numa-san me falou me chamaou mais a atenção. O Senpai Numa disse que, se entendermos a vida e a morte, vamos fazer as coisas com mais vontade, fazer certo, pois no Japão não existe meio certo, ou está certo ou está errado, ou você está vivo, ou não está, uma lição que acho que todos deveriamos aprender.
Domo Arigatou Gozaimashita Numa-san
Kenzo

Percebendo o espírito do Budo na figura cordial de Numa
por Ormond, 24anos
o verdadeiro BUDO

Numa-san incorpora de forma muito elucidativa o espírito do Budo. É sabido que um samurai deveria ser forte e sério sem, no entanto, perder a cordialidade e Numa-san capturou muito bem a essência disto.

No treino, Numa-san estava sempre cordial, porém sua postura e seriedade podiam ser sentidos à distância. Uma mostra impressionante de disciplina e ki que me lembrou muito dos Senseis do Shindomusoryu.

Numa-san treinou no Japão. Espero que nossos treinos, que tanto nos cansam, cheguem até ao KI dos treinos que ele conheceu lá e merecámos o fato dele em momento algum ter mostrado descaso ou se colocado como superior.

No Caneco 70, agora em um momento de descontração, Numa estava sempre aberto a falar e ouvir, sem causar tensão e sem impor sua presença. Ele até deu umas dicas de etiqueta japonesa.

Aprendi muito. Obrigado pelo respeito e pelos ensinamentos.

Arigatô gozaimasu, Numa-san.

Ormond - RJ

Últimas postagens:


topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-8h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h