Ir para o Conteúdo
imgcentral
Kaminoda Sensei e Sensei Jorge Kishikawa em Brasília

Shindo Muso Ryu

O legado de Muso Gonnosuke


O Shindo Muso ryu é o estilo mais conhecido de manejo do Jô (Jojutsu). Foi criado por volta de 1605 pelo samurai Muso Gonnosuke Katsuyoshi. Com o passar dos séculos o Shindo Muso Ryu agregou outros estilos, mantendo vivas algumas das mais raras técnicas dos samurais, se tornando um dos mais importantes e tradicionais estilos de kobudo existentes hoje.

A história do Shindo Muso Ryu está diretamente ligada ao encontro que Muso Gonnosuke teve com o famoso samurai Miyamoto Musashi.

Os samurais se encontraram na cidade de Edo (atual Tóquio) em 1605. Assim como Musashi, Gonnosuke vinha a anos fazendo Musha Shugyo, peregrinação pelo Japão em busca de aperfeiçoamento. Em seu Shugyo, Gonnosuke lutou com o pai de Musashi, Shinmem Munisai. Talvez por esta razão tenha escolhido se confrontar também com seu filho.

Existem diversos relatos que narram este duelo. Acredita-se que Miyamoto Musashi usou uma espada de madeira, enquanto Gonnosuke uma espada longa. Os detalhes do embate não são claros, mas é certo que pela primeira vez em seu Musha Shugyo, Gonnosuke conheceu a derrota.

A derrota para Musashi teve um grande impacto em Gonnosuke. Ele resolveu se isolar em um templo, onde ficou praticando, orando e meditando sobre como vencer a espada de Musashi. No 37° dia de isolamento recebeu a resposta na forma de um sonho.

Neste sonho uma criança dizia a ele “maruki wo motte, suigetsu wo shire”, ou seja, “segure um bastão arredondado e descubra o suigetsu”. Suigetsu dignifica literalmente “a lua sobre a água” e refere-se ao plexo solar, um ponto vital usado em muitas tradições marciais.

Como resultado, Gonnosuke criou o jo, um bastão de madeira cuja medida 4 shaku, dois sun e um bu (aproximadamente 1,28 m) é mantida até hoje nas armas usadas no estilo. Gonnosuke acreditou que com este bastão conseguiria vencer Musashi.

Não está claro nos registros históricos se Gonnosuke conseguiu lutar novamente com Musashi. A tradição do Shindo Muso Ryu fala sobre um segundo embate, no qual Gonnosuke teria conseguido equilibrar forças com Musashi Sensei. De acordo com o folclore deste segundo embate, os dois samurais teriam considerado como um empate, dado o resultado do duelo anterior.

Muso Gonnosuke posteriormente se tornou um vassalo do clã Kuroda. Foi lá que o Shindo Muso Ryu permaneceu até o fim da era dos Samurais. Ao longo das gerações, outros estilos de Kobudo foram sendo incluídos no Shindo Muso Ryu como Fuzoku ryuha, ou seja, artes auxiliares. Estes estilos são:

  • Kasumi Shinto Ryu Kenjutsu : O estilo de Kenjutsu que Muso Gonnosuke aprendeu em sua juventude. Foi mantido juntamente com o Shindo Muso Ryu na forma de 12 katas.
  • Ishin Ryu Kusarigamajutsu : Estilo de Kusarigama, foice com corrente, uma das mais exóticas armas dos samurais. É um dos estilos mais antigos de Budo do Japão, fundado no século XIV por um monge chamado Nen Ami Jion.
  • Ikkaku Ryu Jitejutsu: Arte do manuseio da Jitte, uma arma usada pelo força policial da época os samurais. É composta por um bastonete de metal com uma pequena haste, projetada para bloquear e prender o katana.
  • Uchida Ryu Tanjojutsu: O costume de usar bengalas foi introduzido no Japão por ocidentais no início do período Meiji (1868-1912). Uchida Ryogoro, um mestre do Shindo Muso Ryu (1837-1921) adaptou as técnicas do jo para as bengalas menores e criou o Uchida Ryu Tanjojutsu
  • Ittatsu Ryu Hojojutsu: Ensina técnicas de imobilização com cordas. Foi incluído no Shindo Muso Ryu pelo terceiro soke, Matsuzaki Gonemon. Até hoje é ensinado para as forças policiais japonesas.
O estilo chegou ao século XX pelas mãos do 25° Soke, Shimizu Takagi (1896–1978), um dos mais influentes mestres de artes marciais da era moderna. Foi Shimizu Sensei quem modelou o estilo na forma que existe hoje e o difundiu pelo Japão e posteriormente pelo Ocidente. O renome de Shimizu Sensei era tamanho que foi chamado como "O homem que dominou o mundo com o bastão".

Seu principal discípulo e sucessor foi Kaminoda Tsunemori, um dos mais influentes e importantes mestres desta era. Kaminoda Sensei foi o mestre responsável pela Renbukan, o dojo de Shimizu Sensei e presidente da Nihon Jodokai, a principal organização no ensino do Shindo Muso Ryu no mundo. Foi por muitos anos o principal instrutor da polícia metropolitana de Tóquio. Ministrou cursos para a polícia francesa e FBI.

O Sensei Jorge Kishikawa foi discípulo de Kaminoda Sensei há muitos anos. Introduziu o Shindo Muso Ryu no Brasil através do Instituto Niten.

Instituto Niten recebeu por duas vezes uma comitiva com Kaminoda Sensei e os mais importantes mestres da Nihon Jodokai. Nos sentimos muito felizes e gratos por receber um mestre de tal importância, que passou meses em nosso país ensinando um dos mais importantes estilos de Kobudo.



Discurso - 20 Anos do Instituto Niten




Discurso de Osato Sensei - Mestre sucessor do Estilo Shindo Muso Ryu Nihon Jodo Kai, gravado para a ocasião do Ato Solene na Assembléia Legislativa em comemoração aos 20 Anos do Instituto Niten em Agosto de 2013


topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-8h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h