Ir para o Conteúdo
imgcentral

Mural

Murais das unidades e posts de alunos


2º Encontro Niten na Europa (Darmstadt)

por NITEN - Europa - 04-dez-2013



Neste fim de semana (30/11 e 01/12) tivemos o segundo evento Niten na Europa, na cidade de Darmstadt na Alemanha, onde estiveram Senpai Estevão (antigo Ana Rosa, hoje em Darmstadt na Alemanha), Vital (antigo Ana Rosa, hoje em Milão na Itália) e eu (antigo Guarulhos e Sumaré, hoje em Zurique na Suíça).
 
Foram dois dias de treinamento e convivência no caminho da espada, em que pudemos treinar bastante Niten Ichi Ryu, Jyugeiko e Shiais. Foi uma ótima oportunidade para relembrar os katas do Bushidô e, por que não, vivenciar um pouco de brasilidade, que tanto nos faz falta neste outono/inverno europeu (neste momento, temos -5 ºC).
 
Tivemos a oportunidade de não apenas treinar intensamente (quando pudemos relembrar que a ausência de treinos faz mal para o corpo e para a mente), mas também conhecer a comida local e um pouco da história Alemã, com a visita ao Castelo de Heildeberg e à cidade do mesmo nome, que existe desde 1196.
 
Como já havia ocorrido em Lisboa, encontrar os colegas de espada na Europa é um misto de orgulho por fazer parte da missão do Sensei de divulgar o caminho da espada que dá a vida (que agora já atravessou o Atlântico, fazendo o caminho contrário dos nossos ancestrais) e de tristeza, meio como um tapa na cara de realização, por não obstante o Sensei dizer que continuamos alunos/discípulos, não temos como ter a convivência constante com ele.
 
Apesar das dificuldades, vamos continuar divulgando a cultura samurai em terras europeias. O plano agora é encontrar Senpai Fugita em Portugal no começo do ano que vem.
 
Arigatougozaimashita ao Senpai Estevão, pela acolhida e organização
Domo Arigatougozamashita ao Senpai Wenzel, pelo estímulo e apoio ao Niten Europa
Domo Arigatougozaimashita ao Sensei, por, mesmo a mais de 9.000 km e um Oceano de distância, nos agraciar com ensinamentos e acreditar que ainda valemos a pena.
 
Mitsuo
Guarulhos/Sumaré

(...)


Continua (post completo)

comentários   1 de 1

Bianca - CuritibaEstou correndo atrás de uma bolsa para fazer pós na alemanha e tenho certeza que sentirei muita falta dos treinos! Então ver que tem tanto senpai na europa me dá esperanças de que não terei que ficar tanto tempo sem treino =) Arigatou gozaimashita. (Continua)

Orei (大礼)

por Vaz - RJ/Botafogo - 02-dez-2013

Dezembro!
 
Natal, panetone, presentes, Réveillon.. muita festa! E todos nós já sabemos das circunstâncias da reta final do ano. Confraternização, a união do grupo, da família, dos amigos...
 
e agradecer!
 
Na cultura japonesa, nesta época a gratidão é expressada também pelo "Orei" .  (礼)  "Rei" é uma das virtudes do samurai, que expressa o sentimento de reverência, dever, respeito e agradecimento. O kanji "Dai" (大), que pode ser um termo de honra, significa "grande". O todo se traduz como um grande "obrigado", ou melhor, "muito obrigado por tudo".
 
Então o Orei é o gesto de agradecimento àquelas pessoas que nos ajudaram de alguma forma, com um presente, uma lembrança. E como não conseguimos nada sozinhos nesta vida, há sempre alguém que devemos lembrar.
 
Sabe aquele professor? Parentes? O colega do trabalho que nos cobriu aquele dia? O amigo? Ou o chefe que cuidou de nós?? 




Tags: ArteCultura,

Matéria do Jornal Nippak: Hayabusa na Pastoral da Criança.

por NITEN - Hayabusa - 29-nov-2013

O Grupo de Jovens do  Instituto Niten desenvolve ação social.

No último dia 26, o Hayabusa-Kai, Grupo de Jovens do Instituto Niten, desenvolveu uma atividade social junto à Pastoral da Criança na Igreja São Miguel Arcanjo, na Mooca (zona Leste de São Paulo). A iniciativa, que contou com a participação de oito praticantes da arte da espada samurai, envolveu cerca de 30 crianças com idades entre 5 e 11 anos.



Segundo Beatriz da Mata Kodama, foi a primeira ação do Niten naquela paróquia. “Através das crianças, nosso objetivo é contribuir com as famílias e as comunidades onde vivemos”, explica Beatriz,lembrando que os jovens do Hayabusa-Kai já desenvolveram trabalho idêntico na Casa Hope, que oferece apoio a crianças e adolescentes portadores de câncer.

Para o coordenador Victor Fugita, trata-se de uma oportunidade para colocarmos em prática o quarto voto do Hagakure, o Livro do Samurai, de Yamamoto Tsunetomo e que foi traduzido para o português pelo sensei Jorge Kishikawa, fundador do Instituto Niten. “O quarto voto seria exercer a compaixão por todos os seres”, explica Fugita, lembrando que os três primeiros são: “Nunca ser superado no Caminho do Samurai; Ser sempre útil ao mestre e praticar a devoção aos pais”.

O Grupo de Jovens do Niten conta atualmente com cerca de 40 alunos em suas unidades espalhadas por todo território brasileiro e até na Argentina, Chile, México, Uruguai e agora também em Portugal.


Matéria públicada no site do Jornal Nippak no dia 28/Nov/2013

 




Tags: Hayabusa, Jihi, Social,

Gashuku de Novembro

por Silvana-bsb - DF/Brasilia - 28-nov-2013

Fim de semana com muito treino, muita energia e o “aperto” dado pelo Sensei  em cada um de nós para que assim possamos dar mais um passo a frente rumo ao aprendizado.



Alunos de Brasília, Goiânia, São Paulo, Santos, Rio de Janeiro e Argentina marcaram a sua presença.



Domo arigato gozaimashitá Sensei  pelos treinos e convivência!

Domo arigato gozaimashitá á todos os presentes!

Veja mais foto do evento na Galeria! (clique aqui)

Tags: Gashuku,
comentários   5 de 6

Mauricio Avelino Barros - BrasiliaMuito bom rever o Sensei, os Sempai e os demais colegas de treino. Com certeza contribuiu para minha recuperação.
Domo arigato gozaimashita. (Continua)

Igor - BrasíliaFoi um gashuku intenso, não pelo suor, mas pela quantidade de ensinamento transmitido.
Ver nossos erros e vícios pelos olhos treinados do Sensei e receber os katas direto da fonte transformou algumas horas de um dia em ensinamentos para a vida toda.
Ari (Continua)

Vinicius Sabino Camargo - BrasíliaDefinitivamente um gashuku intenso, equivalente a meses, quem sabe até anos, para serem aproveitados de técnicas, katas, convivência.
É muito a agradecer ao Sensei, aos colegas que trabalharam para que esse evento seja possível e aos colegas que treinara (Continua)

Luiz Otávio de Lima Rodrigues - BrasíliaMina San!

Estar junto ao Sensei é sempre um grande prazer e uma grande honra! Como sempre escutamos dos Senpais, que questão sempre junto ao Sensei, é beber direto da fonte!

Tivemos a oportunidade dessa convivência aqui em Brasília, e ainda acompanh (Continua)

Amaro - BrasíliaForam realmente dias muito intensos, de muito aprendizado e convivência. Não há palavras para agradecer ao Sensei, que pela segunda vez no mesmo ano disponibilizou seu tempo e atenção ao nosso crescimento. Domo arigato gozaimashitá também aos senpais, que (Continua)

Mais comentários

Reencontrando a família no Niten

por Mendes-Cax - RS/Caxias do Sul - 27-nov-2013

Aproveito para compartilhar o texto dos  Alunos Kiyoshi e Juliana, casal no qual iniciou os treinos no Niten de Caxias praticamente juntos:

(...) o que mais nos alegra, nesse momento, é a identificação que sentimos com o grupo. Finalmente, após tantos anos, voltamos a sentir que fazemos parte de uma comunidade pela qual temos muito respeito e carinho."

Confiram o relato na íntegra:

" Konnichiwa Senpai Joé e Senpai Mendes
Yoroshiku Onegai Shimasu

Shitsurei Shimasu,

Envio nessa mensagem  algumas palavras sobre o treino, nossas impressões e o início em conjunto no Caminho:

Em meados de 2010, enquanto eu e minha esposa, Juliana, almoçávamos na praça de alimentação de um shopping em Caxias do Sul, vimos um homem de hakama na fila de um dos restaurantes. Na hora, a Juliana, que já havia praticado Kendo há muitos anos, levantou-se e foi lhe perguntar se praticava Kendo. Meio surpreso, ele a indagou por que, e ela disse que havia percebido pela sua postura. Tínhamos acabado de conhecer o Senpai Joé.

A conversa foi breve, mas alegre. Ele esclareceu que praticava Kenjutsu, passou informações sobre o local do treino, assim como um telefone de contato. Os olhos da Juliana brilhavam com a vontade de praticar. Entretanto, como ela estava grávida de nosso primeiro filho, decidimos esperar.

Os anos seguintes passaram rápido. O primeiro filho nasceu. Cerca de um ano depois, veio a segunda gravidez. E víamos a vida seguindo, veloz, muitas vezes com a impressão de que estávamos sendo atropelados por ela. Foi só após seis meses do nascimento da nossa segunda filha que percebemos como havíamos passado a viver em função quase exclusiva das crianças, e de como precisávamos, entre outras coisas, voltar a praticar esportes.

Dado o fato de não termos família em Caxias, decidimos criar um sistema de “revezamento”: enquanto um cuidasse das crianças, o outro praticaria algum esporte. Ela começou a correr, mas eu não sabia o que fazer. Foi quando ela me lembrou do Kenjutsu. Fiquei um pouco receoso, pois nunca tive um espírito muito combativo, mas decidi tentar.

No primeiro dia, percebi como esse Caminho faria bem a mim. A despeito da fadiga física, e de ter chegado a passar mal depois de sair do local do treino (certamente resultado do sedentarismo), eu me sentia alegre, realizado, instigado. Como não podia deixar de ser, com o passar dos meses, a vontade da Juliana de treinar só aumentava. Entretanto, como havia prática apenas aos sábados, concluímos que não valeria à pena que cada um treinasse apenas a cada quinze dias. Mas, num certo momento, a vontade dela não podia ser mais contida. Acertamos com a babá para que ela ficasse com nossos filhos nos sábados de manhã, e enfim a Juliana pôde começar a treinar.

Ainda que nem sempre possamos participar tanto quanto gostaríamos, praticar juntos tem sido especial. Por mais atribulada que uma semana tenha sido, sempre temos a sensação de que ficamos renovados após o treino, o que nos motiva mais e mais a nos aprofundar no Caminho. Também, é evidente como nosso corpo e espírito vêm se fortalecendo, resultado dos ensinamentos que nos são passados. Entretanto, o que mais nos alegra, nesse momento, é a identificação que sentimos com o grupo. Finalmente, após tantos anos, voltamos a sentir que fazemos parte de uma comunidade pela qual temos muito respeito e carinho.


Sayounara
Arigatou Gozaimashita

Kiyoshi e Juliana "


 Kiyoshi e Juliana com seus filhos: Aprendendo os Katas do Bushido em família.


Tags: Relatos,
comentários   4 de 4

Joé Campos - Caxias do SulA sensação de reencontrar velhos amigos é uma constante. Seja ao visitar uma unidade, seja no primeiro contato com o treino, nunca nos sentimos `desconhecidos`.
Esta sensação nos primeiros treinos torna tudo um pouco mais especial.
Mas ver este sentime (Continua)

Kiyoshi Matsuda - Caxias do SulArigatou gozaimashita a todos pela acolhida.

Achei bem interessante a expressão `reencontrar velhos amigos` usada pelo Senpai Joé, pois expressa muito bem a sensação que tenho.

Fico muito feliz de estar entrando nessa família. Arigatou gozaimashita. (Continua)

Alessandro Rabello Barbosa - Porto AlegreOmedeto Kiyoshi e Juliana, traduziram bem o sentimento da Família Niten! (Continua)

Bruno Selau - Caxias do SulArigatou Gozaimashita aos colegas Kiyoshi e Juliana pelo seu relato, que tão bem exemplifica o sentimento de participar dessa `família Niten`. Arigatou Gozaimashita os senpais que nos disponibilizaram o texto. (Continua)

Aula Inaugural em Juiz de Fora

por Niten Juiz de Fora - MG/Juiz de Fora - 26-nov-2013

Nesta segunda-feira, dia 25 de novembro,
tivemos a aula inaugural da nova unidade Juiz de Fora.
Com a visita de vários interessados,
fizemos treinos de Iaijutsu e Kenjutsu com muita energia!
Esperamos que esta unidade seja mais um ramo forte do nosso
Instituto Niten, e que cresçamos fortes.
Agradecemos a coordenação do espaço por nos acolher e
a presença de todos os que participaram deste marco para
nossa unidade e esperamos novos colegas!

Gambatê Unidade Niten Juiz de Fora!






(...)



Continua (post completo)

comentários   4 de 4

Pinheiro - Rio de JaneiroGambatte para a unidade JF!
Assim que for possível, em algum futuro `Niten Tour`, irei fazer uma visita, afinal JF é bem próxima ao RJ! (Continua)

Bernardo - Belo HorizonteOmedetou Gozaimasu Ivan,
estamos muito orgulhosos desse passo importante que deu. Como disse o Senpai Drawin, enquanto unidade irmâ estamos mandando muitas energias positivas. Espero poder visitá-lo em breve e poder participar dessa energia boa que parec (Continua)

Drawin - Belo HorizonteOmedetou Gozaimasu Ivan,
BH como unidade irmã está mandando a melhor das energias aí para vocês, você tem tudo para ter sucesso.
Gambate Niten Juiz de Fora!
Que se frutifique mais um ramo da grande sakura do Niten! (Continua)

fonseca - Belo HorizonteOmdetou gozaimasu Ivan!
A sua caminha em JF com certeza será muito rica. Já é possível ver que vocês possuem um ótimo espaço e está plantada a semente da qual serão colhidos muitos frutos. O pessoal aí será guiado por um ótimo samurai!
Ganbate! (Continua)

Treino no Feriado 20/Nov no Pq do Ibirapuera.

por NITEN - Hayabusa - 26-nov-2013



          

          



Para ver maiss fotos no gallery clique aqui.

Tags: Hayabusa,

Visita dos senpais Wenzel e Silva

por NITEN - SP/São José dos Campos - 25-nov-2013

No mês de Outubro recebemos a visita dos senpais Wenzel  (coordenador geral do Niten) e do Silva (uns dos coordenadores de São Paulo).
Abaixo alguns relatos de nossos alunos, expressando com foi o treino e o convívio com os senpais:




Para mim este aprendizado tem sido muito importante, pois apesar das dificuldades de movimentação e aprendizagem advindas com a idade tenho melhorado minha forma física e principalmente a maneira como encarar a vida, agora com mais coragem, disposição e com a certeza de nunca desviar do caminho traçado ( recentemente até iniciei um negócio próprio)E por ultimo gostaria de homenagear a todos os Senpais pela dedicação e amor com que divulgam estes conhecimentos.
DOMO ARIGATO GOZAIMASHITA
Roberto Caratti


Gostei muito das visitas dos sempais em SJC foi bem legal poder lutar com sempais diferentes , porque mesmo indo treinar em sp , lutar com alguém que é muito mais velho no caminho é algo difícil de acontecer ... pude aproveitar muito o treino e espero que momentos assim se repitam mais vezes ^^.
É em momentos assim , que você percebe que o niten não é um instituto , uma academia ... é assim que você percebe que ele é uma familia , todos preocupado com todos , esse é um dos motivos de querer fazer tudo certo para ter a honra de continuar nessa família.
Arigatou gozaimashita
Sayounara
Turco
 

Acredito que a coisa que mais me marcou com a visita foi o nível de respeito e humildade cultivado no Niten. É algo diferente. Nunca existiu o clima opressivo, que geralmente aparece quando estamos com alguém hierarquicamente acima, seja um chefe no trabalho ou um professor da faculdade/escola. Foi surpreendente encontrar pessoas que há tanto tempo no caminho, que já possuem um convívio maior com o Sensei e com o próprio caminho em si interagindo com os principiantes com a humildade de alguém que começou a treinar também a poucos dias, e a vontade de ensinar e treinar como se estivessem diante de uma tropa samurai pronta para a guerra. Por isso, só tenho a agradecer pela experiência.
Arigato Gozaimashitá!!
Almeida

Tags: Visita, Relatos,

Ver o invisível

por Vaz - RJ/Tijuca - 21-nov-2013

Interessante que nos últimos anos temos visto no meio da cultura pop os samurais como alvo. Desenhos, filmes,quadrinhos com personagens usando katana como armas. Todos eles são fortes, têm reflexos felinos e percebem o perigo antes de qualquer um.
 
A medida que nosso treinamento de espada avança, vamos ficando cada vez mais afiados nos sentidos. Mas não se trata de nada místico como talvez o cinema ou a televisão sugere.
 
Os pequenos exercícios do dia-a-dia vão nos mudando. Olhar nos olhos de quem interage conosco, prestar atenção às pessoas a nossa volta. Entrar no recinto sabendo se é um ambiente hostil ou amigável... ser perceptível às pequenas energias das relações humanas. Com um olhar ou algumas palavras entender se aquela pessoa está bem, se concorda conosco, ou até se precisa de alguma ajuda.

Coisas assim não são normais, pessoas assim não são normais. Por isso o treinamento. Para desenvolver algo que para pessoas normais não é possível realizar.


 

Tags: Pop,
comentários   1 de 1

omar - Rio de janeiro -Hai Sempai Vaz!
Estarei enquanto Atento, mais atento ainda, pois somente atento não basta para estar vendo alguma coisa! É preciso sentir as vibrações, como um Tubarão ou uma pessoa deficiente visual,essa percepção não se conquista rápido! Temos que est (Continua)

Programa Viver Bem - Tv Tribuna

por Niten - SP/Santos - 20-nov-2013

Tags: Televisao, Imprensa,
Últimas postagens:


topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h