Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

22-out-2007

Kendo Nippon - Iaijutsu com crianças

Num dos treinos de Sekiguchi Ryu Iaijutsu, lembro-me de Gosho Sensei orientando este menino.
Gosho sensei, apesar de tranquilo, não media esforços em repreendê-lo quando este se distraia ou amolecia no treino. De vez em quando me dava até dó... Um simples passo, mandava repeti-lo várias e inúmeras vezes. Não só isso, mas repreendia-o verbalmente. E o mais incrível: nenhum elogio, nenhum sorriso, por parte do mestre. Apesar disso, o menino continua firme. Deve ter nascido forte...
Esta foto, tirada pela revista Kendo Nippon, do mês passado, mostra o Yoshimoti Sensei, 12o dai* do Niten Ichi Ryu ( 09 de outubro - Kendo Nippon, Kyoto Taikai ) passando o tobitigai* ao garoto.
Daqui a alguns anos, este garoto surpreenderá todos, e provavelmente, a exemplo de Gosho sensei e Yoshimoti sensei, terá o seu nome reconhecido em todo o Japão.
Adultos que treinam semanas com bokuto* e saya de plástico* são crianças, se comparados ao nosso samuraizinho de 8 anos, que ao lado de outros da mesma idade, treinam com a katana de aço.
Adultos que necessitam de atenção e treinam com saya de plástico devem deixar de ser crianças.

18-out-2007

Lenda do Torneio

"Com todo o esforço físico e com uma natureza privilegiada (grama, lagos, cerejeiras, bambuzais) tivemos a nossa técnica apurada, nossa moral elevada e nosso espírito iluminado. E tudo isto, quem sabe, se tornou início para várias estórias e lendas a partir daí. Como a que conto a seguir:

Era uma manhã cedo antes do café. Todos corriam e pararam em um gramado para teinar Katas de espada. Havia um ninho de quero-quero (passarinho) com quatro ovos em meio ao gramado. Todos se esmeraram (a exemplo dos monges buditas) a não prejudicar o ninho. Continuidade de gerações, do conhecimento à sabedoria ou simples preservação da natureza??? O diferencial era que se tratavam de praticantes do Niten!!!"


obs: o texto deste café foi enviado pelo Aluno de Jojutsu do Rio de Janeiro, Hélio Brum.

17-out-2007

Método KIR: não é!

"O que é o Método KIR*?"
Por que os ocidentais só querem saber "o que é"? E não procuram "ver" o que é???
Aliás, não é só ver o que é! É .... sinta o Método KIR!!!
O que é a disciplina? Sinta a disciplina!
O que é o fogo? Sinta o fogo!
Não é possivel explicar em palavras " o que é ". Tem que estar convivendo e sentindo a energia do Método KIR, assim como  a disciplina, o fogo.
Aqueles que conviveram comigo durante os 3 dias entendem do que estou falando...

16-out-2007

Kobudô e Inoshishi

Recebi o email desta aluna ainda no final do domingo:

O Sexto Torneio Brasileiro por Equipes de Kobudô, realizado em Ibiúna, foi muito proveitoso para todos.
Antes de falar sobre ele, gostaria de relembrar as palavras do Sensei na carta de felicitações de Ano Novo:
"O ano de 2007 é o ano do INOSHISHI, o javali (...). Quando vê sua presa, parte para acertá-la com tudo, em linha reta, sem se importar com os lados. Que tenhamos 2007 como um ano repleto de golpes certeiros. Sem hesitação, dúvida ou arrependimento. 2007... treinar como nunca. Para adquirirmos a coragem do guerreiro e a obstinação do INOSHISHI."
Ao ler a carta, após o torneio, senti que de fato o espírito do inoshishi esteve presente em todos que organizaram, colaboraram e participaram do evento.
Foi um torneio e foi um gashuku. Acordar cedo, limpar os banheiros, limparo dojo, limpar os refeitórios, treinar, treinar e treinar, além decompetir.
Durante quase trës dias todos se esforçaram e fizeram do torneio um belo aprendizado, com inúmeros momentos de ouro.
No terceiro, e último dia, tivemos o Seminário de Niten Ichi Ryu, igualmente proveitoso. Um privilégio para os que compareceram - poder ter o Sensei para explicar e ensinar mais ainda sobre o estilo deixado por Musashi-sensei.
Mais que um torneio, foi um aprendizado sobre servir, ser útil.
Estar ao lado do Sensei para ouvir, aprender e aplicar o Bushido no dia-a-dia é uma honra. Aos que não foram, apenas digo que perderam momentos importantes.
Domo arigato gozaimasu Sensei por nos guiar no Caminho!!!
Domo arigato gozaimashita à todos que fizeram o torneio acontecer!!

Para aqueles inoshishi que acertaram golpes certeiros, omedeto.
Àqueles que ainda não conseguiram, ainda temos novembro e dezembro.
 

15-out-2007

Memórias do Torneio

Estes 3 dias do 6o Torneio Brasileiro de Kobudô ficarão para sempre. 
Foram dias agitados, com muita adrenalina e emoção. 
Por parte dos atletas e por parte da organização. 
Só agora deu para dar uma pausa para o cafezinho, uma respirada e lembrar do que aconteceu. 
Foram momentos novos, situações imprevisíveis e cenários diferentes que ficarão na lembrança de todos: 
o tameshigiri* ao ar livre com toda a familia Niten reunida; 
os novos shoden* do Niten Ichi Ryu Kenjutsu e seus katas de demonstração; 
o espírito de iniciante e a união de todos nos Osoji*; 
o cimento, o telhado velho, campo, lagos e terra; 
a festa de confraternização lá no casebre da roça com os talentosos samurais do Niten;
a provocação de arruaceiros da região, que prontamente  foi resolvido e de forma civilizada pelos nossos organizadores; 
no Kobudô, o shoto, naginata e nito, o tachi; 
no Jojutsu o desempate histórico dado pelo público; 
o big seminário do Niten Ichi Ryu com o ginásio cheio, o que me deixou até "estressado"*; 
o treino que fiz com todas as crianças e constatar a alegria estampada no rosto de cada uma delas; 
a satisfação por parte de todos os pais; 
enfim, um Dia da Criança e final de semana inesquecível em que todos puderam levar o seu presente: 
Um significado para as nossas Vidas!

*tameshigiri = treino de corte com espada com fio 
*shoden = graduação que confere o recebimento do makimono (documento em forma de pergaminho e que na época dos samurais eram o atestado de evolução técnica) do estilo 
*osoji = limpeza do local, que nos dojos tradicionais do Japão, é feito por todos os participantes e teve origem com os monges budistas 
*"estressado" = estressado no bom sentido, pois na verdade foi uma alegria ver tanta gente treinando quase que em cima das arquibancadas por falta de espaço. 
  Musashi sensei e os mestres no Japão devem ter ficado contentes

10-out-2007

10 de outubro de 1644

Hoje darei uma pausa em relação a matéria que ficamos de conversar, da Kendo Nippon, por se tratar de um dia, para nós do Instituto Niten, muito especial.
A brisa matinal de outono se fazia sentir na inóspita região de Kumamoto... Fazia uns 16 graus. Um pouco frio para estar so de kimono* e hakama*. Mas sem muita chuva, furacão, enfim, ótimo para apreciar a natureza. Ar puro nas montanhas e silêncio.
Com passos, nem tanto firmes, segue o trajeto íngreme em direção ao topo da montanha.
Pincel, papel e é claro, a espada a mão.
Senta. Respira e reflete sobre a sua vida. Como diria em um dos seus trechos:
"Percebi que as minhas vitórias sobre os meus adversários não decorreram de minha alta capacidade técnica. Provalvelmente pelo fato de meus adversários serem fracos." Estava frustrado...
-Yoshi! - deve ter pronunciado, mesmo frustrado, começou então a colocar no papel o que viria a ser o tratado de estratégia mais famoso no arquipélago japonês: o Livro dos Cinco Anéis (ou Go Rin no Sho, em japonês). Isto tudo, não por sua vontade. Mas a mando de seu senhor, Hossokawa Tadatoshi, daimyo* do então castelo de Kumamoto.
Hoje é um dia inesquecível para todos nós do Instituto Niten.
Uma pausa, em respeito ao nosso mestre, Miyamoto Musashi sensei, por ter nos deixado, mesmo que a contragosto, o Livro dos Cinco Anéis.



*kimono = veste de cima

*hakama = veste de baixo

*daimyo = senhor feudal

09-out-2007

Kendo Nippon - Kyoto Taikai

Na foto da 2a página da matéria Kendo Nippon, vemos o 12o sucessor do Niten Ichi Ryu ( Miyamoto Musashi sensei, o criador do Niten Ichi Ryu ), Yoshimoti Kiyoshi sensei e o seu parceiro e mestre Ishii Toyozumi.
Eles estão demonstrando o Nito Seiho do Niten Ichi ryu no evento mais cobiçado por todos os mestres de kendo e dos praticantes de kobudô: o Kyoto Taikai.
Ao participarem deste evento, que é dividido em categorias 6o, 7o e 8o dan de kendo, demonstram que, tal como uma agulha no palheiro, foram reconhecidos por sua habilidade técnica no Japão. Demonstrações de kobudô feitas pelos mestres de cada estilo são feitas intercaladas entres as lutas de kendo.
Este evento foi realizado em maio deste ano e só tende a confirmar o que sempre digo:
— No budô*, e acredito que em outros caminhos não é diferente, existem 2 tipos de praticantes: aqueles que buscam a Verdade e aqueles que buscam títulos. No final, o mundo reconhecerá o que for o Verdadeiro.


*budo = bu: samurai, guerreiro; do: caminho

08-out-2007

Kendo Nippon setembro 2007

É com orgulho e satisfação que repasso a você a revista Kendo Nippon do mês passado.
O nosso mestre Gosho Motoharu sensei e seu filho, Yoshimoti sensei foram entrevistados em matéria especial, em razão da dedicação à arte da espada durante décadas. Bem, na verdade, isto denota o reconhecimento por parte de toda a comunidade que congrega os praticantes de espada, como sendo o 12osucessor do Niten Ichi ryu, o Sensei Yoshimoti Kiyoshi.
É a revista de maior circulação no Japão e no mundo, lida por mestres, sokes, técnicos, alunos, estrangeiros, praticantes e atletas.
Vamos falar sobre esta matéria aos poucos, enquanto tomamos o nosso cafezinho de todos os dias?
Veja : 

05-out-2007

Jiga boke

Jisa boke. É pelo que estou passando. Jisa, ou seja, a diferença de fuso horário entre as várias regiões do mundo. Boke, siginificando levemente afetado, ligeiramente distante.
Demora alguns dias para se normalizar, no caso de uma viagem do Japão para o Brasil. É uma sensação de estar, mas não estar, ver, mas não ver, ouvir e não ouvir, sentir, e não sentir. 
Mas, nem sempre é preciso estar com o jisa boke para estar distante.

O Jiga boke, palavra de minha autoria, é mais frequente. 
Estão, mas não estão presentes. Vêem, mas não enxergam. Ouvem, mas não compreendem. Sentem, mas não captam. 
Jiga: ego, o eu. 
Jiga boke: aquele que nunca sintoniza a conversa com os outros. Você fala uma coisa, ele responde outra. E só fala nele. 
Chatos para conversar.


jigaboke




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h