Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

12-jun-2007

Amor é fogo!

Dia dos Namorados...
O que você vai dar hoje para o seu queridinho? Ou para a sua namorada?
Uma roupa de griffe, um perfume? Vão jantar juntos a luz de velas? Que bom.
É o Amor. E para exprimir o Amor, cito o célebre "Amor é fogo que arde sem se ver", e quero que você leia linha por linha, com atenção:

 Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Pois é, estamos falando de um dos maiores inimigos e empecilhos do Caminho! O Amor!!!
Por isto, escolha bem o seu parceiro, a sua namorada, que senão você morre. Tempo perdido, vidas perdidas.
E se você quer dar um bom presente, de coração mesmo, dê um presente original:
Dê "Tempo" - Para você e para ele(a).
Feliz. Mas um feliz mesmo,  
Dia dos Namorados...

 



koi: amor, paixão

11-jun-2007

Diferença 1 - Calcanhar

A partir de hoje colocarei aleatoriamente as diferenças existentes entre o kenjutsu e o kendo na parte técnica, tendo como objetivo clarear a definição que algumas vezes tem confundido aqueles que buscam o treinamento com a espada japonesa. 

Está escrito no Livro dos Cinco Anéis de Miyamoto Musashi ( Livro dos Cinco Anéis - 19 de abril ), no pergaminho da Água, pág 62: 
"Concentre o peso nos calcanhares e deixe leve as pontas dos pés......" 
Ou seja, não fazer o inverso: apoiar-se sobre a ponta dos pés e levantar o calcanhar. Quando iniciei a prática do kendo, fazia o inverso:  levantava o calcanhar para ganhar impulsão e pular para acertar o adversário. E como pulava! 
Ao estudar os vários estilos antigos, vi que em todos os katas o calcanhar se mantinha firme, no chão, em toda a sua execução #. 
Na época de Musashi sensei, ganhar impulsão para pular em cima do adversário com uma katana*  não fazia muito sentido... 
Na realidade, praticando como Musashi sensei cita acima, estamos mais próximos de compreender o  manuseio da katana, a espada verdadeira. 

 

kendoxkenjutsu

clique para ampliar



# Kuden= ensinamento oral; segredo transmitido de mestre para discípulo 

* katana= espada de metal

06-jun-2007

Sameru

Falei em Despertar ( Despertei - 31 de maio ). 
Em japonês se fala mesameru. 
"Me ga sameru."* 
Apesar da foto sugerir o despertar como uma iluminação do Caminho, ou seja o satori*, quis dizer que não foi só uma descoberta, mas acordar de uma ilusão. 
Espero que você também tenha a mesma sorte. 
Antes tarde do que nunca. 

*Mega sameru:  me= olhos;  ga=os,  sameru=despertar 
*satori= iluminação espiritual

sameru kanji
sameru

05-jun-2007

Ganhar Medalhas

Estive dando uma arrumada no porão da antiga casa onde morava e encontrei inúmeros troféis, medalhas e diplomas. 
Só as medalhas enchiam uma caixa de maca. 
Todas elas remetiam a uma guerra vivida no passado. 
Mas nenhuma delas se compara a estas do meu aluno do Rio de Janeiro:

 ".......Embora não tenha ido ao Torneio ( Torneio Brasileiro em Brasília - 02 de maio ) atrás de medalhas, posso afirmar que somente em ter colocado os pés noDojo* ganhei 3 medalhas de ouro. 
Não!  Não foram nas competições em que participei.  Foram em vitórias pessoais, que para mim tiveram muito mais representação do que qualquer medalha que eu viesse a ganhar. 
A primeira foi ter ido participar do Torneio, estar fazendo algo que há muito eu não fazia, algo que era exclusivamente para mim, não sendo para trabalho ou para um outro motivo.  Pode parecer egoísmo, mas você precisa fazer alguma coisa só, e só para você.  Isto para poder fazer melhor o que tiver que fazer para sua família e para os outros. 
A segunda foi, nos menos de 4 meses que entrei no Niten, ter perdido 14 kg.  E ao perder este peso, recuperei boa parte da minha auto-estima e auto-confiança.  Sei que posso perder mais alguns quilos, e melhorar meu condicionamento físico, podendo fazer bem melhor minhas outras atividades. 
A terceira foi ter podido conhecer tantos companheiros de espada e ter podido treinar com tantos e principalmente com o Sensei.

Finalizando, só me resta agradecer fortemente aos companheiros de treinos e aos Sempais que nunca me deixa esmorecer e a cada treino me dão forças para continuar, mesmo no final de minhas capacidades. 
Domo Arigato Gozaimashita!"
 

Vou continuar formando campeões! 

medalha kendo
Sensei Jorge Kishikawa recebendo a primeira medalha brasileira em um 
torneio mundial individual -3° colocado no Campeonato Mundial Juvenil em Tokyo -1977

04-jun-2007

Rio de Janeiro

Hoje a temperatura aqui em SP amanheceu em 7 graus. 
Lembrei-me do Shinto Mekyaku. 
E foi sobre isto que falei neste fim de semana no Rio de Janeiro, que por sinal também estava com os seus 18 graus, situação atípica para a maior parte das vezes que vou lá. Tanto no iai, jo ou kenjutsu o objetivo é vencer o inimigo em comum: a si mesmo. 
Mas o que quero lhe falar é que neste fim de semana, em particular, fiquei muito contente em ver todos do Rio com o zekken*, o que me possibilitou conhecer os meus alunos. Um por um. 
Estou extremamente contente em ver que os coordenadores do Rio fazem o melhor pelos seus alunos. 
Agora, deixe-me tomar o meu ciocolatta neste frio... 

*zekken= tarja de identificacao  do nome

OBS: a escrita em katakaná ao lado destaca-se da convencionalmente adotada com o uso do katakaná ( ri, com leitura fonética = /ri/ ). Adotamos o kataná  ( hi, com leitura fonética = /Ri/ ) por guardar maior proximidade na pronúncia. 

rio de janeiro kenjutsu
JAPONÊS: Rio de Janeiro (em katakana, da direita para a esquerda e de cima para baixo)

01-jun-2007

Caxias

Desde que parte da minha vida fora influenciada no meio militar, não poderia de mencionar a você que, hoje, dia 01 de junho, comemoramos o dia de Luís Alves de Lima e Silva.
Para quem não se lembra, falo do Patrono do Exército Brasileiro - Duque de Caxias.
O nosso café não me possibilita estender em toda a sua biografia, mas os documentos comprovam que ele, de fato, participou de muitas guerras, vencendo-as com bravura e estratégia.
O que mais me admira entre os seus inúmeros feitos ou passagens é esta: a atitude em relação a como deveria ser conduzido o seu féretro*:

" sem pompa, dispensa de honras militares; conduzido por seis soldados da guarnição da Corte, dos mais antigos e de bom comportamento, aos quais deveria ser dada a quantia de trinta cruzeiros (cujos nomes foram imortalizados em pedestal de seu busto em passadiço do Conjunto Principal antigo da Academia Militar das Agulhas Negras); o enterro custeado pela Irmandade da Cruz dos Militares; seu corpo não embalsamado."

e que vejo semelhança com o que escrevi no Shin Hagakure (pag 113):
"Não deixar objetos de valor na mão de quem não é bushido
No Niten, deixo os meus pertences com um samurai"

Ser conduzido por seis soldados rasos, antigos e de bom comportamento...
Antes que Patrono, antes que Duque, comemorarei o Guerreiro de Caxias.

caxias samurai


féretro: espécie de caixão, tumba, ataúde

 

31-mai-2007

Despertei

Muitos me perguntam por que "abandonei" o kendo* e comecei o kenjutsu*.
Não "abandonei" o kendo. Bem como pratico e ensino também a todos os alunos do Niten. Todos passam pelo aprendizado de kendo e depois se aprofundam em técnicas de kenjutsu.
É por isto que vou te contar um episódio interessante:
Devia ter seus 60 anos, média estatura e de porte magro. Parecia um daqueles do filme Os 7 Samurais. O mais magrinho e que falava pouco no filme, não me lembro do nome...
Bem, já fui disparando o meu golpe, indefensável naquela época, o men* veloz como um desses saques de tênis que o adversário não consegue rebater. Também os tsuki* como uma flecha. E nada. Não acertei. Tentei mais uma, duas, parti para outras técnicas e nada. E eu não conseguia "pegar" ele. De jeito nenhum .Nem com uma, nem com duas espadas. O estilo dele era bem diferente em comparação ao que eu já havia conhecido até então. Ele andava. Não ficava só com o pé direito a frente.
A ponta de sua espada não estava voltada para o meu rosto. Estava desviada para o meu lado esquerdo, com a lâmina à vista.
Não levantava os braços frontalmente para se golpear o men, diferente do que se prega no kendo.
Sua atenção não estava focada na estética, na boa postura. Mas no combate.
Enfim, em inúmeros aspectos, era diferente.
Golpeava-me a toda hora em todos os pontos. Se defendia aqui, me acertava ali. Quando eu achava que iria acertar, me devolvia com um contragolpe que eu nunca tinha visto. Foi demais!
Realmente, foi um dos dias que me dei por vencido.
Fiquei sabendo mais tarde, que os jurados não favoreciam a sua aprovação no exame de graduação ao 8° dan de kendo, pela sua forma "diferente" de lutar.
É, e refletindo bem, entendi que ele não treinava para ser aprovado em exames e nem colecionar títulos.
Estou falando nada menos de um sokê* de Kobudô*.
Ele treinava para vencer.
Despertei.



*kendo= esporte que derivou-se do kenjutsu no século passado

*kenjutsu= arte samurai que tem suas origens desde a era Kamakura
(aproximadamente nos anos 1280) até os dias de hoje e que originou o kendo.

*men= crânio

*tsuki= estocada sobre a garganta

*soke= grão mestre e representante de um estilo, passado através das
gerações

*kobudo; ko=antigo; bu=samurai; do=caminho, arte

30-mai-2007

A Química do espírito

É certo que todos os samurais modernos são pressionados a lutar no dia-a-dia.
Também é certo que com o avanço tecnológico e da internet, precisam dar o dobro ou talvez o triplo de si para estarem atualizados com a sua técnica e serem recrutados pelo mercado de trabalho. Não estamos falando de Japão, não. Estamos falando de Brasil, São Paulo e qualquer cidade que tenha mais que seus 100.000 habitantes. Quem não for guerreiro, morre.
Fiquei sabendo que um de meus alunos se encontra no término da faculdade, se não me engano engenharia ou algo assim, e procurando estágios precisaria dar um tempo e deixar o Niten e os "katas do bushido para depois" segundo suas palavras, apesar de saber que o Método KIR* era o grande alicerce nas suas conquistas até então e como samurai moderno. Que os Momentos de Ouro* é que faziam a diferença no seu modo de agir, pensar e tomar as decisões. Enfim, que estava muito satisfeito e esperava, enquanto ausente do Niten, suprir a energia da guerra com o que tinha aprendido até então aqui no Niten.
Não adianta.
O Método KIR é para o espírito assim como o exercício é para o corpo. Não é possivel emagrecer só lendo livros ou fazendo mentalização se não estiver queimando as calorias. Quero dizer, o samurai moderno existente em cada um de nós só se mantém vivo se estivermos no Niten, vivendo os katas do bushido. Enfim, respirando o Método KIR.
Você não sente aquela letargia, preguiça e moleza quando para de fazer os exercícios? Então. É a mesma coisa. Só que aqui, no caso, ocorre por inteiro: no seu corpo, na sua mente e, obviamente, no seu espírito.
E a falta do KIR começa pelo espírito: preguiça. Preguiça para levantar, desculpas para não fazer, mentiras começam a aparecer.
Depois vêm as consequências a nível mental: dificuldade para se concentrar, tomar decisões importantes e por aí vai.
E como que denunciando esta falta de vergonha deste seu lado perdedor, fica visível a lerdeza no seu andar, a dificuldade no levantar, no correr. É você virando um "porquinho", uma "vaquinha".
Repito:
-Não adianta. Não basta se sentir um samurai moderno.
A "química" não acontece!

 
será você?

29-mai-2007

Kill Bill

Hoje eu coloco a foto que comentei na sexta-feira 
É o Kenjutsu nos filmes de sucesso nas bilheterias.
Uma Thurman no Shin no Kamae*.

 
Shin no Kamae, uma das posturas do Kenjutsu

28-mai-2007

Uchigote 3 - Quebrar a respiração

Você está diante do oponente com a ponta da espada voltada para o seu rosto e de repente algo lhe toca na parte do uchigote
É a espada dele já no seu antebraço direito (ou esquerdo algumas vezes). 
A situação á tão desconcertante a ponto de quebrar a sua respiração. A não ser que você já estivesse esperando. Mas se estivesse, teria bloqueado. 
Levar um Uchigote é uma sensação que todos os estrategistas deveriam experimentar - o Hotto no Kokyu.
Não há igual.
 
ERRATA (29 de maio) : o Kanji mostrado ontem junto a esta matéria era na verdade o kanji de naka, outra escrita para a palavra "dentro".
 
 
uchi = interno, dentro 




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-8h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h