Ir para o Conteúdo

Mural Niten Gaúcho


A ARTE DA ESPADA EM CAXIAS DO SUL

por Niten Rio Grande do Sul - 18-jan-2009

Matéria Publicada no Jornal O Pioneiro no dia 07 de Janeiro de 2009



Matéria Completa no Site do Jornal O Pioneiro

Tags: Jornal, Imprensa,

Diário de um Shugyo

por Carlo Corvello - 01-mar-2008

Os primeiros dias de um shugyo.

Comecei a fazer este shugyo no dia três de janeiro. Na noite anterior ao fatídico dia, assisti ao filme "Tropa de Elite", que narra o dia a dia de policiais das forças especiais cariocas, em especial, o treinamento deles. Não consegui dormir naquela noite; na primeira noite de shugyo; e nem na segunda, cada vez que caía no sono acordava dando um men ( um soco no teto ou na parede, na verdade).

Porém, apesar da insônia, assim como o número cada vez menor de aspirantes que seguiam no curso ao longo do filme, pareço estar cada vez mais adaptado, menos cansado e mais disposto, e tudo isso sem ter que tomar tiro de bandido, nem comer no chão. Agora minha atenção está dirigida em não ser o 01 (o primeiro a pedir pra sair!?) e ficar firme até o final.


"Ou você se omite;
ou se corrompe;
ou então vai pra guerra!"

Capitão Nascimento personagem interpretado por Wagner Moura em
Tropa de Elite.


Naginata: foco na estratégia


Na charutada da última sexta-feira o Sensei divulgou uma notícia bombástica: ele irá colocar bogu e lutar em todos os treinos de kenjutsu em que for este ano. Dito e feito: sábado, lá estava o Sensei de bogu e naginata. Volta e meia o Sensei ia perseguindo sua víti... isto é oponente pelo dojo. Alguns praticamente percorriam a quadra de fora a fora de costas, o Sensei não recuava um milímetro, outros, menos afortunados, eram imediatamente encurralados contra uma parede. Eu fui o último a lutar, minha tachi contra a naginata do Sensei. Se chegar perto do Sensei vale-se ippon, acho que eu teria conseguido um yuko. O imenso maai da naginata parecia impenetrável para a espada.

Segunda-feira lutei com o Sensei de novo. Se dizem que não se deve cutucar onça com vara curta, o mesmo deve valer para a luta. Sendo assim, mudei minha estratégia: agora seria naginata contra naginata. O resultado? Não diria que adiantou muita coisa contra o Sensei. Continuei apanhando, e bastante! Mas pelo menos a recompensa é grande: estou aprendendo a usar a naginata diretamente com o Sensei.

Arigatô gozaimashita Sensei!


Tags: Shugyo, Relatos,
Últimas postagens:


topo

Instituto Niten Rio Grande do Sul
POA: (051) 99897-6667 / (051) 98172-2815
GRAVATAÍ: (51) 99313-5251 / (51) 98172-2815
CAXIAS: (054) 99927-6770 / (054) 98402-0540 / (054) 98118-6453
N. HAMBURGO: (051) 99808-6913